Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Será que é uma refém dos padrões de beleza

Será que é uma refém dos padrões de beleza

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 11
Será que é uma refém dos padrões de beleza

Muitas mulheres são, hoje em dia, reféns dos padrões de beleza impostos pelas revistas, pelo cinema, pelos outdoors e pela televisão que decretam as medidas femininas perfeitas: 86-60-86. Muitas adolescentes e mulheres adultas sofrem, literalmente, porque não conseguem atingir o corpo perfeito, nem as formas perfeitas (assim consideradas por outrem). Os homens parecem resistir mais a esta obsessão com a estética corporal e muitos dos que estão acima do peso certo chegam mesmo a afirmar que se sentem em forma, ao contrário de muitas mulheres que, possuindo o peso ideal para a sua estatura, acreditam que estão «gordas» e que precisam de iniciar uma dieta restritiva ou exercício físico mais árduo. Esta peculiaridade, que revela total incapacidade para fazer uma correta avaliação do aspeto do próprio corpo, chama-se dismorfia corporal.

Há que, em primeiro lugar, ter consciência de que as modelos que desfilam nas passerelles pertencem a um tipo físico restrito e que, por razões fisiológicas (herança genética, metabolismo favorável, etc.) ostentam aquele aspeto típico, mas que não tem de ser considerado o mais bonito ou agradável. Quer isto dizer que pouco ou nada se pode fazer para moldar o corpo de forma espartana e para o submeter a um outro biótipo. Se os pais da mulher que deseja ser alta, loura e esbelta, apresentarem baixa estatura, forem morenos e com tendência natural para engordar, então será loucura encetar uma batalha na clínica de cirurgia estética.

Por outro lado, há que considerar o que é que faz um ser humano verdadeiramente feliz: será a família, os amigos, a realização profissional, os filhos ou, única e simplesmente, o físico? Apesar de constituir uma parte da vida a que se deve dedicar alguma atenção, o físico não pode sobrepor-se, de forma alguma, a todos os outros quadrantes da vida que são igualmente (e alguns ainda mais) cruciais para o pleno desenvolvimento do ser humano. Há, também, que ter cautela com os efeitos negativos que algumas mães estarão a passar para as suas filhas que começam a traçar uma imagem negativa de si mesmas, ao nível físico e que começam a enveredar por caminhos perigosos, como o da bulimia ou o da anorexia. Saliente-se, ainda, que o sexo feminino alcançou importantes conquistas no último século ao nível da sua emancipação face ao homem, tornando-se mais livre e poderoso. Mas o espartilho dos requisitos mínimos da beleza numa mulher tem-na tornado cada vez mais prisioneira de algo absolutamente virtual: a imagem.

Pense, pois, duas vezes, ao olhar-se ao espelho: se o seu marido lhe repete infatigavelmente que está bonita, será que não é mesmo verdade?

Isabel Rodrigues

Título: Será que é uma refém dos padrões de beleza

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

762 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 11 )    recentes

  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    03-10-2012 às 06:07:43

    Existe uma grande diferença entre ser vaidosa e refém dos padrões de beleza.Uma pessoa vaidosa se ama, tem auto estima e ela procura se cuidar para se sentir bem consigo mesma e com isso consegue também agradar aos outros.Uma pessoa refém dos padrões de beleza tem baixa auto estima e se preocupa demasiadamente com a opinião dos outros sobre ela e por mais que esteja com rosto e corpo perfeitos, ainda acha que está feia.

    ¬ Responder
  • Pedro gil FerreiraPedro gil Ferreira

    28-09-2012 às 10:55:28

    A leitora é uma refém dos padrões de beleza?. Se sim, tem todo o direito mas o que eu acho é que a beleza vem do interior de nós mesmos.Assim, não interessa estar de acordo com o padrão de beleza da moda, se adotarmos atitudes incorretas e frias ante a sociedade.Na falta de valores a beleza torna-se secundária e sem valor ou atrativo.

    ¬ Responder
  • Cristina SousaCristina Sousa

    27-09-2012 às 12:31:38

    Não sou refém dos padrões de beleza. Eu é que defino o meu padrão de beleza, tendo sempre como base o estado da minha saúde. Pois a nossa aparência é a imagem que transmitimos aos outros da nossa saúde. Cabe-me a mim descobrir um eu mais feliz na minha vida e nas minhas relações.

    ¬ Responder
  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    27-09-2012 às 06:17:26

    Não tem jeito pessoal,por mais que tentemos negar, o fato é que se você não corresponde aos padrões de beleza ditadas pela mídia e pela sociedade, você é visto com maus olhos pelas pessoas,todos nós vamos pelas aparências, não adianta ser hipocrita e disfarçar isso,por isso que as mulheres principalmente fazem de tudo para corresponder a esses padrões de beleza.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    26-09-2012 às 13:19:05

    A leitora é uma refém dos padrões de beleza?. Daquelas que valoriza a beleza como um padrão social ou a cultiva para a sua própria auto-estima e valorização pessoal.Sinceramente prefiro esta pois o que eu acho é que a verdadeira beleza vem de dentro, do interior. Este sim, tem seus recursos inesgotáveis para serem resgatados em prol dela, como simpatia, amor ao próximo, amizade, ajuda etc.

    ¬ Responder
  • Lucas SouzaLucas Souza

    25-09-2012 às 17:35:16

    Acredito que a beleza tem seus lados positivos e negativos. Querer se cuidar para seu marido/esposa é algo realmente bonito e tocante. Mas, se a intenção for apenas ser igual a aquela pessoa da TV (que muitas vezes possui muitos recursos e pode se dar ao luxo de investir nesses tratamentos da vida), você não está entendendo direito o significado da beleza. Bem, acho que a beleza deve ser em sua maioria natural.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    24-09-2012 às 14:56:48

    Quando nos dedicamos para manter o padrão de beleza imposta pela sociedade, estamos sendo reféns da beleza. Ela é colocada em nossas mentes sutilmente e se não termos o devido cuidado, seremos seus escravos. Quando há uma nova dieta, queremos também entrar nessa, quando há uma moda diferente, queremos também usar e assim tudo que vai aparecendo, queremos utilizar e isso é um mal terrível. Que nós não sejamos escravos da beleza de forma alguma.

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    23-09-2012 às 14:08:58

    Não me considerando necessariamente uma refém dos padrões de beleza, a inserção numa determinada sociedade faz sempre com que os seus padrões façam parte das nossas vidas, ainda que, em muitos casos, pela negação dos mesmos, o que de certa forma confirma a sua presença. No meu caso, não sendo refém, tenho plena consciência de que a minha ideia de beleza tem origem, em grande medida, naquilo que a sociedade considera como indicador de beleza.

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    23-09-2012 às 00:33:00

    A maioria das mulheres são reféns de padrões de beleza.Por isso todas querem ficar cada vez mais magras,com a pele mais clara,com os dentes mais brancos,com mais seio,com o cabelo mais liso.

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    21-09-2012 às 22:30:27

    É quem talvez seja obcecado com a beleza, basta sentirmos-nos bem com nós próprios para gostarmos da nossa beleza, não precisamos estar sempre atentos a ela, senão criamos mal auto-estima, será não benéfico para nós.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    12-09-2012 às 18:16:36

    eu não sei se sou uma refém da beleza, mas acredito que sou uma seguidora daquilo que anda na berlinda. ando a tento ao que anda acontecer na aérea da beleza, nomeadamente dos cosméticos. não tenho as medidas perfeitas, pois faltam-me as mamas. estas foram para o rabo. portanto o 86 passa para 90 e o outro 8 é ao contrário, passa para 80. para concluir, eu concordo consigo na frase final.

    ¬ Responder

Comentários - Será que é uma refém dos padrões de beleza

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios