Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Diga não ao sedentarismo

Diga não ao sedentarismo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Comentários: 3
Diga não ao sedentarismo

O sedentarismo assume-se, cada vez mais, como a doença da modernidade, com graves implicações para a saúde dos afetados, devido ao aumento das condições de conforto, de entretenimento e de lazer áudio e vídeo. Estima-se que cerca de 70% da população mundial seja sedentária e, como tal, esteja altamente predisposta a contrair doenças não contagiosas como diabetes, hipertensão, obesidade e cancro. Uma tal epidemia obriga, com carácter urgente, à alteração da forma contemporânea como se encara o exercício físico – é absolutamente necessário (tal como o é a alimentação ou a respiração) e não opcional.

É no trabalho e em casa que o sedentarismo se verifica e instala, mais entre os homens do que entre as mulheres, por motivos que se prendem com a divisão tradicional das tarefas: as mulheres, ainda hoje, são as fadas do lar e, como tal, acabam por combater mais o sedentarismo, pois passam parte do dia de pé, movimentando-se, a realizar tarefas como lavar louça, varrer, passar a ferro, etc. Os homens acabam por ceder mais às tentações do sofá, já que a televisão, o vídeo, a consola de jogos e, ultimamente, a televisão digital, surgem como tentações transponíveis apenas pela força de vontade.

E é mesmo aqui que reside a solução: mudar um mau hábito implica apenas uma dose moderada de força de vontade e a certeza de que, se não mudar, irá estar a comprometer seriamente a sua sobrevivência a longo prazo. As mudanças podem verificar-se nos seguintes aspetos: dedique 30 minutos do seu dia à prática exclusiva de exercício físico. Inicialmente, deverá encetar caminhadas que, progressivamente, se tornarão mais longas. Depois, poderá começar a correr, devagar. E vá, se assim o desejar, aumentando o ritmo, sempre de forma gradual e ouvindo o seu corpo – se se sentir mal ou demasiado cansado, reduza a atividade física. Outras alternativas passam pelo uso do elevador em detrimento das escadas, por evitar do uso de escadas rolantes ou do carro para deslocações curtas, por assumir tarefas domésticas – que acabam por se tornar agradáveis –, por encurtar o tempo dispendido em frente ao computador ou à TV, por estacionar o carro mais longe do que o habitual, por programar mais passeios ao ar livre, por utilizar a praia preferencialmente para fazer caminhadas e não para dormir, por passear mais com o seu cachorro e, finalmente, por adquirir um podómetro que lhe permitirá saber se deu, num dia, pelo menos 10 000 passos, a quantidade recomendada em média para uma pessoa saudável.

Já sabe: ponha-se a mexer e melhore consideravelmente a sua saúde, a médio e longo prazo!

Isabel Rodrigues

Título: Diga não ao sedentarismo

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    25-07-2014 às 03:02:53

    O sedentarismo é um mal que se a gente deixar - vira um hábito horrível! Espero que eu largue logo meu sedentarismo praticando atividade física como a caminhada. Também quero dizer "não" ao sedentarismo.

    ¬ Responder
  • nelson

    02-10-2012 às 08:49:06

    peco pra me enviarem um artigo de muitas paginas com o titulo o sedentarismo e suas implicacoes. agradecia o grande favor

    ¬ Responder
  • sabrinasabrina

    01-12-2009 às 12:06:37

    Acheii super interessante...Quandoo busqueii o que era sedentarismo..se nao fosse o trabalho escolar de educação fisica que estou fazendoo nem saberia o que era isto...eñtão espero que todos que leiam este artigoo saibam o quantooo ele e importante para todos nos..by:Biiná

    ¬ Responder

Comentários - Diga não ao sedentarismo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios