Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Finalmente, tomei coragem!

Finalmente, tomei coragem!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Visitas: 2
Comentários: 17
Finalmente, tomei coragem!

Olá.

O meu nome é Jovita capitão e este é o meu primeiro texto neste site.

Para mim a literatura e a escrita já fazem parte do meu ADN.

Acho que já nasci para viver encafuada entre livros e manuscritos.

Descobri a minha vocação há 18 anos antrás quando a minha irmã mais velha me ofereceu um diário como presente. A partir daí nunca mais parei de escrever. Mas apesar de a literatura e a escrita serem a minha vida, infelizmente pouca gente me conhece. Escrevo desde cedo, desde os 9 anos de idade. Tenho pilhas e pilhas de manuscritos sem destino, cujos leitores são conhecidos: família e amigos. Sempre sonhei ultrapassar essa fase e seguir um projeto mais Profissional. Mas o medo da rejeição das editoras ou do público alvo sempre me fizeram recuar. Como sou bastante perfeccionista, só de imaginar que os meus livros podiam ficar por aí, sozinhos e abandonados, sem ninguém para os ler encho-me de pânico e desisto temporariamente ficando apenas pelo sonho.

Finalmente, tomei coragem.

Despi-me do medo que sentia e avançei. As minhas mãos tremiam com a prespectiva de fazer algo diferente. Até aqui a escrita era apenas um hóbi, um refúgio. Uma maneira de me sentir confortável enquanto me esqueço de tudo o que acontece à minha volta. No entanto, em meados do mês de fevereiro de 2011 tomei coragem e criei um blogue. Como sofro de insónias achei que o nome mais apropriado seria : Rainha das Insónias. E assim tenho escrito nesse blogue pequenos textos de opinião, poesia, cultura. Enfim, escrevo tudo o que me interessa pessoalmente.

Acho que este foi o ponto de partida da minha coragem. Mas por estranho que pareça ainda não me sinto completa. Lembrei-me que podia fazer algo mais para enaltecer a minha escrita, pois o meu grande sonho é ser reconhecida nesta arte, e poder trabalhar nesta profissão.

Quando descobri o site da Rua Direita nem queria acreditar! Mais uma possibilidade de pôr em prática o meu sonho e ao mesmo tempo ganhar algum dinheiro. Ainda não sei qual vai ser o desfecho final desta história mas espero que com esta nova visão de esperança se abram portas e portas sem fim para que finalmente o meu sonho possa ser realizado.

Atenciosamente, Jovita Capitão.


Jovita Capitão

Título: Finalmente, tomei coragem!

Autor: Jovita Capitão (todos os textos)

Visitas: 2

641 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 17 )    recentes

  • SophiaSophia

    09-05-2014 às 17:37:11

    Uaaauuu, que tremendo! Escrever é algo sensacional, inspirador e de crescimento em todas as áreas da vida. O medo nos assombra, mas temos que seguir com fé, Jovita. Parabéns!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Francisco Madeira

    10-10-2012 às 14:47:38

    jovita,espero sinceramente que vença todas as batalhas que tiver que travar,acredite sempre em si.
    muita força,Francisco.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    12-10-2012 às 18:24:22

    Caro amigo Francisco Madeira. Muito obrigada pela força e pelo incentivo.

    Os meus cumprimentos,
    Jovita Capitão

    ¬ Responder
  • Nuno CasimiroNuno Casimiro

    10-10-2012 às 10:17:25

    Por vezes adiamos, adiamos e voltamos a adiar qualquer coisa ou situação por falta de coragem, até que chega a altura em que desabafamos o titulo deste artigo!Normalmente após isso acontecer questionamos porque não tivemos isso á mais tempo, porque esperámos tanto tempo para fazer ou dizer algo a alguém, por isso, todos os dias diga...Hoje tenho coragem.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    12-10-2012 às 00:10:14

    Olá Nuno Casimiro. Agradeço o seu comentário. E vou aceitar o seu conselho. Vou dizer todos os dias: "Hoje tenho coragem!"

    Cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • Thiago SantanaThiago Santana

    08-10-2012 às 23:26:06

    Olá Jovita, gostaria de dizer pra você que não deixe esse medo de “rejeição” afetar um desejo, um sonho, uma conquista, acredito que tudo na vida seja feito através de algum risco, então se realmente almeja algo vá atrás. Dificuldades irão vir, mas, com certeza, quando queremos algo e nos engajamos nessa vontade tudo é possível. Então tenha coragem e se arrisque com certeza irá realizar seus sonhos. Uma boa noite e um forte abraço!

    ¬ Responder
  • Thiago SantanaThiago Santana

    08-10-2012 às 23:25:57

    Olá Jovita, gostaria de dizer pra você que não deixe esse medo de “rejeição” afetar um desejo, um sonho, uma conquista, acredito que tudo na vida seja feito através de algum risco, então se realmente almeja algo vá atrás. Dificuldades irão vir, mas, com certeza, quando queremos algo e nos engajamos nessa vontade tudo é possível. Então tenha coragem e se arrisque com certeza irá realizar seus sonhos. Uma boa noite e um forte abraço!

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    10-10-2012 às 22:36:29

    Caríssimo Thiago Santana, agradeço sinceramente o meu comentário. A luta por aquilo que queremos é sempre árdua mas no fim vale a pena.

    Cumprimentos,
    Jovita Capitão

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    10-09-2012 às 11:08:47

    Eu gostei muito do seu texto até porque demonstra grande sentimento: o seu medo, os seus receios, a toma de coragem. Eu, como qualquer pessoa positiva, acredita que você não deve desistir de um sonho só porque tem imensos medos. Claro que a rejeição pode acontecer, mas é um processo natural, que pode ocorrer ao ser humano. A nós cabe-nos superar, dar a volta por cima e tentar de novo, uma e outra vez.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    21-09-2012 às 20:17:32

    Obrigada pela apreciação do meu texto Daniela Vicente. De facto os nossos medos podem encurralar as nossas ambições. Mas temos de ser mais fortes e lutar pelos nossos sonhos!

    Cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • Marcia Gomes

    04-09-2012 às 23:52:12

    Olá Jovita. Foi com muito agrado, que li alguns dos teus textos.
    Este, na minha opinião, parece-me ser o mais forte. Porque é a partir do primeiro que começas. Acho que tu não és rapariga de desistir, andou adormecido o sonho, mas agora está a ser conduzido muito bem.
    Ainda bem que perdeste o medo, é mais uma estrela a brilhar no mundo da escrita. Desejo-te tudo de bom...E não pares de fazer o que o que mais gostas.. :-)

    P.s- Tens mais uma leitora a acompanhar-te..

    beijinhos

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    05-09-2012 às 11:17:32

    Querida Márcia, realmente nunca fui pessoa de desistir dos meus sonhos, e a prova está aqui. Muito obrigada pela força e pelo carinho demonstrados.

    Os meus Cumprimentos,Até Breve.
    Jovita Capitão

    ¬ Responder
  • Jorge Nuno

    15-08-2012 às 12:39:08

    Benvinda ao mundo dos corajosos... sem medo da crítica e dos críticos! Eu criei os meus blogues (pintura e escrita criativa/poesia) em Maio de 2012 e não mais parei! Força Jovita! Agora é só ligar o piloto automático e manter a vitalidade e a inspiração necessários para a produção literária. O resto virá por acréscimo!...

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    16-08-2012 às 07:29:44

    Muito obrigada pelo incentivo Jorge Nuno.Toda a força é bem-vinda!

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    16-08-2012 às 00:34:18

    Muito obrigada Jorge. De força e incentivo é que eu preciso para continuar. É no reconhecimento pessoal e profissional que se conquista a felicidade!

    ¬ Responder
  • Carlos Neves

    14-08-2012 às 16:02:32

    Olá Jovita
    Por um mero acaso cheguei aqui hoje e tenho de dizer que fiquei surpreendido com as suas revelações.

    Eu durante o contacto com o nosso curso, tive ocasião de dizer-lhe que a sua personalidade era muito opaca, mas, que acreditava que dentro de si existia um vulcão em potência.

    Não sabia que era a escrita, nem podia adivinhar, porque nesse período adoptou sempre uma postura tímida, que provocava rubor quando por vezes tinha de se expor.

    Mas, fico além de surpreendido muito contente, porque escrever é uma arte, que requer vocação e contínua aprendizagem,e o que revela é já uma longa e silenciosa caminhada.

    Quero deixar-lhe uma palavra de incentivo, para que continue, porque os sonhos precisam de ser concretizados para nos completarmos, para nos valorizarmos, para crescermos.

    Tenho a certeza que os seus desejos e o reconhecimento públicos irão concretizar-se, assim vc queira, trabalhe e persista !

    Um Beijo de saudade

    Carlos Neves

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJovita Capitão

    14-08-2012 às 17:24:07

    Olá Professor Carlos. Fiquei muito surpreendida e feliz de o encontrar aqui. Sabe qual foi a minha primeira reação? Não sei bem porquê mas fartei-me de chorar.. Não sei se foi de emoção, de saudade ou de alegria, mas a verdade é que as suas palavras foram tudo o que eu precisava realmente de ouvir. Muito obrigada pelo incentivo. Jamais irei esquecer o seu gesto. E quero que esteja presente no lançamento do meu primeiro livro como convidado de honra. Até breve.

    Cumprimentos, com Saudade,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder

Comentários - Finalmente, tomei coragem!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A história da fotografia

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Fotografia
A história da fotografia\"Rua
A história e princípios básicos da fotografia e da câmara fotográfica remontam à Grécia Antiga, quando Aristóteles verificou que os raios de luz solar e com o uso de substâncias químicas, ao atravessarem um pequeno orifício, projetavam na parede de um quarto escuro a imagem do exterior. Este método recebeu o nome de câmara escura.

A primeira fotografia reconhecida foi uma imagem produzida em 1826 por Niepce. Esta fotografia foi feita com uma câmara e assente numa placa de estanho coberta com um derivado de petróleo, tendo estado exposta à luz solar por oito horas, esta encontra-se ainda hoje preservada.

Niepce e Louis –Jacques Mandé Daguerre inciaram em 1829 as suas pesquisas, sendo que dez anos depois foi oficializado o processo fotográfico o nome de daguerreótipo. Este processo consistia na utilização de duas placas, uma dourada e outra prateada, que uma vez expostas a vapores de iodo, formando uma pelicula de iodeto de prata sobre a mesma, ai era a luz que entrava na camara escura e o calor gerado pela luz que gravava a imagem/fotografia na placa, sendo usado vapor de mercúrio para fazer a revelação da imagem. Foi graças á investigação realizada por Friedrich Voigtlander e John F. Goddard em 1840, que os tempos de exposição e revelação foram encurtados.




Podemos dizer que o grande passo (não descurando muitas outras mentes brilhantes) foi dado por Richard Leach Maddox, que em 1871 fabricou as primeiras placas secas com gelatina, substituindo o colódio. Três anos depois, as emulsões começaram a ser lavadas com água corrente para eliminar resíduos.

A fotografia digital


Com o boom das novas tecnologias e com a capacidade de converter quase tudo que era analógico em digital, sendo a fotografia uma dessas mesmas áreas, podemos ver no início dos anos 90, um rápido crescimento de um novo mercado, a fotografia digital. Esta é o ideal para as mais diversas áreas do nosso dia a dia, seja a nível profissional ou pessoal.

As máquinas tornaram-se mais pequenas, mais leves e mais práticas, ideais para quem não teve formação na área e que não tem tempo para realizar a revelação de um rolo fotográfico, sem necessidade de impressão. Os melhores momentos da nossa vida podem agora ser partilhados rapidamente com os nossos amigos e familiares rapidamente usando a internet e sites sociais como o Facebook e o Twitter .

A primeira câmara digital começou a ser comercializada em 1990, pela Kodak. Num instante dominou o mercado e hoje tornou-se produto de consumo, substituindo quase por completo as tradicionais máquinas fotográficas.

Sendo que presentemente com o aparecimento do FullHD, já consegue comprar uma máquina com sensores digitais que lhe permitem, além de fazer fotografia, fazer vídeo em Alta-Definição, criando assim não só fotografias quase que perfeitas em quase todas as condições de luz bem como vídeo com uma qualidade até agora impossível no mercado do vídeo amador.

Tirar fotografias já é acessível a todos e como já não existe o limite que era imposto pelos rolos, “dispara-se” por tudo e por nada. Ter uma máquina fotográfica não é mais um luxo, até já existem máquinas disponíveis para as crianças. Muitas vezes uma fotografia vale mais que mil palavras e afinal marca um momento para mais tarde recordar.

Pesquisar mais textos:

Bruno Jorge

Título:A história da fotografia

Autor:Bruno Jorge(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    05-05-2014 às 03:48:18

    Como é bom viver o hoje e saber da história da fotografia. Isso nos dá a ideia de como tudo evoluiu e como o mundo está melhor a cada dia produzindo fotos mais bonitas e com qualidade!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios