Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Evangélicas > Não Dê Brecha À Inércia

Não Dê Brecha À Inércia

Categoria: Evangélicas
Não Dê Brecha À Inércia

A inércia é um termo utilizado na física, química que bloqueia o funcionamento de certas substâncias no organismo deixando-as paradas, sem atividade. É um momento em que ao invés de produzir, ele estagna.

Sendo assim, olhando para a nossa vida podemos também ter esse momento da “inércia”. Muitos de nós, ficamos bloqueados por longos dias, meses e até anos, sem realizar uma atividade significativa, pois estamos na zona da inércia.

Até fazemos muitas coisas durante o dia, nos movimentamos para um lado e outro, porém a sensação ainda é que estamos parados, sem produzir algo que realmente possa nos levar para o avanço e realização pessoal. Fazemos muito, porém estamos na “inércia” do que realmente arde em nosso peito.

Não avançamos como gostaríamos, não crescemos como influência para a sociedade e isso reflete poderosamente em nossas finanças.

Pois se estamos estagnados, provavelmente, a nossa disposição em crescer financeiramente não ocorre. Todo o nosso esforço, dedicação, motivação é refletido no que ganhamos em notas de dinheiro.

A inércia também se instala em pessoas que fazem sempre a mesma coisa, sem resultado algum e diferente. Há também pessoas que não possuem ânimo para nada, pensa que essa paralisação de que aqui está bom, então, vou relaxar um pouco.

Essa situação confortável está segura, mesmo sabendo que tem potencial para realizar mais e mais coisas.

Precisamos não dar brecha para a inércia. Ela não pode se instalar em nós, que vivemos envolvidos em realizar coisas grandes para nós mesmos e para o nosso semelhante.

Quando ela se instala, isso nos deixa por dias sem fazer qualquer atividade. Ficamos meio que preguiçosos, acomodados, sem produção alguma e isso é terrível.

Portanto, não dê brecha para a inércia. Quando já sentir que ela quer vir dando aquela sensação de dormência, despertar-te e faça algo.

Tenha sempre uma vida dinâmica, envolvida em atividades constantes, seja estudo, leitura, exercícios físicos, mas principalmente, se envolva em algo que tira o seu fôlego, que é a sua paixão, o seu maior sonho.

Fazendo isso, com certeza, a inércia não terá onde habitar. Ela não permitirá que sua vida fique num estado de estagnação e sem progresso. Não dê brecha à inércia!


Adriana Santos

Título: Não Dê Brecha À Inércia

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

1 

Comentários - Não Dê Brecha À Inércia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios