Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > Iluminação natural na decoração

Iluminação natural na decoração

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Decoração
Comentários: 19
Iluminação natural na decoração

Uma casa iluminada oferece segurança e prazer, especialmente se essa iluminação for natural e espalhar-se pelos ambientes com equilíbrio. Além de propiciar um toque especial, contribuirá para a economia de energia e será uma aliada na preservação do meio ambiente.

Para aproveitá-la ao máximo, é necessário observar a incidência da luz e a direção que ela percorre, recolhendo-a pelo caminho.

Um cômodo que dispõe suas janelas voltadas para o sol, ou provido de claraboias, só vai necessitar de lâmpadas acesas ao anoitecer. Nesse caso, a projeção da luz tenderá para o azul, isto significa que se devem privilegiar luzes artificiais e cores mais quentes. Quando a luz solar invade o ambiente à tarde, é necessário o uso de cortinados e persianas para resguardar móveis e decoração da forte luz. Também se recomenda evitar cores quentes como laranja, amarelo e vermelho, pois redobram a sensação de aquecimento. Da mesma forma, a iluminação artificial deve ser suave.

Especialmente os quartos precisam ser providos de janelas. Quanto maiores as janelas, mais passagem para a luz, tornando a casa mais confortável e aconchegante.

O vidro é o melhor parceiro para garantir beleza e elegância na conquista pela luz natural. Utilize-o para janelas, portas de comunicação, marquises e varandas. O vidro não apenas refle a luz, mas a transporta entre os cômodos. Nas marquises, amplia a incidência da luz natural dentro dos ambientes, proporcionando um cantinho ideal ao relaxamento.

As cores das paredes dos cômodos internos são muito importantes. Como, normalmente, estas divisões não têm grandes aberturas para a luz solar, optar por tons claros permitirá multiplicar a claridade. Também ajudará instalar piso de material que reflita luz. Granitos, cerâmicas e mármores são boas idéias, mas caso deseje um soalho de madeira, dê preferência aos fabricados com pinho, carvalho ou faia, que apresentam tonalidades claras.

O mobiliário e a sua disposição nos cômodos contribuirá ou não para o aproveitamento da luz natural. Os móveis de desenhos retos ajudarão a circulação da luz, e não devem ficar muito próximos uns aos outros, nem distribuídos em quantidade que propicie as sombras. As tonalidades claras continuam sendo a melhor opção.

Estimule a imaginação, combine, crie, experimente, esgote as possibilidades de uso da luz natural que banha sua casa. O resultado será a sensação de harmonia e bem-estar que trará benefícios ao corpo, à mente e ao espírito. De quem mora e de quem passa.



Hediene

Título: Iluminação natural na decoração

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 0

766 

Imagem por: ricardodiaz11

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 19 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    30-09-2014 às 22:43:53

    A iluminação natural tende a trazer maior conforto e econoia. É possível fazer excelentes arranjos e combinações. Nada melhor numa casa que receber o frescor de fora para dentro, é maravilhoso!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    25-04-2014 às 19:06:49

    São realmente excelentes a opção de iluminações naturais em casa. Refrescam o ambiente e ainda economiza energia. Adorei a explanação do tem, fantástico!

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    04-10-2012 às 17:36:07

    Sou uma grande adepta de poupar energia e outras coisas que prejudiquem o nosso planeta.E, no que diz respeito á decoração, quanto mais simples melhor.O que priveligio nela e a cor e funcionalidade e a luz natural. Esta é sem dúvida uma dávida que devia ser aproveitada ao máximo.

    ¬ Responder
  • Anne TeixeiraAnne Teixeira

    03-10-2012 às 22:19:06

    Tenho um sonho de projetar minha futura casa/apartamento com o máximo de iluminação natural. Não apenas por ser a favor da sustentabilidade, mas por ser mais "natural" rsrs.Grandes janelas e portas de vidro que permitem a entrada de luz, jardins de inverno, clarabóias e pé direito duplo contribuem.

    ¬ Responder
  • Cristina SousaCristina Sousa

    02-10-2012 às 22:41:13

    Como gosto muito de plantas, é importante optar-se pela iluminação natural na decoração de um local, de modo a poder-se integrar plantas. O efeito das plantas não é só decorativo, mas também purificador de ar. Pois, produzem oxigénio e funcionam como filtro de ar.

    ¬ Responder
  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    01-10-2012 às 21:44:02

    Uma das coisas que aprendi quando vamos comprar um imóvel é verificar se ele possui uma localização favorável para receber bastante iluminação natural.Na casa onde resido atualmente, ela recebe pouca luz e com isso os comodos ficam muito escuros mesmo durante um dia de sol e com isso somos obrigados a ficar com as luzes acesas mesmo de dia.Além de gastar muito, por receber pouca luz solar, o ambiente fica cheio de umidade e bolor.

    ¬ Responder
  • Ruben GonçalvesRuben Gonçalves

    30-09-2012 às 22:59:08

    A luz natural é sem duvida alguma insubstituível e portanto devemos usar todas as técnicas de aproveitamento de luz natural que estiverem ao nosso alcance. Muitas vezes apenas pintar as paredes de branco e retirar elementos mais escuros da nossa decoração é suficiente. Podemos também aproveitar espelhos para refletir a luz e cortinas mais finas.

    ¬ Responder
  • Cristina SousaCristina Sousa

    27-09-2012 às 12:05:28

    Dar importância à iluminação natural, sempre que possível, é uma ótima solução, desde que os materiais utilizados nas janelas e portas minimizem as perdas/ganhos de calor, respetivamente às estações inverno/verão.

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    26-09-2012 às 03:04:41

    Fundamental para a espécie humana no planeta, a luz é extremamente essencial quando pensamos em fazer uma residência de maneira ecologicamente correta.Tanto para economizar energia como se manter fiel aos ideais ecologicamente corretos.

    ¬ Responder
  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    26-09-2012 às 01:03:05

    Excelente artigo Hediene,a melhor iluminação realmente é a natural, aqui na minha casa colocamos janelas maiores e telhas transparentes na garagem para propiciar uma melhor iluminação,além de deixar o ambiente bem mais alegre, a economia na energia é grande, as dicas que voce deu sobre como posicionar corretamente o mobiliário para aproveitar melhor a iluminação foram muito boas

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    24-09-2012 às 15:29:01

    Acho muito importante que tanto o arquitecto ao planear a casa como os habitantes no momento de a decorar tenham em conta a questão que desenvolve no exto, ou seja, o saber aproveitar a luz solar. Devemos, assim, saber tirar o maior proveito desta iluminação natural, para que só precisemos de iluminação eléctrica no período da noite. Muitas casas têm casas de banho interiores, sem janelas, o que leva a um maior consumo de energia.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    24-09-2012 às 13:54:20

    Ambientes com uma boa iluminação deixam o lugar fantástico. São realmente excelentes e muito bons em qualquer lugar da casa. Aqueles que são naturais como a colega citou em seu belo texto são os melhores em toda a casa. Possuem diversos fatores como: mais baratos, mais modernos e requintados. Podem ser colocados na varanda, na área em frente de sua casa, na sala, enfim, muitos dos lugares para uma melhor visualização. Aproveite, então para utilizá-lo!

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    24-09-2012 às 13:23:35

    A luz contribui imenso para realçar a decoração de qualquer aposento. Além dissi reconforta ou inspira consoante a cor e luz que se coloca.Mas há quem opte pela iluminação natural que fica mais económica e é mais saudável para a vista.Para a usar com destaque é necessário optar por uma casa virada para o sol e cujas fachadas deixem entrar muita luz. Só assim é possível ter uma iluminação natural que incida diretamente nos aposentos.

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    24-09-2012 às 11:47:57

    Olá autor, parabéns pelas ótimas dicas que apresentou sobre como empregar a luz natural na decoração. Quem não gosta de uma casa muito bem iluminada? Além de deixar os ambientes muito mais arejados, ajuda a economizar energia, por isso concordo com você e acho que isto é uma ótima ideia. As casas quando ficam mais arejadas, ficam mais confortáveis e garantem uma sensação de prazer e segurança aos seus donos. Então, obrigada pelas dicas Hediene!

    ¬ Responder
  • Lucas SouzaLucas Souza

    24-09-2012 às 02:10:26

    Parabéns pelo seu texto Hediene, achei muito interessante à ideia. Sua conclusão me inspirou bastante a por essas dicas em prática: “Estimule a imaginação, combine, crie, experimente, esgote as possibilidades de uso da luz natural que banha sua casa. O resultado será a sensação de harmonia e bem-estar que trará benefícios ao corpo, à mente e ao espírito. De quem mora e de quem passa”. Continue a contribuir sempre com ótimos textos para o ruadireita!

    ¬ Responder
  • Wallace RandalWallace Randal

    22-09-2012 às 21:49:06

    Boa tarde Hediene, tudo bem? Muito legal seu texto expondo as vantagens da iluminação solar num ambiente, para deixá-lo mais aconchegante. Por mais que os raios não estejam tão fortes, realmente dá aquela sensação de aquecimento dita no texto, e sem contar que economiza uma baita energia deixando as luzes desligadas. Gostei de saber como os arranjos e os tipos de móveis influenciam na iluminação do ambiente, deixando-o mais ou menos claro!

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    22-09-2012 às 16:07:10

    Devemos aproveitar ao máximo a iluminação natural.Assim o ambiente fica mais bonito e economizamos energia.Além do fato que ajuda e muito na conservação do meio ambiente.Nada melhor do que o próprio sol para iluminar.

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    21-09-2012 às 20:41:17

    Iluminação natural fica simplesmente ambiental, é uma decoração que dá uma riqueza à casa, um toque de pureza, é simplesmente lindo. Depende do gosto das pessoas, mas a decoração natural está quase sempre presente.

    ¬ Responder
  • mestry badahra

    29-03-2010 às 23:50:37

    exelente a sugestão do nobre decorador, que deveria ser observado por todos projetistas, pois inclusive, alem das comodidade,apoio a visualização, economiza a nossa energia, que está já no fundo do balde .
    parabens
    [email protected]
    visite o site www.dibem.net suplementos nutricionais

    ¬ Responder

Comentários - Iluminação natural na decoração

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: ricardodiaz11

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios