Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O que é a Andropausa?

O que é a Andropausa?

Categoria: Saúde
O que é a Andropausa?

Há quem diga que é uma doença moderna, coisa de gente nova, ou justificação sem sentido de quem gosta de por nomes às coisas de homens velhotes. Podem chamar-lhe inúmeras coisas, dar-lhe milhares de sentidos, e verdade se diga que quem está a passar por ela, não assume e acha sempre que se está a colocar em causa a sua virilidade. Homem que é homem não sofre dessas coisas, é o que dizem e assemelham o nome à menopausa das mulheres.

Para os homens que não gostam sequer de ouvir falar de andropausa, existem mitos e muitos tabus e mesmo que se lhes tente explicar que de facto isto existe mesmo, a sua teimosia (tantas vezes própria da idade), não lhes permite ouvir o que temos para lhes dizer.

Mas o que é afinal a andropausa que tantos homens irrita por aí? Bem, para começar e para quem não sabe, há que explicar que os homens, desde cedo, produzem testosterona no seu organismo. A testosterona é nada mais nada menos que uma hormona predominantemente masculina (apesar das mulheres terem um numero muito baixo). Esta hormona produz apetite sexual e é muitas vezes associada a estados de virilidade em muitos homens.

Na altura da andropausa, os níveis de testosterona baixam substancialmente, pelo que a força, apetite sexual e muitas vezes a boa disposição tendem a baixar.

Os músculos ganham flacidez, e em muitas vezes ocorrem casos de irritabilidade, teimosia excessiva, insónias e mau estar constante. Com a diminuição da massa muscular, o excesso de gorduras acumula-se no corpo, causando um agravamento no colesterol, diabetes e a diminuição da massa óssea, podendo inclusivamente agravar-se para a osteoporose.

A forma sedentária com que nos deparamos muitas vezes na vida, agravam todos estes sintomas e no caso dos homens, a falta de desporto ou no mínimo muita movimentação, podem acelerar o processo de diminuição de testosterona. Para prevenir, o melhor é haver por volta dos 40 anos uma consulta no urologista. Os especialistas aconselham que a partir dos 50 anos, esta visita deva ser obrigatória, pois começarão nesta idade a entrar na fase em que os níveis diminuem.

Se a andropausa causa vários transtornos, o tratamento poderá estar na toma de medicação que faz aumentar os níveis de produção hormonais. Esta medicação costuma ter resultados bastante positivos, pelo que recusar-se a consultar um médico por achar que isto são doenças modernas, é um perfeito absurdo.

A sexualidade, o bem-estar, e o facto de se sentir feliz consigo mesmo, devem ser vividos até ao fim da sua vida, pelo que consultas num urologista não é qualquer vergonha nem coloca em causa a virilidade com que está tão preocupado.


Carla Horta

Título: O que é a Andropausa?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

644 

Imagem por: liber

Comentários - O que é a Andropausa?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: liber

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios