Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Evangélicas > Deus sempre controla o que tu supões ter o controle

Deus sempre controla o que tu supões ter o controle

Categoria: Evangélicas
Deus sempre controla o que tu supões ter o controle

Em minha adolescência sempre fui uma menina que fazia de tudo para ter controle sobre as coisas e situações. Aprendi sozinha lendo bastantes livros que aquilo que está em minha mão devo cuidar e zelar. Com isso, tentava de todas as formas controlar.

Crescendo e quebrando a cara fui aprendendo a controlar as pessoas. Era, de certa forma, uma maneira de autodefesa.
Não queria que ninguém se aproveitasse de minha inocência, de minha pureza, pois pensava que o coração de muita gente era bondoso, sem maldade. Engano-me!

Assim, controlava tudo para não deixar que nada e nem ninguém fugisse do meu controle ou que me fizesse de boba.

Com as várias vivências que tive percebi o quanto me enganei em pensar que o controle pertence apenas a mim. Aquilo que penso ou quero controlar, na verdade, é o que mais me foge.
Dessa forma, perco as estribeiras quando vejo isso acontecer em algum momento de minha vida.

Certa vez planejei um evento "Noite Oriental" bem bacana para mais de 30 jovens na casa de um amigo e contratei um rapaz para preparar toda a parte da comida tipo sushi, butterfly, yakisoba, sashimi e outras.

Pensava que estava tudo sob controle e, de repente, ele não apareceu me deixando na mão! Fiquei tão furiosa, uma mistura de raiva com tristeza, pois queria que fosse inesquecível para todos.

Tudo que sai do meu controle me deixava extremamente braba. Deus foi me ensinando, eu fui me submetendo a aprender que nada está em minha mão e quem rege tudo é Deus. Devo apenas aceitar, me calar.

Certamente, depois, muito depois a gente acaba por compreender qual o propósito do acontecido! Na hora nem adianta questionar!

Diante disso, nós supomos ter o controle quando, na verdade, o controle de todas as coisas está em Deus. Então, descanse e não queira agarrar o mundo. Confie em Deus e apenas obedeça!

Podemos até pensar que controlamos o trabalho, o casamento, os filhos, as várias situações cotidianas, o dinheiro, as tarefas domésticas, enfim, tudo está e dentro do nosso alcance e controle. Mas, devemos pensar que Deus é o Senhor de tudo isso.

Devemos entregar à Ele todos os setores da vida e pedir que Ele controle, pois, certamente, Ele sabe fazer isso melhor que eu e você.

Da próxima vez que algo acontecer da forma diferente que planejaste, lembre-se que Ele está controlando tudo e cuidando dos mínimos detalhes. Confie, apenas!


Adriana Santos

Título: Deus sempre controla o que tu supões ter o controle

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

17 

Comentários - Deus sempre controla o que tu supões ter o controle

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios