Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Transtorno de ansiedade

Transtorno de ansiedade

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Transtorno de ansiedade

Uma doença talvez considerada grave, é o transtorno da ansiedade, uma doença que atinge qualquer idade, qualquer organismo de variadas maneiras.

A ansiedade pode manifestar-se de três maneiras, neuro endócrino, visceral e de consciência. O neuro endócrino refere-se aos efeitos da adrenalina, glucagon, noradrenalina, cortisol e hormônio antidiurético. Já no visceral, a ansiedade é proveniente do sistema nervoso autónomo, que reage excitando o organismo na reação de alarme ou relaxado na fase de esgotamento.

Os principais sintomas de um transtorno da ansiedade são as palpitações, a inquietação, opressão no peito, sintomas gastrointestinais tais como as náuseas, os vómitos, e a diarreia, outros têm sintomas de mal-estar respiratório, tensões musculares e por aí. Nas mulheres, pode causar uma certa disfunção hormonal, no conseguindo evitar a menstruação. Já nos sintomas físicos varia de pessoa para pessoa




Existem dois tipos de ansiedade, nomeadamente o normal e o patológico. No caso do normal, a reação é bio-adaptiva, sendo uma ansiedade normal, em que o corpo dá uma resposta a casos estresses externos, por exemplo no caso de uma ameaça considerada a nosso ver, o corpo dá uma resposta, o ritmo cardíaco aumenta, havendo contrações nos vasos periféricos para que o sangue se concentre em áreas vitais, e a respiração vai aumentando de frequência. É uma sensação estranha, desagradável, acompanhados de sintomas a nível físico, mas a que o corpo tende a evitar que esses estresses se venham a complicar, tornando normal.

No caso patológico, torna-se mais complicado, a ansiedade torna-se assim quando o corpo reage de forma exagerada a um estímulo, ou seja, quando a ansiedade e desproporcional ao estímulo tornando uma reação adaptativa em desaptativa e quando ocorre ansiedade na ausência de estímulo deflagrador.

Os transtornos mais comuns são: a agorafobia, a fobia social, o transtorno obsessivo-compulsivo, várias fobias, a síndrome de pânico, o transtorno de estresse pós-traumático e o transtorno de ansiedade generalizada.

A ansiedade patológica causa prejuízo na atividade social, dificultando e impossibilitando a adaptação. Ao contrário da ansiedade normal, a patológica paralisa o indivíduo, trazendo prejuízos ao seu bem-estar.

Existe tratamento para o tipo patológico, no caso da medicação, geralmente são receitados Antidepressivos e Benzodiazepínicos (calmantes) quando o psiquiatra ou o clínico julga necessário usá-las. E no caso da psicoterapia, é fundamental saber a origem da ansiedade e como lidar com ela.

Já no tipo normal é apenas meios técnicos para relaxamento, como a yoga, acupuntura, bio feedback, caminhadas e por aí.


André Belacorça

Título: Transtorno de ansiedade

Autor: André Belacorça (todos os textos)

Visitas: 0

626 

Comentários - Transtorno de ansiedade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios