Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Cursos Profissionalizantes e o Mercado de Trabalho Brasileiro

Cursos Profissionalizantes e o Mercado de Trabalho Brasileiro

Categoria: Outros
Visitas: 4
Cursos Profissionalizantes e o Mercado de Trabalho Brasileiro

O Mercado de Trabalho é um Mundo de desafios onde somente os mais preparados conseguem êxito. É a famosa selva de pedra, onde os mais fortes sobrevivem e no mundo Global com informações à toda a velocidade não se pode dar ao luxo de acomodar-se à sombra por muito tempo.

Para conseguir o seu lugar ao Sol o profissional, de qualquer área, deve estar em processo de constante atualização, pois senão fica para trás.

Inclusive uma grande ferramenta para esta atualização é a Internet com conhecimento massificado e globalizado, onde você pode obter não só o conhecimento engessado dos livros, como também pode contar com ponto de vista de profissionais que já trilharam e obtiveram sucesso no caminho em que você pretende ou já está trilhando.

Nesta guerra da selva de pedra você pode ter um grande aliado. Os cursos profissionalizantes, que são uma forma razoavelmente rápida de crescer na própria empresa onde você trabalha ou em outros locais onde você almeje trabalhar.

Atualmente essa modalidade de cursos conta com uma vasta Gama em seu portfólio, atendendo a todas as áreas do conhecimento com cursos de pequena à média duração, geralmente atendendo à lei dos Cursos FIC (Cursos de Formação Inicial e Continuada), também chamados de cursos Profissionalizantes ou Livres permitidos pelo MEC e pela Lei N. 9.394/96, que define algumas diretrizes para tais cursos.

Infelizmente, como em todos os ramos profissionais, existem os bons e os maus, e geralmente você só vai descobrir quando levar o Certificado do curso a uma empresa em busca de emprego e o mesmo for rejeitado. Eu mesmo já tive aluno que fez curso em uma determinada Instituição e quando já estava empregado a empresa passou por Auditoria e foi descoberto pelos auditores que seu Certificado não era válido, causando a demissão do mesmo e levando-o a fazer o curso novamente em Instituição Reconhecida pelo MEC.

De olho nas dicas para que você possa avaliar melhor as Instituições onde pretende fazer algum curso:

Dica 1- Procure instituições que tenham tradição e anos de atuação no mercado. Apesar de geralmente trabalharem com valores maiores em seus cursos, podem respaldar melhor os mesmos e são mais aceitos pelas Empresas.

Dica2- Procure se informar na Instituição, antes de fazer a inscrição, sobre quem Assina o curso, pois Certificados só podem ser validados por Técnicos da área com Registro no Conselho da Categoria.

Dica 3- Procure se informar com alguém que já tenha feito curso no local, para saber qual é a Didática aplicada. Cursos que não sabem administrar concomitantemente aulas teóricas e práticas não agregarão muito a seu conhecimento e ainda existem os que prometem mundos e fundos a quem se inscreve, mas depois tem dificuldade em cumprir as promessas.
Fique de olho!
Em próximos artigos trarei dicas sobre os melhores e mais remunerados cursos e os requisitos adicionais para se firmar em cada uma dessas áreas.
Obrigado.


David Matos

Título: Cursos Profissionalizantes e o Mercado de Trabalho Brasileiro

Autor: David Matos (todos os textos)

Visitas: 4

0 

Comentários - Cursos Profissionalizantes e o Mercado de Trabalho Brasileiro

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios