Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Evangélicas > Quando Nos Faltam Forças

Quando Nos Faltam Forças

Categoria: Evangélicas
Quando Nos Faltam Forças

Uma das coisas mais maravilhosas a respeito de Deus é que ele compartilha de sua pessoa conosco. Ele nos dá uma porção de tudo o que é. Chega até a compartilhar seu poder e nos dá um meio de fazer e de ser o que não poderíamos “por conta própria”. Quem mais faria isso senão Ele? E o Senhor age assim porque nos ama.

Deus nos ama o suficiente para nos proteger com sua força.

Para ser forte onde somos mais fracas. “Ele fortalece o cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças [...]; correm e não ficam exaustos” (Isaías 40:29-31). Por causa de Deus, você nunca precisa sentir-se impotente, não importa o que esteja acontecendo em sua vida.

Muitas e muitas vezes podemos nos sentir fracas, sem um pingo de força. Nesse momento, é primordial procurarmos a Deus para que Ele nos sustente e nos ajude na caminhada. A fonte da nossa força deve estar centrada Nele. Ele é a fonte e a nossa fortaleza.

Para isso, você precisa se acalmar e esperar. Não a espera ociosa, e sim a espera confiante. Sabendo que Ele vai suprir tudo o que precisa em meio ao caos. Então, a melhor forma para se fortalecer é através de algumas atitudes:

- Orar a Ele no seu quarto e pedir aos seus amigos que orem por você (especificamente pela falta de força);
- Meditar na palavra de Deus, pois é ela que vai te animar e colocar entusiasmo, fé em seu coração;

- Estar com as pessoas que você ama, com sua igreja e irmãos. Não se isole!

É bom sempre lembrar que esses momentos passam na nossa vida. Há dias em que nos encontramos fracas, sem motivação alguma para prosseguir, mas não esqueça do quanto o Senhor já fez por você! Do quanto seu amor é demonstrado diariamente, sem nem mesmo merecermos!

Espero que quando lhe faltar forças, você mais do que nunca busque na pessoa certa em quem se apoiar e se refugiar!
Um abraço carinhoso!


Adriana Santos

Título: Quando Nos Faltam Forças

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

377 

Comentários - Quando Nos Faltam Forças

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios