Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Recuperação após AVC

Recuperação após AVC

Categoria: Saúde
Visitas: 8
Comentários: 4
Recuperação após AVC

O AVC é uma das principais incapacidades do adulto, além de ser também uma das principais causas de morte em vários países do mundo.

Segundo estimativas , o AVC afeta cerca de 20 milhões de pessoas por ano e nos últimos verifica-se uma incidência crescente em adultos e jovens o que acarreta problemas a nível económico.

Contudo, a melhoria dos cuidados de saúde nos países desenvolvidos veio permitir a redução de mortalidade associada ao AVC e, ainda a redução de pessoas portadoras de incapacidade integradas na sociedade.

O AVC é causado por uma alteração da circulação sanguínea cerebral, originando lesões nas células da àrea cerebral afetada.

Pode ainda descrever-se como a instalação súbita de sinais de disfunção cerebral focal ou global, com mais de 24 horas de evolução ou que causa a morte em menos de 24 horas, sem causa aparente, além da patologia vascular.

A situação dos doentes, manifesta-se ddependendo da àrea do cérebro atingida, da estensão da lesão cerebral, do estado geral do organismo e de outras características do doente.
Quando se dá um AVC é considerada uma situação de urgência médica.

Os sintomas de alarme, incluem a alteração de equilíbrio, alteração de visão,alteração de linguagem, assimetria da face e alteração de força muscular num dos membros.

Em face da suspeita destes sinais, deve levar-se o doente, imediatamente ao hospital, uma vez que o diagnóstico precoce aumenta a probabilidade de se obterem melhores resultados.

Após os cuidados iniciais e estabilizada a situação clínica e neurológica, a maioria dos doentes ainda continua com sequelas da situação aguda da doença.

Por isso devem iniciar , assim que possível, os cuidados de reabilitação, uma vez, que a atividade motora e a recuperação funcional dependem, dos tratamentos dereabilitação adequada, numa instituição ou centro de reabilitação.

Estes centros têm como função restabelecer, tanto quanto possível, a função perdida pelo paciente, de modo a potenciar as capacidades funcionais, recuperar as funções motoras e cognitivas, de acordo com as necessidades e potencialidades de cada caso.

Além de tentar recuperar as deformidades articulares, também tratam as lesões da pele, dor, infeções e obstipação.

O retabelecimento do convívio social e sua reintegração com uma melhor qualidade de vida, são ainda objetivo dos centros de reabilitação.

A equipa coordenada por médicos especialistas de reabilitação, desenvolvem também um trabalho intensivo com as famílias, que têm um papel fundamental neste processo.

O principal centro de referência é o Centro de Reabilitação de alcoitão, que está vocacionado para a reabilitação de pessoas portadoras de deficiência de predomínio físico ou multideficiência, congénita ou adquirida em qualquer idade, provenientes de todo o país, e recebe doentes com sequelas de AVC, para reabilitar as funções motoras, de comunicação e cognitivas.

Este é um centro que dispôe de àreas inovadoras, como tratamento com toxina botolúnica, treino de marcha suspensa, em piscina, reabilitação percetiva/cognitiva com meios informáticos e reeducação robotizada do membro superior.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Recuperação após AVC

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 8

812 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    19-07-2014 às 23:52:09

    Muito bom...importante a recuperação após AVC e a pessoa precisa muito querer a ter uma vida normal.

    ¬ Responder
  • Elisa Lanfranchi

    02-01-2013 às 14:31:51

    Tenho 49 anos, há 09 tive acidente encifelico, AVC

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    18-09-2012 às 10:36:55

    Depois de um AVC é necessário fazer reabilitação para minorizar as sequelas físicas e psicológicas do doente.Como há partes do corpo, nomeadamente braço e perna, que ficam paralisadas, é nnecesário fazer fisioterapia para recuperar a imobilidade.Há centros especializados para reabilitar após AVC, sendo o de Alcoitão o mais famoso e especial.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    13-09-2012 às 16:12:52

    os sinais de alerta do avc são boca dormente, dificuldade em andar, dor de cabeça permanente, voz trémula, entre outros. as pessoas com estes sintomas devem procura de imediato um médico nas 3 horas seguintes. deve evitar produtos gordos, como a carne vermelha, controlar o colesterol e os níveis de açúcar. o melhor mesmso é prevenir com uma alimentação saudável.

    ¬ Responder

Comentários - Recuperação após AVC

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Ler próximo texto...

Tema: Energias Renováveis
Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais\"Rua
Economizar energia elétrica é importante para nós e para o planeta, já que esse recurso é produzido, em sua grande maioria, através de processos caros e extremamente prejudiciais ao meio ambiente.

O consumo racional e eficiente de energia elétrica depende de mudanças de hábito por parte dos consumidores (residenciais, comerciais e industriais), principalmente no que diz respeito a ações cotidianas.

Nesse texto selecionamos algumas dicas e informações de grande utilidade pra ajudá-los a programar o uso racional da energia elétrica em condomínios, empresas e em edificações comerciais.

Tome nota:

•Faça manutenção planejada e constante nas instalações elétricas, e não sobrecarregue os circuitos além do que foi especificado em projeto, ou pelo eletricista. A falta de manutenção e a sobrecarga dos circuitos podem causar curtos, aquecer a fiação e permitir que quantidade significativa de energia elétrica se perca pela rede, e ainda danifique a própria fiação.

•Troque todas as lâmpadas incandescentes por fluorescentes (tubulares ou compactas), e, se possível, invista na iluminação de LED. As lâmpadas de LED consomem cerca de 80% menos de energia elétrica, quando comparadas às incandescentes e duram oito vezes mais.

•Se o ambiente é muito grande, muito largo, ou muito extenso, divida a iluminação em vários circuitos. Essa medida permite o desligamento parcial de lâmpadas em desuso ou desnecessárias.

•Em áreas de pouca circulação e de permanência transitória como corredores, sanitários, garagens, áreas de serviço e copas, é recomendável a instalação de sensores de presença, mecanismos que acionam a iluminação somente quando houver circulação de pessoas.

•Em áreas cuja iluminação natural consegue ser aproveitada, podem ser também instalados sensores de fotocélulas, dispositivos que detectam automaticamente a necessidade de acionamento da iluminação artificial quando a iluminação natural é insuficiente (á noite e em dias nublados, por exemplo).

•Mantenha as luminárias sempre limpas para que a potência das lâmpadas seja 100% aproveitada.

•Pinte as paredes internas e os tetos dos ambientes com cores claras, pois essas refletem e espalham a luz para todo o ambiente.

•Troque equipamentos elétricos velhos, motores defasados, aparelhos de ar condicionados antigos, luminárias muito gastas, por modelos mais novos, que já são projetados para consumirem menos energia elétrica, e contam com selos de garantia que os qualificam com relação à eficiência.

•Faça manutenção e limpeza constantes nos aparelhos de ar condicionado. Filtros sujos exigem maior esforço dos aparelhos (maior gasto energético) no processo de refrigeração e ainda causam grande risco à saúde.

•Não deixe caixas condensadoras e resfriadoras do sistema de ar condicionados instaladas em locais onde recebam incidência solar constante. Quando recebem sol durante muito tempo esses equipamentos chegam a consumir o dobro da energia prevista, já que a utilizam primeiramente para promover o seu próprio resfriamento e só depois a refrigeração dos ambientes.

Aproveitem nossas dicas e se precisarem de mais informações, entrem em contato com um profissional capacitado.

Pesquisar mais textos:

Danília Oliveira Gonçalves

Título:Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Autor:Danília Oliveira Gonçalves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios