Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Sigmund Freud e a psicanálise

Sigmund Freud e a psicanálise

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Biografias
Comentários: 2
Sigmund Freud e a psicanálise

Psicólogos têm encarado o ato de pensar como uma manifestação intelectual com o intuito de resolver um problema prático.

A psicologia cognitiva é uma área da psicologia que procura os processos mentais internos como a resolução de problemas. A ciência cognitiva é diferente da psicologia cognitiva.
Sigmund Freud definiu o seu modelo estrutural em três partes: Id, Ego e Superego são os blocos fundamentais para descrever a vida a nível da atividade e interação mental. Para Freud, o inconsciente armazena desejos e necessidades movidas pelo instinto.

Para os psicanalistas, o inconsciente não engloba tudo o que não é consciente, mas só o que é abafado pelo pensamento consciente. O indivíduo é como um rival do seu inconsciente, combatendo para conservar escondido o que está inconsciente.

Quando uma pessoa sente dor, só pensa em aliviar a dor. Os seus anseios para acabar com a dor, vai comandar a mente a fazer algo para exterminar a dor.

Sigmund Freud nasceu a 6 de maio de 1856, em Pribor, filho de Jacob Freud e de Amalie Nathanson. Aos quatro anos mudou-se para Viena, capital da Áustria, devido a problemas financeiros e permaneceu lá até 1938, até à chegada dos nazis.

Contudo, pouco se sabe da vida de Sigmund Freud até determinada altura. Segundo se consta, ele eliminou os seus cadernos de registos, que nos permitia ter conhecimento da sua vida e das suas ideias. O que se passava na cabeça do homem da psicanálise? Provavelmente, nunca saberemos.

Com a chegada do nazismo à Áustria, Freud teve que fugir para Inglaterra. Infelizmente, alguns familiares de Sigmund Freud não conseguiram escapar aos campos nazis, acabando por falecer nestes, nomeadamente, quatro das suas irmãs.

Por seguir o Judaísmo, Sigmund Freud só podia estudar o Direito ou Medicina, optando por este último. Aos 17 anos vai para a Universidade, onde conheceu Brücke que lhe dá a conhecer a Fisiologia.

Em 1886, para ter poder económico e financeiro para casar com Martha Bernays, Freud vai trabalhar para o Hospital Geral. Deste casamento tem seis filhos.
Sigmund Freud faleceu a 23 de setembro de 1939, em Londres e ficou conhecido pela humanidade como o fundador da psicanálise.


Daniela Vicente

Título: Sigmund Freud e a psicanálise

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

641 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    24-04-2014 às 22:13:07

    Freud, sem dúvida, se estivesse vivo reavaliaria seus conceitos da psicanálise. Os estudos hoje de muitos cientistas, desaprovam suas teorias e faz enxergar que a vida é muito mais misteriosa que qualquer comprovação científica!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    11-09-2012 às 13:52:50

    Alguém disse que em Sigmund Freud tudo está errado, à excepção dos exageros. Acredito que assim é. A sua crítica à religião, fundada na psicanálise e na antropologia, e espelhada tanto em Totem e Tabu como em O Futuro de um Ilusão (ainda que esteja presente um pouco por toda a sua obra) é sem dúvida a área que mais me interessa, ainda que seja a fatia menos original do seu pensamento.

    ¬ Responder

Comentários - Sigmund Freud e a psicanálise

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios