Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Qual é o tamanho ideal?

Qual é o tamanho ideal?

Categoria: Outros
Visitas: 41
Comentários: 8
Qual é o tamanho ideal?

O título chamou-o a atenção, certo? Olhou de relance e pensou no tamanho do quê se poderia tratar o que aqui se vai falar, estou correcta? E para mais, é uma mulher que está a escrever este texto, por isso, vai querer espreitar o que terá o sexo oposto a dizer sobre o assunto, não é?

Pois é verdade. O tamanho ideal de que se fala é mesmo do que está a pensar, o pénis.

Deixemo-nos de preconceitos, vergonhas e tabus e falemos nas coisas como são na realidade. Depois de tantas conversas sobre a importância do tamanho do pénis, vamos então debruçar-nos sobre o assunto de forma concreta e precisa.

Quer a resposta rapidamente porque está a ficar ansioso? Aqui vai. O tamanho é de facto importante. Ponto. O tamanho dito normal é o ideal, nem grande nem pequeno.

Acabaram-se os mitos quanto ao assunto? Espere, ainda não acabei a explicação.

A resposta continua e deve ser analisada com muito bom senso. Um homem que se sinta bem com o seu sexo, tem auto-estima e isso é o mais importante. O segredo está no desempenho que der ao seu sexo e a tudo o que o envolve e transporta. O tamanho do pénis não é o mais importante, mas o que vai fazer com ele e com o resto do corpo é o que releva, marca a diferença e cria saudade.

Por muito que se julgue que um pénis de tamanho grande ou muito grande é o que proporciona um maior prazer à mulher, a ideia pré-concebida está totalmente errada.

Um pénis de tamanho normal, pode dar muito mais prazer. O pénis sozinho não faz milagres. Um homem na totalidade, no entanto faz muito mais do que isso.

Existem desde sempre muitos mitos que devem ser desmistificados de uma vez por todas. Há quem por aí diga que um homem grande tem um pénis pequeno e vice-versa, ou que pés pequenos é sinal de pénis grande. Há ainda quem diga que a etnia Africana traduz-se em pénis enormes e potentes, enfim, um não mais acabar de baboseiras e mitos que devem ser de todo esquecidos.

Pénis há de todos os tamanhos e isso não é de todo o mais importante. O desempano, isso sim, é o mais importante. O homem na totalidade é o mais importante. Mas se julga que o acto no seu todo depende só do homem, essa ideia também é um erro. O sexo é a dois e com ou sem um pénis de tamanho astronómico, o prazer pode ser conseguido de milhares de maneiras. Não se iniba e mesmo que o seu pénis não tenha um tamanho generoso, aposte na sua auto-confiança. Vai ver que sexo desejado e trabalhado é sempre bom para os dois.


Carla Horta

Título: Qual é o tamanho ideal?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 41

791 

Imagem por: Pink Sherbet Photography

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 8 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMargarida

    26-07-2012 às 11:28:29

    Caro anónimo. O melhor é ir ao médico de família ou a um urologista. Só eles o poderão ajudar neste sentido. No entanto, deve aceitar-se como é ter confiança na pessoa que é na realidade. Apesar de muitas vezes julgar que é o fim do mundo, as relações sexuais são feitas de tantas coisas boas que vai ver terá muitas formas de ter e dar prazer.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAnónimo

    26-07-2012 às 11:28:04

    Existe alguma cirurgia que se possa fazer para aumentar o tamanho? Sempre me perguntei em relação a isto e gostava mesmo de saber. Claro que tenho medo de fazer uma cirurgia e ficar impotente, mas não vejo grande alternativa para isto. É desesperante viver assim, com vergonha de mim e com medo de alguma relação.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSimão

    24-07-2012 às 09:39:17

    Desculpem-me a franqueza, mas só fala assim quem não tem um pénis de facto pequeno. Alguém que o tenha até tem medo de ter uma relação com alguém. Sente vergonha de si mesmo e leva uma vida de solidão e sofrimento muito grande. É muito mais complicado do que julgam.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMarta

    24-07-2012 às 09:38:58

    Há por aí muitos homens que têm este tipo de preconceito. Os homens têm a ideia fixa de que quanto maior, melhor, mas a verdade não é essa. Do que é que vale um pénis grande se da parte do homem não houver qualquer empenho no resto? O egoísmo no sexo estraga o momento a qualquer um.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPedro

    23-07-2012 às 11:17:26

    Um homem dedicado é o que mais interessa. Esta frase e da minha namorada e acreditem temos uma vida sexual ativa e muito boa. Eu sempre tive dificuldade em tomar banho em balneários pois julgava sempre que o meu pénis era mais pequeno que os dos outros homens. Mas a minha namorada tirou-me esses preconceitos da cabeça.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLuisa

    23-07-2012 às 11:17:09

    Achei a frase engraçava e bem verdadeira. Há é que ter auto-estima. Os homens é que ligam muito a estas coisas. Preocupações palermas. Sexo não é tamanho, é um milhão de coisas que se fazem a dois e com tantas, tantas alternativas. Rapazes, coragem e muito amor pelas raparigas.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoGilda

    19-07-2012 às 11:43:57

    Tenho uma amiga que diz uma coisa engraçada sobre o tamanho do pénis dos homens. “Do que é que vale ter um ferrari se não se tem carta de condução?” Ora aqui está uma grande verdade. Homens que se julgam verdadeirso garanhões só porque têm o pénis grande, desenganem-se. Interessa mesmo é o homem num todo.

    ¬ Responder
  • EduardoEduardo

    07-04-2010 às 10:46:45

    Olá!Confesso que fiquei realmente curioso e gostei muito da matéria,tendo em visto que tenho uma boa ferramenta e trabalha muito bem,atualmente estou sozinho mas minha ex-namorada as vezes que sente saudades "do bráulio",e é como você disse ele não trabalha sozinho,trabalha com todo o restante do componente que também é importante o meu lindo e maravilhoso e produtivo escrôto,até porquê o "bráulio",tem 20 cm,e muita vontade para trablhar se deixar ele trabalha a noite toda!Beijo

    ¬ Responder

Comentários - Qual é o tamanho ideal?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios