Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Faça sua horta de temperos caseiros

Faça sua horta de temperos caseiros

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 3
Faça sua horta de temperos caseiros

Sabemos que hoje é impossível se ter uma horta em casa, principalmente nas grandes cidades, em que a maioria das pessoas vive em apartamento, é pouca as pessoas que se dar o luxo de morar em casa e poder fazer uma horta. O jeito é ir ao super mercado e comprar os macinhos de ervas aromáticas, que nem sempre corresponde a sua necessidade. Mas o que fazer se você quiser ter sempre a mão temperos frescos para dar um sabor especial ao prato? Saiba que é muito simples talvez mais do que você imagina, e não é preciso reservar espaço muito grande. Qualquer cantinho que seja arejado e com alguma incidência de sol, tudo funciona bem. É só comprar os equipamentos e as mudas de ervas e colocar mãos a obra.

Primeiro você deve escolher o vaso ou cachepô com pelo menos 20 cm de profundidade. Uma jardineira de 20 cm x 60 cm, por exemplo, acomoda 12 mudas. Casca de pinéus de bambu ou pedrisco, regador, terra orgânica adubada, húmus de minhoca ou composto orgânico com húmus de minhoca, areia ou manta para drenagem, argila expandida, pá, rastelo e arrancador de inço, mudas orgânicas de suas ervas prediletas (geralmente elas vêm em vasinhos plásticos moles ou duros). Você agora esta com todo o equipamento nas mãos para a sua hortinha. É importante não pular nenhuma etapa descrita abaixo. É bom sempre verificar se os vasos que você comprou têm furinhos para escoar a água, caso não tenha você precisa fazer.

Coloque uma camada generosa de argila expandida, cobrindo o fundo do vaso para garantir a drenagem, cubra a argila com camada de areia, usando a pá para deixá-la o mais uniforme possível, ou coloque a manta de drenagem misture a terra adubada e o húmus de mandioca e quebre com as mãos eventuais caroços, deixando a terra bem fofinha.

Agora despeje a mistura de terra e húmus na jardineira ou vaso, tomando cuidado para não estragar as camadas de baixo (areia, argila e casco de telha) e para não encher demais o recipiente, disponha as mudas na jardineira para ter uma noção do espaço que eles vão ocupar.

Agora faça uma cova para cada muda a ser plantada, retire as mudas do vasinho em que elas vieram, e com a ajuda do arrancador de inço, tomando cuidado para preservar o torrão, na camada de terra, faça uma cova para cada muda a ser plantada. E delicadamente retire o excesso de terra do torrão e deposite na cova, usando o separador de inço para prensar a terra. Saiba que os torrões não devem nunca ficar soltos na terra.

Seja pratico e agrupe as ervas do mesmo tipo para facilitar a colheita, e preciso ser cuidadoso, coloque no mesmo vaso as erva da mesma afinidade. Complete a jardinagem com a mesma mistura da terra, ajeite as cascas de pinus sobre a terra, elas vão garantir a umidade, dão um belo efeito visual e evita a proliferação de ervas daninhas, e boa colheita.



Waldiney Melo

Título: Faça sua horta de temperos caseiros

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 2

767 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Vicente SilvaVicente

    12-08-2014 às 22:42:03

    Que bela iniciativa para fazer uma horta de temperos caseiros. É sempre melhor ter em casa, assim se economiza muito. Tenho muita vontade de executar essa ideia e futuramente, farei!

    ¬ Responder
  • vanderlei

    18-08-2012 às 23:06:32

    ola, eu tenho horta em casa e sou jardineiro. e gostaria de ter, mais sugestão de temoeros,

    ¬ Responder
  • Heber F.SilvaHeber F.Silva

    12-11-2009 às 00:58:14

    Onde eu encontro as mudas de condimetos ou semetes, sou de MG sul e minas, ja procurei aqui e é dificil.
    Me ajude, muito obrigado.

    ¬ Responder

Comentários - Faça sua horta de temperos caseiros

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios