Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Esteróis vegetais: inimigos do colesterol

Esteróis vegetais: inimigos do colesterol

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 14
Comentários: 1
Esteróis vegetais: inimigos do colesterol

O colesterol elevado tornou-se uma questão de saúde pública, tal tem sido o crescimento da sua prevalência, e em pessoas cada vez mais jovens. O tipo de alimentação que se faz e o sedentarismo são apontados como as principais razões.

A grande incidência de doenças cardiovasculares é um facto que não pode deixar ninguém indiferente. Toda a gente tem alguém no seu círculo de relações mais próximas a padecer deste problema. Em muitos casos é necessário conjugar estratégias terapêuticas e comportamentais, tanto no domínio dietético, como noutros parâmetros do estilo de vida.

O colesterol elevado constitui um dos principais factores de risco da patologia cardiovascular. Contudo, existem alimentos fortificados com extractos de plantas que provocam uma redução nos valores de colesterol total e colesterol LDL. Naturalmente que o médico terá de dar o seu aval, perante situações específicas que se lhe apresentem.

Os esteróis vegetais desempenham um importante papel na diminuição da absorção do colesterol e na melhoria dos seus níveis em circulação. Estão presentes em diversos alimentos (frutos, vegetais, sementes, cereais e óleos vegetais), mas em porção insuficiente. Assim sendo, na indústria alimentar têm sido desenvolvidos produtos de grande consumo fortificados com esteróis vegetais. Neste rol englobam-se alguns géneros de leite, iogurtes e cremes de barrar, que, ingeridos nos momentos e quantidades recomendados, têm registado benefícios mensuráveis. Não obstante, na eventualidade de já se tomar medicação para o colesterol, é melhor consultar o médico antes de optar por estes alimentos contendo reforço de esteróis vegetais, pois pode haver contra-indicações ou necessidade de ajustar a dose da medicação.

Para complementar a acção dos esteróis vegetais no que respeita à dominação do colesterol, é aconselhável ingerir alimentos ricos em fibras solúveis (frutas, legumes, aveia, sementes e vegetais). Por outro lado, e visto que os fitosteróis são moléculas semelhantes ao colesterol (derivadas de plantas), consistindo o mecanismo na competição com este ao nível do intestino para dificultar ou impedir a sua absorção, é bom que os alimentos enriquecidos nestes substratos sejam deglutidos com as refeições principais.

Vários ensaios clínicos em condições controladas têm mostrado que a ingestão diária de 1,5 a três gramas de fitosteróis/fitostanóis nos alimentos mitiga os níveis de colesterol total entre oito e dezassete por cento, o que se traduz numa restrição significativa do perigo de enfermidade cardiovascular. No entanto, a maioria dos estudos focou-se em produtos com elevado teor de gordura como transportadores dos esteróis. Há que verificar a quantidade de esteróis vegetais nos respectivos rótulos quando enunciem a redução do colesterol.



Maria Bijóias

Título: Esteróis vegetais: inimigos do colesterol

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 14

775 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • reginaregina

    23-08-2009 às 18:52:11

    o que e mitico. uso uso pro-acitve e bom pro colesterol?

    ¬ Responder

Comentários - Esteróis vegetais: inimigos do colesterol

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios