Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Medidas a adoptar para ter um arquivo organizado

Medidas a adoptar para ter um arquivo organizado

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Empresariais
Visitas: 10
Comentários: 1
Medidas a adoptar para ter um arquivo organizado

Muitas pessoas deparam-se, por vezes, com problemas de organização no escritório (pessoal ou do trabalho). Ou é um telefone importante que não se encontra em lado nenhum, ou um relatório ou documento que o seu patrão está a exigir para ontem e você simplesmente não o consegue encontrar, ou é a papelada imensa que se vai acumulando em cima da secretária sem que se consiga dar vazão à mesma, ou, ainda, o desesperante momento em que descobre que o disco rígido do seu computador pediu reforma antecipada na pior altura, pois não efetuou backups da informação guardada. Todos estes sintomas podem ser rotulados como desorganização pura ou, pelo menos, como momentos menos felizes na arrumação correta dos arquivos.

Para solucionar este problema, existem algumas medidas que poderá pôr em prática, como as que se seguem: em primeiro lugar, deverá fazer uma (profunda e séria) revisão geral à sua secretária, eliminando, sem dó ou piedade, documentos e papelada que já não lhe interessam.

Depois, tudo o que não for utilizar no momento, deve colocar em dossiers e estantes, que devem estar organizados por ordem alfabética ou outra (por assunto, por exemplo).

As pequenas anotações diárias deverão ser registadas em pequenos cadernos de espirais, ou blocos de notas e nunca em papéis soltos, para evitar desesperantes extravios. Organize a documentação a ser tratada de acordo com a sua urgência de «despacho».

Os documentos mais urgentes deverão ser empilhados à parte e os outros deverão ser agrupados de acordo com o destino que se lhes pretende dar. Verifique diariamente a correspondência, num horário pré-estabelecido e dê-lhe seguimento: contas para pagar, documentação a ser arquivada, cartas que exigem resposta, etc.

Por outro lado, deve tentar «limpar a mesa» e manter os materiais em locais acessíveis e de fácil alcance: assim, deve evitar ter de mover três pesadas pilhas de papel para, simplesmente, aceder a uma gaveta onde guarda materiais de uso quotidiano.

Deve, ainda, criar um lixo «seguro», o que significa que, se você é daquelas pessoas que, na tentativa irrefletida de se verem livres de tudo e mais alguma coisa, acabam por se desfazer de documentação importante, deve criar um espaço para onde, durante algumas semanas, vai deitando – só – papéis. Após algum tempo, já estará em condições de decidir se aquele amontoado de papel é, de facto, inútil, e se pode seguir caminho até ao ecoponto mais próximo.

Mas lembre-se: as ideias «ideais» só você as pode ter, em função do mobiliário, tempo e paciência de que dispõe. Mantenha a calma, encare as montanhas de papel que o/a esperam e… mãos à obra!


Isabel Rodrigues

Título: Medidas a adoptar para ter um arquivo organizado

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 10

783 

Imagem por: Velo Steve

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    10-07-2014 às 23:52:51

    É verdade! Preciso me organizar muito, até tento ser uma pessoa organizada, mas sempre é com grande sacrifício. Manter os papéis nos seus lugares e documentos importantes bem guardados evitam perdas de tempo, inclusive, desnecessárias.

    ¬ Responder

Comentários - Medidas a adoptar para ter um arquivo organizado

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: Velo Steve

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios