Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 4
Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Por aborto espontâneo entende-se a interrupção involuntária da gravidez antes de a gestação entrar na sua vigésima quarta semana. Podem ser traumatizantes para a mulher quando já existe uma ligação emocional à condição de grávida e ao bebé; no entanto o que muitas mulheres não sabem é que não é incomum que ocorram abortos espontâneos em fases muito precoces da gravidez, sem a mulher ter sequer conhecimento desta, passando tanto gravidez como expulsão do feto despercebidos, confundidos com uma menstruação atrasada e/ou mais abundante que o habitual.

Os abortos espontâneos são, em certa medida, evitáveis, ou pelo menos passíveis de serem prevenidos com recurso a uma alimentação específica e estilo de vida saudável. Há recomendações a ter em conta antes e durante a gravidez. Algumas são, em linhas gerais, as que se seguem:

Cuidados a ter antes da gravidez (de 3 a 5 meses antes de iniciar as tentativas de conceção): É necessário que tanto a mulher como o parceiro que estão a tentar engravidar não consumam álcool ou que o consumam moderadamente. O mesmo serve para o tabaco. É também desejável que ambos os pais tenham um peso, ou melhor, o IMC normal, nem acima nem abaixo do considerado saudável, e que pratiquem exercício físico. O abandono do tabaco é especialmente importante para a mulher, pois riscos de nascimento prematuro ou peso reduzido do nascituro são reais.

Cuidados a ter durante a gravidez: Neste período são recomendados os mesmos cuidados que aconselhei acima, aos quais que devem adicionar uma dieta rica em nutrientes, sendo que nos primeiros três meses não necessita de aumentar o volume daquilo que ingere. Assim, se tiver já uma dieta variada, equilibrada e saudável antes da conceção, como aliás recomendada, não a altere durante os primeiros 3 meses de gravidez.

Para reduzir o risco de aborto espontâneo, consuma bastantes alimentos ricos em hidratos de carbono, dos quais as massas são os melhores exemplos, alimentos ricos em vitamina C, legumes e frutos secos e fique longe de queijos de casca mole, patés e medicamentos não receitados, bem como álcool e tabaco. O café, consumido com moderação, não é problemático.


Sofia Nunes

Título: Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Autor: Sofia Nunes (todos os textos)

Visitas: 4

791 

Comentários - Como reduzir o risco de aborto espontâneo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios