Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > 10 Etapas para pôr fim aos micróbios

10 Etapas para pôr fim aos micróbios

Categoria: Saúde
10 Etapas para pôr fim aos micróbios

Decerto já ouviu falar da relevância de lavar as mãos. É considerado o procedimento mais importante na prevenção de contágio, nomeadamente na prestação de cuidados de saúde. As mãos são consideradas o maior veículo de transmissão de infecções, principalmente no decorrer de um tratamento. Tal sucede porque as mãos raramente estão isentas de microorganismos, quer sejam residentes (os que se multiplicam na pele e fazem parte da sua flora habitual), quer sejam transitórios (apenas utilizam as mãos como veículo – não se multiplicam na pele).

As nossas mãos estão em permanente contacto com o mundo exterior: com elas conectamos com os outros, manuseamos dinheiro, transportamos objectos, comemos, etc. Visto assim, é muito fácil compreender com é fácil contaminarmo-nos , contaminarmos os outros ou aquilo que comemos.

A Organização Mundial de Saúde lança alertas recorrentes sobre o tema, referindo os riscos da ausência desta prática, defendendo que deve ser executada de uma forma contínua e recorrente. Com a intuito de dar ainda mais importância a esta medida como verdadeira promotora da saúde e preventiva da doença, a Organização Mundial de Saúde instituiu o dia 15 de Outubro como Dia Mundial da Lavagem da Mãos. Mas se este dia é deveras importante para relembrar a necessidade de manter as mãos limpas, mais importante é saber como fazê-lo. Decore estes passos e repita-os regulamente:

1 – Passe as mãos por água.

2 – Coloque sabão numa das mãos.

3 – Esfregue palma com palma.

4 – Esfregue a palma da mão esquerda sobre o dorso da mão direita e vice-versa.

5 – Esfregue a palma contra a palma com os dedos entrelaçados.

6 - Esfregue o dorso dos dedos contra a palma oposta, com os dedos encaixados.

7 – Execute fricção rotacional do polegar direito encaixado na palma esquerda e vice-versa.

8 – Realize fricção rotacional para trás e para a frente com os dedos juntos da mão direita sobre a palma esquerda e vice-versa.

9 – Passe as mãos por água corrente.

10 – Seque as mãos com folhas papel descartável.

Se é importante lavar as mãos quando estão visivelmente sujas, é igualmente importante fazê-lo quando o perigo não é visível. Relembre quando deve lavar as mãos:

- depois de mexer em objectos sujos ou potencialmente contaminados;
- depois de espirrar, tossir ou de se assoar;
- depois de ir à casa-de-banho;
- depois de contactar com animais;
- antes e depois de contactar com pessoas acamadas ou doentes;
- antes de manipular ou consumir alimentos.



Cláudia Bandeira

Título: 10 Etapas para pôr fim aos micróbios

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 0

584 

Comentários - 10 Etapas para pôr fim aos micróbios

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios