Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Maquilhagem e lentes de contacto – é preciso ter algum cuidado

Maquilhagem e lentes de contacto – é preciso ter algum cuidado

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
Maquilhagem e lentes de contacto – é preciso ter algum cuidado

Não sendo antagónicas (como se poderia cogitar), é possível que a maquilhagem e as lentes de contacto coexistam pacificamente, desde que se tenham em atenção alguns cuidados básicos. Há apenas que atentar a pormenores relativos aos produtos que se usam, cujas fórmulas são suscetíveis de desencadear alergias, anomalias no funcionamento das lentes, infeções, irritações oculares, secura e ferimentos nos olhos.

Para evitar este rol de dissabores, mais ou menos graves, é fundamental ler os rótulos e optar por cosméticos não perfumados e com a designação de hipoalergénicos. Há, inclusive, produtos especialmente criados para portadores de lentes de contacto ou para olhos com maior sensibilidade, e que são solúveis na água. Ainda assim, pessoas ultrassensíveis podem apresentar reações adversas, mesmo a produtos especiais.

É preciso uma minúcia bastante grande na aplicação da maquilhagem na região dos olhos quando se usa lentes de contacto, uma vez que qualquer reação alérgica é passível de comprometer o uso destas. Assim, a primeira coisa a fazer é lavar as mãos com um sabonete suave de glicerina antes de colocar as lentes. Estas devem ser postas anteriormente à maquilhagem e ser retiradas antes da remoção daquela (feita com um desmaquilhante hipoalergénico não oleoso), isto para evitar que os ingredientes da maquilhagem sujem ou danifiquem as lentes. Nunca se deve aplicar o lápis na extremidade interna da pálpebra (o que poderia bloquear as glândulas e provocar irritações ou infeções) nem partilhar a maquilhagem com outra(s) pessoa(s).

Recomenda-se a aplicação da sombra e do lápis de forma suave, a fim de não empurrar as lentes, estragando-as. Da mesma maneira, as preferências devem incidir sobre maquilhagem não oleosa e sem perfume, e na máscara de olhos e no eyeliner à prova de água, para evitar manchas. A máscara deve ser substituída todos os meses, o eyeliner a cada três meses, e a sombra com intervalos de seis meses. De salientar que os cosméticos, depois de abertos, são facilmente contamináveis por bactérias, particularmente no verão, pelo que as embalagens devem ser muito bem fechadas e protegidas de fontes de calor.

Os utensílios envolvidos no processo de maquilhagem têm de ser escrupulosamente limpos e nunca emprestados ou usados depois de emprestar. De qualquer forma, sempre que se observe vermelhidão, dor, inchaço ou irritação nos olhos é sensato consulta um oftalmologista.

Nesta linha, se os olhos se apresentarem inchados, vermelhos ou inflamados, não é sensato usar maquilhagem. Também não é acertado, qualquer que seja a circunstância, recorrer à saliva para a aplicação da sombra, nem sobrepor maquilhagem. Empregar máscaras com “fibras de formação de pestanas” também está fora de questão (podem deteriorar as lentes).

As sombras foscas, perladas ou brilhantes, à base de pó de casca de ostra, são susceptíveis de lesar olhos com lentes de contacto. Devem preferir-se os pós compactos, aplicando-os lentamente para acautelar a entrada de partículas para a vista.
As máscaras que utilizem fibras de nylon, e outras, são de recusar, dado que, quando secam, as fibras desfazem-se e caem nos olhos, sendo possível que se depositem nas lentes ou abaixo delas, o que pode resultar em feridas na córnea. A máscara deve ser espalhada de maneira a ficar ligeiramente afastada da base das pestanas e os lápis devem ser macios e não esborratar.

No que concerne a sprays para o cabelo, desodorizantes e águas-de-colónia, aconselha-se que se apliquem antes da colocação das lentes, pois, penetrando nos olhos, são capazes de acarretar danos irreversíveis nas lentes.


Maria Bijóias

Título: Maquilhagem e lentes de contacto – é preciso ter algum cuidado

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

774 

Imagem por: carlitosway85

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Sofia NunesSofia Nunes

    15-09-2012 às 20:39:37

    Utilizo lentes de contacto diariamente e posso confirmar a premissa de que coexistem bem com a maquilhagem. Há elementos que ameaçam muito mais o olho com lente de contacto, como seja o caso da poeira. É claro que, como bem refere, esta tolerância dos olhos à maquilhagem não dispensa alguns cuidados essenciais, tanto a pôr como à hora de retirar as lentes: devem ser colocadas antes da maquilhagem e retiradas antes da aplicação do desmaquilhante.

    ¬ Responder

Comentários - Maquilhagem e lentes de contacto – é preciso ter algum cuidado

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Imagem por: carlitosway85

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios