Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > A automedicação é perigosa

A automedicação é perigosa

Categoria: Saúde
Visitas: 35
Comentários: 5
A automedicação é perigosa

Nunca tome medicamento por conta própria, mesmo que você esteja doente, esse hábito é praticado por quase todo o mundo. Tenho certeza que você já se automedicou um dia, e sabe até de cor os remédios contra a febre, dor de cabeça, gripe e etc. saiba que você não é única no mundo. O risco de tomar medicamento em excesso, ou sem indicação medica, é adoecer. A dose de excessivo medicamento para resfriado, por exemplo, pode causar efeito colateral, aumentar a pressão sanguínea.

Estudos recentes apontaram que a maiorias das mães costuma indicar e dar remédios aos seus filhos, já funcionários da farmácia também tem esse habito de automedicação, ou mesmo aquela receita que ficou na gaveta há tanto tempo. Os medicamentos não podem ser usados assim. Afinal, eles podem esconder sintomas de uma doença grave, e lembre-se tomar medicamento com freqüência e sem orientação de um médico podem prejudicar a saúde. Pesquisa feita recentemente indica que a maioria das famílias tem uma farmácia em casa, nessa caixa ou gaveta costuma ter remédios para dor de cabeça, febre, azia, resfriado, além de ter sobras de medicamentos passados pelo medico.

Um dos problemas maiores é o armazenamento desses produtos que geralmente é guardado inadequadamente, pois sempre é armazenado na cozinha ou banheiro, saiba que além da umidade e variação de temperatura, esses remédios podem perder o efeito, ou pode aumentar o risco de variações adversas. Quando você for guardar medicamentos em casa saiba fazer com segurança, jogue todos os medicamentos vencidos, mantenha a farmacinha no cômodo mais fresco e ventilado de sua casa, sempre mantenha longe da luz e calor, se houver criança em casa, é bom sempre manter trancado e em local alto, para prevenir intoxicação e outros acidentes, nunca guarde a bula de um medicamento na caixa de outro.

Saiba que analgésico usado para aliviar dores leves e moderados, há vários principio ativos nas substancias e cada um com suas reações adversas. Paracetamol Tylenol, Naldecon são complicado e a superdosagem expõe ao fígado danos irreversível, como a hepatite, A Dipirona, Novalgina, Neosaldina é muito complicado, além de causar queda de pressão arterial e problemas no sangue. Ácido acetilsalicílico, Aspirina, ou Melhoral, esse é muito complicado, ele é veneno pra quem tem úlcera, e pode provocar um ataque em quem sofre de asma e agrava doenças dos rins e do fígado. Sempre quando você tem uma infecção, inflamação ou lesão no corpo causa uma confusão no mecanismo de controle de temperatura, ou seja, febre e os antitérmicos evita que isso aconteça. Já os antiinflamatórios quando o corpo sofre uma lesão ou é atingida por doenças inflamatórias, na região afetada, recebe uma dose elevada de uma substancia que inflama e incha os tecidos. Isso provoca dor e febre. E os antiinflamatórios barram esse processo.

Waldiney Melo

Título: A automedicação é perigosa

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 35

785 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    18-07-2014 às 20:58:48

    Muito perigosa. Claro, que quando ocorre uma dorzinha aqui e ali, podemos até nos automedicar, mas nem sempre é bom com remédios desconhecidos por nós. Acredito muito e prefiro até usar os remédios naturais, caseiros, tipo chás..é bem melhor!

    ¬ Responder
  • Daniela VicenteDaniela Vicente

    14-09-2012 às 21:04:32

    faça uma lista de medicamentos e dê a conhecer ao seu farmacêutico. esta lista deve incluir todo o tipo de medicamentos: receitados, de venda livre, suplementos e vitaminas. deve ainda colocar a posologia e a frequência com que toma. esta lista deve andar consigo sempre na carteira em caso de emergência. se tiver que ir ao hospital, o melhor é dar essa lista ao médico de plantão.

    ¬ Responder
  • raissa

    24-08-2012 às 14:18:20

    o altomedicamento e uma coisa muito perugosa para nossa saude.

    ¬ Responder
  • Janaina RabelloJanaina Rabello

    22-03-2012 às 01:54:52

    Nossa preciso de ajuda, tenho enxaqueca crônica e sou viciada em Neosaldina, não consigo ficar um se quer sem tomá-la, as vezes sem ter dor ou somente quando ela esta para começar. Anseio que isso possa vir a piorar minha saúde, uma vez que eu ja não tenho controle mais.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita 22-03-2012 às 11:14:58

    Janaina,
    a auto-medicação é realmente um pcomportamento de risco e extremamente perigoso. Aconselhamos a que se informe junto de um especialista que trate de adições para que possa fazer um tratamento adequado. No link que lhe enviamos poderá encontrar um folheto que poderá baixar e ler para se informar um pouco mais acerca deste distúrbio: http://www.villaramadas.com/literatura/#2
    Mas procure realmente ajuda pois este é realmente um assunto sério.
    Com os nossos melhores desejos,
    Ruadireita.com

    ¬ Responder

Comentários - A automedicação é perigosa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios