Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Desporto com formato oval

Desporto com formato oval

Categoria: Desporto
Comentários: 1
Desporto com formato oval

Reza a história que o râguebi teve origem numa jogada irregular durante uma partida de futebol que acontecia num colégio de Rugby, em Inglaterra, em 1823. William Webb Ellis, atleta que detinha o esférico, sentindo-se incapaz de o dominar com os pés, resolveu agarrá-lo com a mão e correu até à linha final. Para além de se ter tornado no “ponto” lá da escola, ficando este seu feito registado nos anais dos episódios anedóticos que os estudantes coleccionavam, motivou a ideia para uma nova modalidade.

Nos quarenta anos que demorou o reconhecimento oficial do râguebi, acumularam-se regras e mais regras, entre as quais a obrigatoriedade de usar uma bola achatada, em forma de ovo. Isto sugere que o “ovo” (o râguebi) apareceu depois da “galinha” (o futebol).

O râguebi constitui um desporto excepcional em que quase tudo é decidido em conjunto, no seio de equipas de 15 jogadores, e, no que se refere a popularidade, só é vencido pelo futebol. Continua a ser um desporto sobretudo amador, estando fora do programa olímpico desde 1928. Todavia, é de supor que retorne em 2012.

O formato mais geral do râguebi é o rugby union, disputado por equipas de 15 jogadores, em jogos de duas partes de 40 minutos. Os jogadores podem correr levando a bola na mão, ou então passá-la com as mãos ou por meio de pontapés, sendo que o jogador que a vai receber tem de sair detrás daquele que a arremessou ou chutou. Os passes para a frente são interditos. Quando se verificam, há uma penalização designada por “formação ordenada”, em que os oito jogadores de cada equipa se opõem, formando um túnel, para onde é lançada a bola pela equipa rival. Caso esta saia pelas linhas laterais, segue-se um “alinhamento”. A bola é lançada para o alto e os atletas levantam os companheiros para a deter.

Existem quatro formas de obter pontos: ensaio, conversão, drops e penalidades. No ensaio, em que um jogador coloca a bola além da linha final, apelidada de “área de validação”, a equipa ganha cinco pontos. Depois do ensaio, tem lugar uma conversão (dois pontos), que consiste em fazer passar a bola por cima da trave e entre os postes de uma baliza em forma de “H”, com um pontapé, estando a bola no solo. O drops e a penalidade asseguram três pontos e seguem o mesmo método de conversão, só que o pontapé é dado logo que a bola bate no chão.

Apenas o capitão da equipa tem permissão para falar com os árbitros e ninguém pode discutir decisões. O cartão amarelo subentende uma suspensão de dez minutos e o vermelho dá direito a expulsão. Não vai querer ficar de fora do jogo, pois não?



Maria Bijóias

Título: Desporto com formato oval

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Kizua UriasKizua

    01-07-2014 às 15:47:47

    Muito apreciado pelos americanos, esse desporto com formato oval parece ser bem legal e muito ineressante.

    ¬ Responder

Comentários - Desporto com formato oval

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios