Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > A Vacina Da Varíola

A Vacina Da Varíola

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 8
A Vacina Da Varíola

A varíola é uma doença, bastante grave, que assolou já a humanidade e matou milhões de vidas em todo o mundo.

Contudo, ela foi já declarada irradicada em 1980.

Os mais antigos escritos da doença datam do século XV, mas , no entanto, ela terá surgido nas populações mundiais, há mais de dez mil anos.

Na realidade, ainda há restos de mumuficações, por exemplo do faraó do Egito, Ramsés V, que revela erupções pustulentas, que indicam, que provávelmente ele terá morrido com a varíola.
A varíola, apresenta várias estirpes, chamadas, varíola mayor e varíola minor, que levaram à morte , milhões de pessoas na Europa, ao longo do século XVIII.

A partir de 1796, a situação começou a mudar, devido à descoberta da vacina, Por um médico britãnico, Edward Jenner, que combatia o vírus que a provocava.

Os seus principais sintomas, logo após serem infetados, eram: febre, dores musculares, cefaleias, náuseas e dores nas costas. Tinha um período de incubação de 12 dias e depois seguiam-se erupções pustulosas generalizadas, que se iniciavam na testa e se espalhava pelo corpo.

Após este quadro clínico, a doença assumia uma das quatro variedades: a comum, modificada, maligna e hemorrágica, que variavam na percentagem de mortalidade geral.

Contudo, não foi nada fácil desenvolver a vacina porque havia uma guerra da vacinação.

Apesar da descoberta de Jenner ser óbvia de um ponto de vista moderno, a ideia de injetar as pessoas, para as livrar de contraír o vírus, gerou grande controvérsia.

O local onde jenner descobriu a vacina foi na sua casa, que ainda hoje existe, Está situada na cidade de Berkley, Clooucestershire, e atualmente esta casa, acolhe o Museu Edward Jenner, que combina um museu tradicional com um ambiente de aprendizagem interativa para crianças e ainda um arquivo histórico.

O vacina antivariólica é composta por um vírus chamado vacina, que era metido dentro de um frasco seguro.quando se injeta no corpo induz anticorpos que protegem contra todos os vírus da varíola, incluindo as variantes que afetam macacos e bovinos.

A agulha desta vacina não era administrada com uma agulha mas sim com um instrumento bifurcado, concebido para reter uma gta de solução de cada vez.

Apesar das controvérsias, acerca da vacina, ela conseguiu evitar muitíssias mortes e ainda hoje persiste.

A partir de 1980 a varíola considera-se práticamente erradicada e hoje as amostras do vírus, são mantidas em escassos laboratórios altamente seguros.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A Vacina Da Varíola

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 8

627 

Comentários - A Vacina Da Varíola

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios