Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Tanto que eu não te disse

Tanto que eu não te disse

Categoria: Outros
Tanto que eu não te disse

Tanto, tanto, tanto que eu não te disse...

Deixo aqui mais uma vez um excerto de um manual meu, já com, pelo menos, meia dúzia de em cima... mas sempre atual e applicável...

Os anos passam sem que nos apercebamos e o tempo vai-nos fugindo por entre os dedos.

Somente quando alguém que nos é querido ou próximo falece, ou quando descobrimos que algum familiar, amigo ou que nós próprios estamos gravemente doentes, é que nos apercebemos do quanto a vida é breve e o quanto ligamos a coisas mínimas e sem importância.

Então, pensamos no quanto poderíamos ter aproveitado se tivéssemos agido de outro modo, nas coisas que ficaram por dizer, em tudo o que poderíamos ter feito e não fizemos (por falta de tempo, de negligência, de dinheiro, de disponibilidade, ou até mesmo por preguiça ou inércia…).

A vida é demasiado curta para nos prendermos a mesquinhices, ao “diz que disse”, a intrigas, invejas, maus humores ou rancores.

O tempo urge e nós envelhecemos sem saber no que ocupamos o tempo. Perdemos a infância dos nossos filhos, os seus primeiros passos, a sua primeira palavra, o cair do seu primeiro dente, o seu primeiro dia na escola, a sua primeira namorada, a sua primeira saída….

Enquanto isso, trabalhamos sem fim para um patrão que muitas das vezes nem sequer conhecemos… Afastamo-nos dos nossos conjugues, isolamo-nos dentro de nós, inconformados com a nossa sorte e ainda assim nada fazendo para mudá-la e a vida vai passando, cada vez mais rápida e nós cada vez mais ocos, vazios, podres, secos…

Tudo é demasiado breve, nada se recicla, tudo se transforma. É importante que aproveitemos cada minuto, com a consciência de que poderá ser o último, de que jamais se repetirá, de que nada tem retorno. É difícil aceitar, mas mais difícil será um dia alguém partir sem que lhe disséssemos o quanto o amávamos, ou que ao fecharmos os olhos pela última vez, nada levemos no peito senão frustração, dor, mágoa, rancores, stress, energias negativas que um dia nos isolaram de quem nos rodeou, a quem amámos e a quem odiámos … em vão…
In Cada livro um Pensamento, de Susana Farias


Susana Farias

Título: Tanto que eu não te disse

Autor: Susana Farias (todos os textos)

Visitas: 0

618 

Comentários - Tanto que eu não te disse

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios