Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Inveja

A Inveja

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
A Inveja

A inveja é um dos pecados mortais, denominado em latim por invidere, que significa em português “não ver”. Este sentimento pode chegar ao ponto de destruir uma amizade, cegando a própria pessoa que sente inveja, ocorrendo quando uma pessoa se sente frustrada, triste consigo mesmo e encontra em outro ser, o que gostava de ser.

A inveja por vezes, pode ser confundida com cobiça, enquanto a inveja traduz-se por copiar a outra pessoa na maneira de ser, de vestir, de estar, de falar, de maquilhar se for o caso ou o corte de cabelo, a cobiça por sua vez deseja aquilo que os outros têm, como um novo carro, uma boa casa, um telemóvel da ultima geração, sentindo-se frustrada disputando aquilo que têm, a riqueza, o status, como o mais fraco comparando-se com o mais forte, sem qualquer sentido.

A inveja normalmente ocorre quando outro alguém contem estes últimos atributos como riqueza, status, fazendo a sua vida em redor do forte, esquecendo-se de lutar pela própria vida, ao invés de estar sentado no sofá, ou como se costuma dizer, encostado á sombra da bananeira á espera que as coisas caiam do céu.

No primeiro contacto não existe este sentimento, apenas com o passar do tempo e o conhecimento do poder de outrem, começam a surgir os primeiros sintomas, tentando copiar determinadas expressões, estilos, maneira de pensar sobre determinado assunto, etc… que por vezes saem falhadas, depois de algumas tentativas e não conseguir atingir determinados objetivos.

Com a frustração e o sentimento de solidão de não conseguir o que quer, sentindo-se ameaçado por estarem a invadir o seu espaço, começa por desejar que a vida de outrem corra da pior maneira, atingindo os amigos mais próximos, espalhando algum boato, falando mal para a pessoa que na altura “brilha” entre os amigos, ou que chama atenção com algo novo, entre outras situação pouco agradáveis.

Enquanto ocorre estas situações desagradáveis, o principal lesionado apercebe-se que afinal todo o tempo que esteve compartilhando seus sentimentos, sua amizade, seu bom gosto, foi em vão, observando e chegando á conclusão que sempre foi “usado” como protótipo para outra pessoa.


Sandra Mendes

Título: A Inveja

Autor: Sandra Mendes (todos os textos)

Visitas: 0

648 

Comentários - A Inveja

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios