Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Faça uma boa digestão

Faça uma boa digestão

Categoria: Saúde
Faça uma boa digestão

O sistema digestivo é o agregado de órgãos responsáveis pela conversão dos alimentos em energia. Engloba o acto de comer, de mastigar, de digerir e absorver nutrientes e de expelir o que não apresente utilidade para o organismo.

O processo da digestão, tão difícil em algumas pessoas, pode ser coadjuvado, com incremento significativo do bem-estar e da qualidade de vida. Uma mastigação correcta, utilizando todos os dentes, é o primeiro passo. Na realidade, se os alimentos entrarem no ciclo digestivo mais fragmentados, para além de promoverem uma maior saciedade, facilitam a degradação pelos sucos gástricos.

Beber entre dois e 2,5 litros de água por dia, de preferência fora das refeições, também ajuda, uma vez que é ela o meio de transporte dos alimentos e das suas substâncias através da corrente sanguínea. Durante o repasto, deve ingerir-se, no máximo, um copo, dado que o excesso de líquidos prejudica a digestão.

A famosa sesta é recomendada, mas só após um pequeno passeio. A inclinação do corpo é potencial patrocinadora de azia e indigestão.

As fibras contidas em frutas, legumes, cereais integrais e leguminosas (feijão, ervilhas, lentilhas, soja) contribuem para uma boa digestão e excreção de matérias inconvenientes, pelo que devem ser consumidas diariamente.

O ananás, por exemplo, é fantástico quando se trata de digerir proteínas (mormente carnes) e gorduras. Em acréscimo, possui um componente fundamental para o bom funcionamento dos intestinos: a bromelina. Outras frutas ácidas, como a laranja, favorecem, de igual modo, o processo digestivo, embora não contenham esta substância.

Os chás, entre os quais se destacam o verde e os de hortelã, erva-doce, camomila e erva-cidreira, apresentam na sua composição princípios activos e óleos que intensificam o fluxo do suco gástrico, auxiliando a digestão. Paralelamente, actuam ao nível da protecção das mucosas. O mítico azeite patenteia uma excelente digestibilidade e lubrifica os intestinos, melhorando a sua actividade.

Por outro lado, o consumo de café, condimentos picantes e álcool deve ser limitado, por se tratar de alimentos susceptíveis de irritar as entranhas. As refeições não devem ser feitas a ver televisão ou em ambientes de grande ruído ou confusão. A calma do espaço favorece uma degustação mais lenta e adequada (comer muito rapidamente é nefasto q.b. para a saúde). Havendo dois pratos, é desejável que se faça uma pausa entre um e outro. O processo digestivo não tem nenhum “botão” de “turbo”. As patuscadas à noite, ante de deitar, estão fora de questão.

Aconselha-se a dar preferência a comidas leves, cozinhadas ao vapor, grelhadas ou feitas no forno, com predominância para os peixes, cuja digestão é mais fácil. As massas devem ser bem cozidas, para facilitar a respectiva digestão, e pratos com alto teor de gordura (como os fritos) evitados. A dieta alimentar pode ser complementada com produtos que garantam a manutenção do dinamismo da flora intestinal, nos quais se inclui o iogurte.

Finalmente, sugere-se o fraccionamento das refeições. Um tempo de jejum prolongado (em que é possível que o estômago segregue ácidos que, na ausência de alimento, poderão atacar as paredes deste órgão, originando úlceras e gastrites) culmina no empanturramento de quantidades industriais de comida de uma feita, volume de nutrimentos que complica bastante a acção gástrica. Alimentação saudável e equilibrada e a prática regular de exercício físico constituem solução para muitos problemas…


Maria Bijóias

Título: Faça uma boa digestão

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

777 

Comentários - Faça uma boa digestão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios