Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Boas práticas de cidadania rodoviária

Boas práticas de cidadania rodoviária

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Segurança
Comentários: 1
Boas práticas de cidadania rodoviária

A quantidade de acidentes rodoviários continua a ser preocupante, cabendo a cada um de nós ter o cuidado de fazer uso de regras de cidadania na estrada, quer seja condutor ou peão.

O objetivo da prevenção rodoviária é implementar medidas preventivas de segurança, nomeadamente na área educacional. Neste sentido, reveste particular atenção aos peões que transitam pelas ruas,desde crianças a adultos. É pois importante os peões deslocarem-se pelos passeios, passadeiras a eles destinadas, ou em caso de ausência destas, pelas bermas. Os peões que porventura transitem pela faixa de rodagem devem fazê-lo em fila do lado esquerdo, de frente para o trânsito. É necessário tomar precauções quando se atravessa a faixa de rodagem.

Deste modo deve olhar-se para a esquerda e direita, e atravessar depois de se certificar de que não Vem nenhum carro; esperar que passem todos os veículos que transitam próximo do local; respeitar os semáforos; não usar telemóvel e leitor de música. Esta é uma grande inimiga da segurança porque provoca distração. À saída dos transportes públicos é necessário esperar que os mesmos arranquem e, só depois se deve efetuar a travessia pela faixa de rodagem.

Ao passearmos com crianças, os cuidados devem ser redobrados e assegurar-se se elas transitam do lado da berma ou do passeio. Durante a noite os peões devem evitar usar roupas escuras. Ao invés devem utilizar refletores na roupa, para que sejam mais facilmente identificados pelos condutores dos veículos. Por outro lado os condutores não devem conduzir sob o efeito do álcool porque o seu comportamento altera, perde os reflexos, a perceção e a visão. Deve pois ter a máxima atenção nos peões, reduzir a velocidade, deixá-los passar e parar.

Ao conduzir deve evitar cometer erros e agir de forma a prevenir os riscos, estar atento à sinalização, olhar pelos espelhos e circular pela direita. Manter a distância do veículo que circula à frente é outra regra e em caso de paragem súbita deve diminuir sempre a velocidade. Estas distrações pode fazer a diferença entre a vida e a morte quer do condutor ou dos peões.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Boas práticas de cidadania rodoviária

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

655 

Imagem por: Alan Stanton

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 05:41:57

    As boas práticas na direção são fundamentais.O povo continua mal educado e no trânsito é muito pior.Deve haver mais cidadania e se for o cado- punição para quem não as segue!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Boas práticas de cidadania rodoviária

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O Mito da Entrevista de Emprego

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Empresariais
O Mito da Entrevista de Emprego\"Rua
Aguardando há meses pela oportunidade de um novo emprego e após ser aprovado em várias etapas do processo de seleção eis que surge um empecilho: a entrevista de emprego.

Diversas dúvidas passam pela cabeça do candidato como o que vestir, como sentar-se, qual o tom de voz adequado, o que o entrevistador espera como resposta e como impressioná-lo provando ser a pessoa certa para a vaga a ser ocupada.

A verdade é que não há regra que garanta o sucesso em uma entrevista, porém, algumas atitudes e cuidados precisam ser tomados. Abaixo seguem 10 dicas que auxiliarão o candidato enfrentar essa fase do processo de seletivo de forma mais segura, não importando a área ou cargo pretendido.

1. Seja pontual. A pontualidade é uma forma de demonstrar respeito, consideração e compromisso com a empresa, porém, ser pontual não significa ser precipitado, chegando com muito tempo de antecedência. Para isso programe-se: quanto tempo você levará para chegar até o local combinado para a entrevista? E se houver algum tipo de atraso? Programe-se para que os prazos possam ser cumpridos. Se o atraso for inevitável entre em contato com a empresa e explique o motivo para o mesmo solicitando a possibilidade de remarcar o compromisso.

2. Vista-se de maneira condizente ao cargo que irá ocupar. Mesmo parecendo ser uma superficialidade, a forma como o candidato se veste pode influenciar a decisão do entrevistador, portanto, causar uma boa impressão é essencial. Para isso pesquise o perfil da empresa, se possível observe a forma como os funcionários se vestem e use na entrevista algo um pouco mais formal do que usaria todos os dias para ir ao trabalho.

3. Zele por uma boa aparência. Como descrito acima causar uma boa impressão é essencial, dessa forma, a higiene pessoal é indispensável. Vale ressaltar que perfumes e maquiagem exagerados são pontos negativos em uma entrevista.

4. Tenha em mente suas principais realizações profissionais e as evidencie. Quais os principais desafios que essas lhe trouxeram e o que aprendeu em cada uma delas. Se é seu primeiro emprego vale ressaltar suas experiências escolares e acadêmicas como trabalhos em grupos, projetos realizados, programas de estágio e trainee.

5. Tenha atitudes positivas. Um método de entrevista consiste em perguntas aparentemente absurdas que não possuem, necessariamente, respostas prontas. O que ele deseja na verdade é avaliar seu raciocínio lógico, portanto, seja criativo, argumente e crie estratégias para sair dessa saia justa.

6. Seja genuíno e autentico. Mesmo estando sob pressão seja você na entrevista. Não minta nem use máscaras. O recrutador provavelmente perceberá que você não está sendo sincero.

7. Tenha argumentos. “Por que você quer trabalhar aqui?” ou “Quais serão suas contribuições para essa empresa?” são perguntas básicas em uma entrevista de empregos. Portanto, tenha bons argumentos para esses questionamentos.

8. Mostre-se interessado. Faça perguntas plausíveis ao entrevistador.

9. Seja gentil e educado a todo o momento. Muitas empresas costumam analisar o candidato no momento em que esse inicia o processo seletivo.

10. Mostre-se confiante. Se você fará a entrevista de emprego é porque já passou por outras fases do processo seletivo, ou seja, tem muitos pontos a seu favor. Acredite no seu potencial .

Outros textos do autor:
O Mito da Entrevista de Emprego

Pesquisar mais textos:

Mabelly Venson

Título:O Mito da Entrevista de Emprego

Autor:Mabelly Venson(todos os textos)

Imagem por: Alan Stanton

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios