Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O que pode assustar a sua parceira na cama?

O que pode assustar a sua parceira na cama?

Categoria: Outros
O que pode assustar a sua parceira na cama?

O sexo é, sem dúvida, uma das atividades mais prazerosos da vida humana. Não só o sexo pelo sexo, mas por todo o envolvimento que uma relação sexual proporciona. Entretanto há alguns relacionamentos que acabam frustando, constrangendo ou até mesmo intimando as parceiras. Muitas vezes as condutas são inadequadas para determinados tipos de companheira. Diante disso, a primeira dica é procurar conhecer verdadeiramente ou ao máximo que o tempo permitir a parceira que se está pretendendo conviver ou apenas relacionar-se sexualmente, a fim de evitar equívocos na hora da relação. Conhecendo a mulher é mais fácil saber o que se pode e deve fazer e até onde se pode ir.

Na teoria é bastante enfatizada a premissa de que entre quatro paredes tudo é válido, mas na prática não é bem assim que as ações se concretizam. Para determinadas mulheres, determinadas atitudes assustam e é por isso que é bom estar atento a algumas dicas para não provocar constrangimentos em momento inadequado para que a relação aconteça da forma esperada ou que seja ainda melhor do que o imaginado.

Por exemplo, é bastante assustador para as mulheres serem solicitadas para fazer o que nunca antes fizeram. E na verdade não só para as mulheres, mas para as pessoas em geral, não só em relação ao sexo. É o medo do desconhecido, o medo do que pode vir, o medo de não fazer o que deveria ter feito, aliado ao receio de dizer não. A solução disso é conversar antes e buscar saber se a parceira já teve algum tipo de relação semelhante a que se imagina fazer. Saber se é confortável para ela esse tipo de atitude antes da hora da consumação da relação, é visualizar até onde se pode ir de fato.

O que constrange muitas mulheres, também, é o tão requisitado pelos homens, e tabu para muitas mulheres, sexo anal. Para algumas parceiras esse tipo de relação sexual é normal e até adorada. Porém, para muitas, não é um assunto permitido. Muitas não apreciam e sentem-se, além de constrangidas, assustadas com a vontade do parceiro. Ficam com medo de negar essa relação e acabam gerando momentos desastrosos a dois. Outras, no entanto, com estimulação adequada, até aderem ao desejo masculino. Contudo é mais prudente saber antes o que pensa a mulher a respeito disso.

Outra questão que costuma apavorar o sexo feminino é o sexo selvagem ou um tanto violento proposto e apreciado por alguns homens. Há mulheres que não admitem esse tipo de relação ou ainda se apavoram com o ato ou ainda, o que é pior para o sexo masculino, desistem dele. Para este tipo mais quente de relacionamento sexual é preciso mais cuidado na hora de pô-lo em prática. é preciso conversar antes com a parceira e verificar se ambos estão na mesma sintonia quanto a um sexo mais “picante”. Isso vale também para os acessórios sexuais que entram na questão do sexo mais quente e também na questão do sexo inovador. Muitas mulheres apreciam e já aderiram nas suas vidas sexuais alguns apetrechos específicos ao prazer. Outras, no entanto, não esperam isso de seus parceiros e se assustam. É preciso cautela ao trazer acessórios inusitados a relação.  Uma boa brincadeira antes pode descontrair. Mas sempre a dica é dialogar antes de consumar a idéia a fim de não se decepcionar com o pavor da companheira.

Usar palavras baixas, palavrões ou palavras que intimidem ou rebaixem a mulher na cama também não podem ser bem recebidas em algumas situações. Há mulheres que podem encarar esse tipo de conduta de forma normal e realizar o inverso, mas outras podem pensar que o parceiro age assim nas situações diárias também. Portanto é bom deixar claro quando é um tempero a mais no relacionamento sexual e não o que se é de fato e caráter.


Rosana Fernandes

Título: O que pode assustar a sua parceira na cama?

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

658 

Imagem por: purpleslog

Comentários - O que pode assustar a sua parceira na cama?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: purpleslog

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios