Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > Atitudes Admiráveis Numa Mulher

Atitudes Admiráveis Numa Mulher

Categoria: Relacionamentos
Comentários: 1
Atitudes Admiráveis Numa Mulher

Mesmo que pensemos que estamos em plena modernidade e o papel que a mulher tem exercido é aquela atitude sempre independente, ainda podemos notar que os valores e as consequências dessa “nova atitude” não tem gerado um efeito tão satisfatório e significativo. Muitas de nós ainda somos dos tempos antigos e apreciamos as atitudes admiráveis numa mulher que a faz ser única, digna de toda a admiração não apenas no olhar de um homem, mas a todas ao seu redor.

Veja algumas dessas atitudes interiores que a mulher deve exercer atualmente, mesmo em um ambiente moderno e um sistema que constantemente tem influenciado para o feminismo, deixando apagado seu brilho e sua influência como uma mulher feminina e atraente.

1 – Invista no seu jeito feminino
Você pode ter certeza de uma coisa, os homens não gostam de ouvir a mulher falar como um soldado. Não precisa ser o tempo todo doce, mas aquele jeitão meio homem, com aquela voz de mandona, certamente, não atrai ninguém e nem mesmo as suas melhores amigas para perto de você. Seja mais feminina, delicada e gentil. São atitudes admiráveis numa mulher;

2 – Tire o egoísmo
O egoísmo é imprudente, não pensa em ninguém, a não ser em si própria. Ele mata, sufoca, apaga o amor eficaz. E, compreensivelmente, quando um homem sai com uma mulher que só pensa nela, que não tem um gesto amável para o outro e que acredita que é o centro do universo, nada do que ela faça torna-a uma mulher agradável. Pense no outro, você ficará feliz e ainda deixará o outro feliz.

3 – Cuidado com o ciúme e a possessividade
Um pouco de ciúme, não é ruim para a vida de um casal, mas em uma dose muito alta, torna-se muito prejudicial. O que é pior do que estar com uma mulher que sempre está preocupada com o que o homem está fazendo, para onde está olhando, que não pode deixar o seu telefone sem lançar um olhar sobre as mensagens e fazer joguinhos quando ele se atreve a olhar para uma outra que passa na rua, enfim, ame-se e cuide de sua auto-estima.

4 – Seja organizada e limpinha
Apesar de toda a correria do dia a dia, a mulher ainda precisa ser organizada e limpinha. Tanto com sua aparência como nas coisas de sua casa, seu lar. Uma mulher bagunçada, que deixa a pia cheia de louça, com restos de comidas, seu quarto todo sujo, com mau cheiro, enfim, ninguém suporta.

5 - Disposição para melhorar a qualquer preço
Algumas mulheres não estão satisfeitas com o que têm e sentem a necessidade de organizar o seu próprio caminho. Outras, nunca mudam ou melhoram. Somos seres que estamos constantemente em mudanças, em pleno crescimento. Melhore sempre algo dentro de você. Por exemplo: ser mais paciente, mais generosa, mais amável com as pessoas e assim por diante.

Bem, há muitas outras atitudes! Com certeza, você tem em sua mente outras atitudes que merecem admiração. Veja o que precisa melhorar, mudar e faça!!!


Briana Alves

Título: Atitudes Admiráveis Numa Mulher

Autor: Briana Alves (todos os textos)

Visitas: 0

488 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Natanael Genoel

    19-08-2014 às 02:45:46

    Uma mulher essencial mesmo é aquela que controla as suas emoções e vence a si mesmo se portando de maneira inteligente diante do homem, isto é, mulher que sabe se valorizar.

    ¬ Responder

Comentários - Atitudes Admiráveis Numa Mulher

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios