Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > A alimentos indicados para os diabéticos

A alimentos indicados para os diabéticos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 14
Comentários: 4
A alimentos indicados para os diabéticos

A diabetes é um distúrbio metabólico motivado causada pelo défice ou carência de uma hormona denominada insulina, segregada pelo pâncreas. Devido a esta falta,dá-se um deficiente metabolismo dos hidratos de carbono, das gorduras e das proteínas.

Como consequência, aumentam os níveis de açúcar no sangue porque sem a insulina, a glucose não consegue penetrar nas células. Daí que fazer uma alimentação rica em fibras e hidratos de carbono , melhora o estado geral do diabético que, deverá controlar sempre sua alimentação , evitar a todo o custo a obesidade.

Estes são alguns conselhos a ter em conta . Os melhores alimentos para a diabetes é a fruta , especialmente a maçã , que é uma excelente fonte de vitaminas fibras. Refere-se que as fibras evitam as variações dos níveis de açúcar porque tornam mais lenta a sua absorção; o feijão, grão, lentilhas porque são ricos em fibras e hidratos de carbono.

Os legumes são uma boa alternativa , especialmente a alface, o pepino e o tomate , recomendados, preferencialmente em saladas, tal como o alho francês. Relativamente às carnes e peixes, a chave será equilibrar o seu conteúdo proteico, de acordo com a idade da pessoa e suas necessidades proteicas e gorduras de cada alimento ingerido.

Assim, se sofre de diabetes, não se esqueça de moderar o consumo de açúcar e gorduras, ou de os substituir por outros alimentos semelhantes e com um baixo teor. A combinação de hidratos de carbono, fibras e legumes é perfeita para minorar este problema.

Atenção então ás quantidades e qualidade dos produtos que ingere. o fator peso também é importante deve ser vigiado fim de evitar a obesidade.

Siga estes conselhos tão simples, para uma saúde melhor.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A alimentos indicados para os diabéticos

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 14

809 

Imagem por: mckaysavage

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    21-07-2014 às 21:41:52

    Minha tia sofre de diabetes e sei como deve ser regulada a alimentação. Vou dizer a ela sobre esses alimentos indicados, pois ela precisa muito. Obrigada!

    ¬ Responder
  • Alaide de jesus roqueAlaide de jesus roque

    28-04-2011 às 18:59:22

    gostei da dica, pos tem pai e mãe diabetica e outras pessoas da família isso mim preocupa muito, também quero alimentar tudo que faz parte a nossa saúde com ajuda de vocês!!!Alaide abraço.

    ¬ Responder
  • Alaide de jesus roqueAlaíde de Jesus Roque

    27-04-2012 às 23:55:35

    quero emagrecer um pouco , o que fazer?

    ¬ Responder
  • zilda dos reis chiulozilda dos reis chiulo

    03-12-2010 às 21:21:08

    eu estou diabete alta e preciso de saber mais o que nao devo comer me ajuda por favor. obrigada

    ¬ Responder

Comentários - A alimentos indicados para os diabéticos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: mckaysavage

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios