Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Laboratório de Química

Laboratório de Química

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 4
Laboratório de Química

Em um laboratório de Química é imprescindível um conhecimento mais aprofundado sobre os reagentes e equipamentos a serem usados no mesmo, para um determinado experimento que fora exigido do estudante ou profissional e também muita atenção no decorrer das análises a serem feitas.

As vidrarias são ferramentas muito utilizadas para processos químicos, elas são divididas em volumétrica e não volumétricas, cada qual determinada para uma finalidade. As volumétricas são precisas para a medição de quantidades específicas como, por exemplo: a bureta (usadas em análises volumétricas- como a titulação); a proveta e a pipeta (usadas para medir e transferir líquidos) e o balão volumétrico (para o preparo de soluções laboratoriais); elas não podem ser aquecidas devido à dilatação do vidro ocasionando a descalibragem das medidas correspondentes de cada uma.

Já as vidrarias não volumétricas não apresentam graduações de volume e podem ser aquecidas, como por exemplo: o béquer e o erlenmeyer (usados nas reações entre soluções e diluições de substâncias); o tubo de ensaio (reações em pequena escala); o balão de fundo redondo (sistemas de refluxo e evaporação a vácuo) e o balão de fundo chato (para reações com desprendimento de gases).

Nos laboratório também existem alguns equipamentos e acessórios que fazem parte dos experimentos rotineiros de um “químico”, os mais utilizados são: bico de Bunsen e manta aquecedora (fonte de aquecimento); balança (medida de massa de sólidos e líquidos não voláteis); suporte universal (operações como: filtração, sistemas de destilação e sustentação para peças em geral); tela de amianto (suporte para as peças a serem aquecidas- uniformizando o calor) entre outros.

A segurança humana é um fator importantíssimo nos laboratórios de química, deste modo foram criados meios que amenizassem os riscos de acidentes chamados EPI’s e EPC’s (equipamentos de proteção individuais e coletivos): são eles jalecos ou aventais, óculos, máscaras, luvas, extintores e a capela – proteção de gases tóxicos. Outros fatores relevantes são a utilização de calças, sapatos ou botas de borracha.

Para o armazenamento de reagentes mantenha sempre a FISPQ- Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos a disposição de todos, nela deve constar: identificação do produto, propriedades físico-químicas, manuseio e estocagem, EPI’s a serem utilizadas, medidas de combate a incêndios e derramamento, primeiro socorros e outras informações importantes a respeito da substância ou reagentes.

É importante o conhecimento inicial do conjunto laboratorial e das características dos reagentes antes de iniciar qualquer análise ou experimento.


Bruna Miranda

Título: Laboratório de Química

Autor: Bruna Miranda (todos os textos)

Visitas: 4

686 

Comentários - Laboratório de Química

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios