Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > Granito desde a antiguidade

Granito desde a antiguidade

Visitas: 12
Comentários: 1
Granito desde a antiguidade

O granito, utilizado no domínio ornamental e na construção civil, é uma rocha ígnea de grão grosseiro. Quem diria que a falta de polimento havia de vir a afectar o mundo dos penedos?

Também é verdade que se estiver polido, o granito se torna bastante escorregadio. Outra semelhança com os humanos (que às vezes mais parecem ser feitos de pedra!): há uns que deslizam com extrema facilidade, sobretudo quando se trata de “fugir com o rabo à seringa” por qualquer motivo.

Veja-se, a título de exemplo, a mudez ou a verborreia que acometem os estadistas ao sentirem os flashes das máquinas fotográficas ou os microfones dirigidos à sua pessoa. Se o assunto for delicado q.b., ou se calam, ou falam sem parar, se tal se revelar útil para “limpar” a sua imagem.

Nesta, que nem lustro político apresenta na maioria dos casos, ao contrário do granito a limpeza revela-se bastante complicada e a suposta polidez não persiste. Portanto, e tal como ele, que está, por natureza, sujeito a variações de cores e tonalidades, desenhos e veios, não pode ser devolvida.

De qualquer forma, quem iria querer de volta uma “encomenda” defeituosa?!...

O granito é usado pelo Homem desde as civilizações antigas, como atestam as Pirâmides do Egipto.

Deste modo, sempre que se adquira material granítico, além do valor da rocha em si, passa-se a ser detentor(a) de uma monta patrimonial e histórica nada inferior, em jeito de comunhão com os gostos e desejos dos povos ancestrais.

O granito está presente em monumentos, obras de património histórico e religioso, residências e áreas comerciais, revestindo paredes e pisos, proporcionado beleza, sofisticação e durabilidade a cada ambiente.

Nomeadamente no que respeita às estátuas, esta questão da duração é assaz importante. A fama de uma pessoa não pode cair assim…


Rua Direita

Título: Granito desde a antiguidade

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 12

801 

Imagem por: vidalia_11

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • bebeubebeu

    27-02-2011 às 14:38:01

    gostaria muito de saber isso:
    Que utilidades tem o granito para o ser humano?

    ¬ Responder

Comentários - Granito desde a antiguidade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: vidalia_11

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios