Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Max Weber: Sua História E Conceitos

Max Weber: Sua História E Conceitos

Categoria: Biografias
Visitas: 2
Max Weber: Sua História E Conceitos

Um dos maiores influenciadores da história da sociologia foi Max Weber. Aqui vamos descrever um pouco sobre sua vida, sua história e em quê ele acredita, apenas alguns conceitos para vossa informação.

Max Weber nasceu em Erfurt, Turíngia na Alemanha no dia 21 de abril de 1864. Casou-se em 1893 e um ano mais tarde tornou-se professor de economia na Universidade de Freiburg, transferindo-se para Heidelberg em 1896.

Dois anos depois teve que se afastar da docência devido a algumas perturbações nervosas, voltando à atividade somente em 1903. Faleceu em 14 de junho de 1920, em Munique, na Alemanha.

Ele foi um dos mais importantes pensadores do século XX. Além de professor participou da comissão que redigiu a Constituição da República de Weimar, sendo também diretor da revista Arquivo de Ciências Sociais e Política Social e colaborador do Jornal de Frankfurt.

Os seus conceitos estavam centralizados nos estudos da sociologia e, para ele, “...”o objetivo da sociologia é identificar e entender como e por que nascem as regras na sociedade e como elas funcionam” (Paulini, Silva, 2004. P.41)

Conforme Dias (2000), as contribuições mais importantes de Weber são os estudos da burocracia; o sistema de estratificação social; a questão da autoridade; uma metodologia para os estudos da sociedade, com instrumento de análise dos acontecimentos ou situações concretas com conceitos precisos e claros, chamado de tipo ideal.

Em resumo a sociologia de Weber nascia, portanto, construindo como objetos os problemas sociais e culturais mediados de alguma maneira pela economia. Ressaltamos então duas observações relevantes. Em primeiro lugar, tratava-se de uma Ciência Social, pois a dimensão econômica servia para estabelecer o significado social dos fenômenos ou, em termos weberianos, o sentido orientador das ações sociais em jogo.

Em segundo lugar, mas não menos importante, os problemas sociais não eram entendidos como questões provocadas pela realidade imediata, mas constituíam uma ordem de fenômenos culturais, como aqueles compreendidos pela relação entre ética protestante e capitalismo ou pela emergência histórica da moderna burocracia.

Em geral a obra de Max Weber destaca-se pela análise teórica e empírica dos fatos econômicos, históricos e culturais, assim como o seu compromisso em fazer ciência, sem cair em pressupostos valorativos ou em concepções do mundo. Muitas vezes, essa forma eclética de pensamento gerou alguns conflitos com alguns intelectuais. (Paulini, Silva, 2004).


Luene Zarco

Título: Max Weber: Sua História E Conceitos

Autor: Luene Zarco (todos os textos)

Visitas: 2

417 

Comentários - Max Weber: Sua História E Conceitos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios