Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 4
Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Por aborto espontâneo entende-se a interrupção involuntária da gravidez antes de a gestação entrar na sua vigésima quarta semana. Podem ser traumatizantes para a mulher quando já existe uma ligação emocional à condição de grávida e ao bebé; no entanto o que muitas mulheres não sabem é que não é incomum que ocorram abortos espontâneos em fases muito precoces da gravidez, sem a mulher ter sequer conhecimento desta, passando tanto gravidez como expulsão do feto despercebidos, confundidos com uma menstruação atrasada e/ou mais abundante que o habitual.

Os abortos espontâneos são, em certa medida, evitáveis, ou pelo menos passíveis de serem prevenidos com recurso a uma alimentação específica e estilo de vida saudável. Há recomendações a ter em conta antes e durante a gravidez. Algumas são, em linhas gerais, as que se seguem:

Cuidados a ter antes da gravidez (de 3 a 5 meses antes de iniciar as tentativas de conceção): É necessário que tanto a mulher como o parceiro que estão a tentar engravidar não consumam álcool ou que o consumam moderadamente. O mesmo serve para o tabaco. É também desejável que ambos os pais tenham um peso, ou melhor, o IMC normal, nem acima nem abaixo do considerado saudável, e que pratiquem exercício físico. O abandono do tabaco é especialmente importante para a mulher, pois riscos de nascimento prematuro ou peso reduzido do nascituro são reais.

Cuidados a ter durante a gravidez: Neste período são recomendados os mesmos cuidados que aconselhei acima, aos quais que devem adicionar uma dieta rica em nutrientes, sendo que nos primeiros três meses não necessita de aumentar o volume daquilo que ingere. Assim, se tiver já uma dieta variada, equilibrada e saudável antes da conceção, como aliás recomendada, não a altere durante os primeiros 3 meses de gravidez.

Para reduzir o risco de aborto espontâneo, consuma bastantes alimentos ricos em hidratos de carbono, dos quais as massas são os melhores exemplos, alimentos ricos em vitamina C, legumes e frutos secos e fique longe de queijos de casca mole, patés e medicamentos não receitados, bem como álcool e tabaco. O café, consumido com moderação, não é problemático.


Sofia Nunes

Título: Como reduzir o risco de aborto espontâneo

Autor: Sofia Nunes (todos os textos)

Visitas: 4

791 

Comentários - Como reduzir o risco de aborto espontâneo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios