Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Serviços > Treinamento em Telemarketing - primeira fase

Treinamento em Telemarketing - primeira fase

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Serviços
Comentários: 1
Treinamento em Telemarketing - primeira fase

As primeiras empresas que implantaram o setor de telemarketing obtiveram lucros e ganharam visibilidade. Com isso, outras empresas seguiram o mesmo caminho, até que atualmente tornou-se um departamento indispensável para as operadoras de telefonia, cartão de crédito, venda de produtos em geral, cobrança, bancos, distribuidoras de água e energia elétrica, pedidos de doação filantrópica, entre outros.

O fato é que vagas para contratação de Operadores de Telemarketing formam a grande maioria das ofertas de emprego que encontramos nos principais classificados.

Trabalhar como Operador de Telemarketing tem muitas vantagens, a começar pelas exigências que não são muitas. Basicamente os pré-requisitos são; ter o ensino médio (antigo 2° grau) e curso de operador. Algumas empresas até contratam na qualidade de estagiário, ideal para quem ainda está cursando o colegial.
Outra vantagem é a jornada de meio período de trabalho, são 06:00 horas, a desvantagem é que não tem hora para almoço, a pausa é para lanchar.

Para concorrer às vagas de telemarketing, é fundamental ter boa dicção e fluência verbal, mas não é nada que não esteja ao alcance de todos, é apenas uma questão de treinamento.

Para começar, livre-se ao máximo das gírias. Por mais que pense ter controle sobre o que fala, o hábito de pronunciar esses termos entrará na conversa quando menos esperar. Empresas que monitoram a conversação entre funcionário e cliente visam manter um padrão de linguagem e o operador pode receber advertência ou ser demitido.

Para se adaptar sem sacrifícios, leia mais e crie um sistema de programação mental da seguinte forma: por uma hora não pronunciará gírias, depois por duas e assim por diante.

Palavras e termos como, legal, bacana, ok, valeu, tá certo, beleza, morreu, seu nome está sujo. O que você quer? Devem ser banidas do vocabulário e podem ser substituídas pelas seguintes expressões: Perfeito. Por favor, aguarde um momento. Estamos verificando. Consta restrição de crédito em seu nome. Em que posso ajudar?

É importante ter atenção ao tratamento com o cliente, sempre se dirigir como senhor, senhora, mesmo que o cliente pareça uma pessoa jovem e para se assegurar, pergunte ao supervisor da empresa se caso um cliente queira ser tratado como “você”, se é permitido pelo regime da firma.

Continuaremos esse estudo em breve.
Boa sorte!


Sílvia Baptista

Título: Treinamento em Telemarketing - primeira fase

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 0

775 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    30-05-2014 às 00:56:48

    Uma equipe bem treinada pode fazer muito pela empresa e clientes. É muito necessária fazer esse tipo de treinamento em telemarketing. Adorei!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Treinamento em Telemarketing - primeira fase

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios