Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Evitar a obesidade infantil é simples

Evitar a obesidade infantil é simples

Categoria: Saúde
Evitar a obesidade infantil é simples

Os maus costumes acarretam, regra geral, repercussões da mesma natureza. Não é de conceber que se ande constantemente a fazer asneiras e os resultados não se façam sentir, a curto, médio ou longo prazo.

Dizer que a obesidade, sobretudo infantil, tem uma incontornável componente genética é discutível e até subjectivo. Indo à raiz do problema, impõem-se algumas questões: Não comem todos da mesma panela? O que é que a família anda a comer? O que aconteceria ao peso e à saúde dos membros do agregado familiar se houvesse outro tipo de comida dentro da panela? Esta “genética” tem, frequentemente, muito pouco a ver com os genes…!

A verdade é que não se liga, amiúde, àquilo que se ingere, nem quando, nem como. Convém lembrar, contudo, que as crianças não são “porquinhos de engorda” e que se lhes dá ou tira vida conforme o regime alimentar que se segue. Por exemplo, foi demonstrado cientificamente que não tomar o pequeno-almoço está na origem de índices de atenção e rendimento escolar menores, para além de potenciar a ingestão desregrada de alimentos, normalmente bastante calóricos, durante o dia. Se os pais não comem antes de ir para o trabalho, os filhos tenderão a imitá-los. Na falta de apetite ou de tempo, pode levar-se na mochila um pacote de leite ou um iogurte e uma banana, ou um pãozinho.

A meio da manhã, é aconselhável meter mais qualquer coisa no estômago. Meio pão ou um pão, consoante a idade, com queijo, compota ou fiambre, bolachas tipo Maria, torradas, água e sal ou integrais, uma peça de fruta ou um sumo de fruta natural, um copo de leite ou um iogurte são algumas alternativas.

A água é indispensável. Muitos miúdos nem sabem qual é o sabor da água, dado que só bebem refrigerantes, colas, ice teas, etcétera, que não matam a sede e só engordam.

Na escola, é mais difícil controlar o que as crianças compram para comer. Uma dica pode assentar em senhas de alimentos pré-comprados.

No supermercado, os garotos conseguem ser muito persuasivos. Todavia, resistir aos seus apelos, motivados em grande medida pela publicidade, faz parte da educação alimentar de que eles necessitam para se tornarem pessoas bem-educadas, bem formadas e… com saúde! Em acréscimo, as compras para a casa têm de depender dos pais; os filhos só petiscam do que houver na despensa e no frigorífico, uma vez que não vão às compras sozinhos. É um bom pretexto para que os pais abdiquem de alguns alimentos e bebidas do dia-a-dia e adoptem, também eles, hábitos alimentares saudáveis…

Iniciar as refeições principais com um prato de sopa de legumes é o ideal: sacia com baixo valor calórico, reduzindo, deste modo, a quantidade do segundo prato.
Finalmente, programar actividades físicas conjuntas com as crianças ao ar livre pode constituir um bom estímulo: andar de bicicleta, caminhar, dançar, jogar ténis…



Maria Bijóias

Título: Evitar a obesidade infantil é simples

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

800 

Comentários - Evitar a obesidade infantil é simples

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet

Ler próximo texto...

Tema: Seguros
Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet\"Rua
Os seguros pela Internet estão a ter cada vez mais procura por parte dos consumidores, especialmente devido ao factor preço, mas também porque as pessoas começam a dominar melhor as ferramentas da Internet e a ter mais confiança nos serviços disponibilizados online.

A grande vantagem de contratar um seguro pela Internet é a possibilidade de conseguir valores muito inferiores aos que conseguiria num mediador de seguros local. Poderá conseguir reduzir o prémio do seu seguro em 50% ou ainda mais. As operadoras de seguros que actuam pela Internet não têm que pagar comissões aos correctores (intermediários) e por isso podem fazer preços mais competitivos. Além disso, poderá também fazer simulações online usando os aplicativos para esse efeito que essas empresas de seguros disponibilizam nos seus sites.

Ao trabalhar com estas empresas não terá que perder tempo em filas de espera nas agências físicas. Todas as operações podem ser efectuadas através da Internet: adesão, alteração de dados, alteração do modelo de seguro, etc., e toda a informação relativa aos seus seguros estará disponível 24 horas por dia na sua conta de cliente.

Para as pessoas que dão grande importância ao contacto pessoal na altura de contratar um serviço, as empresas de seguros pela Internet não são obviamente uma solução, e essa é uma das suas principais desvantagens.

Outra desvantagem é que no caso de haver algum problema terá que ser o próprio cliente a contactar a seguradora e a tratar de tudo que for necessário para a resolução do problema, enquanto se contratar o seus seguros através de um mediador, no caso de haver problemas apenas tem que contactar o seu mediador e será ele a tratar de tudo.

Na minha opinião, para quem percebe o mínimo de Internet e quer poupar dinheiro nos prémios dos seus seguros, obviamente que as seguradoras que actuam pela Internet e telefone (as chamadas low-cost) são sem dúvida a melhor opção.

Se por outro lado, você não domina a Internet e não gosta de se preocupar nem de tratar de papeladas, no caso de ter algum acidente, então o melhor é manter-se em contacto com as agências físicas.

Pesquisar mais textos:

Carlos Vieira

Título:Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet

Autor:Carlos Vieira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Francisco Moreira da Silva 04-10-2014 às 11:37:30

    Passados estes anos o canal de vendas de seguros pela internet tem muito pouca representatividade no nosso mercado. Tudo não passa de muita, mas muita, publicidade. É impossível reduzir o prémio de um seguro automóvel(é neste produto que estas seguradoras mais se tentam afirmar) em 50% ou ainda mais. O consumidor de seguros prefere e procura um profissional que EXPLIQUE OS SEUS SEGUROS. No pós venda são os MEDIADORES PROFISSIONAIS DE SEGUROS que melhor desempenham este importantíssimo serviço ao cliente de seguros, oferecendo níveis de serviço muito superiores ao de qualquer seguradora que venda pela internet! … e sem pagar mais por isso! … Sobre este tema haveria muito mais para falar, termino dizendo: O QUE RENDE É IR FAZER O SEGURO NUM MEDIADOR PROFISSIONAL DE SEGUROS.

    ¬ Responder
  • gil 17-06-2014 às 23:03:37

    tontarias , nao vale de nada , treta...

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    29-05-2014 às 16:28:35

    Os seguros pela internet precisam ser bem pesquisados, pois há muitas fraldes. O melhor é receber indicação de alguém que já use o serviço.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios