Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Proteja os seus pés no Verão

Proteja os seus pés no Verão

Categoria: Beleza
Comentários: 1
Proteja os seus pés no Verão

Com a chegada do Verão, muita gente gosta de andar de chinelos ou sandálias, exibindo, por vezes, pés pouco bonitos e saudáveis. O calor e a humidade constituem o ambiente ideal para a proliferação de fungos, responsáveis por incómodas infecções, normalmente manifestadas através de comichão, inflamação, dor, escamação da pele, e, eventualmente, deformação das unhas. As micoses superficiais não comportam, regra geral, riscos acrescidos para a saúde da maior parte das pessoas (excepção feita, por exemplo, aos diabéticos, que são bastante vulneráveis a ferimentos e infecções graves), mas comprometem a qualidade de vida, pelo que devem ser tratadas. Caso contrário, podem servir de antecâmara a infecções bacterianas, interferindo, possivelmente, com o andar, sendo até susceptíveis de originar problemas ortopédicos.

A primeira coisa a fazer é consultar um dermatologista, a fim de identificar com rigor o tipo de fungo e obter o tratamento mais adequado. A automedicação costuma ter efeitos desastrosos, uma vez que o microorganismo causador da micose fica ainda mais resistente.

Os pés necessitam de cuidados especiais para se manterem salutares e formosos. Nesta perspectiva, há que lavá-los todos os dias, utilizando um sabonete com PH neutro, secá-los muito bem, mormente nos espaços interdigitais, e aplicar um hidratante na planta do pé, calcanhar e dorso. As unhas devem ser limadas a cada 15 dias, para que não cheguem a formar pontas que se possam encravar. No fim do banho, é aconselhável lixar suavemente a sola dos pés ou recorrer a uma creme apropriado para reduzir a espessura da pele e prevenir calos. Nunca se deve retirar a totalidade da cutícula das unhas, pois ela protege-as contra as doenças.

Em acréscimo, e para quem tem de passar longas horas de pé, colocar os pés dentro de água bem quente com sal grosso ou usar um creme ou óleo à base de cânfora é muito eficaz para o relaxamento e o combate às dores.

No que se refere aos sapatos, é importante que estejam limpos, sejam confortáveis e que não se calcem dois dias seguidos. Na verdade, é preciso que arejem e é recomendável que se tenham uns para cada tipo de actividade, evitando ténis e sandálias de plástico, ou similares que abafem demasiado o pé e não o deixem respirar ou façam transpirar, optando, pela mesma razão, por meias de algodão (que não retêm o suor).

Deve evitar-se andar descalço em pisos húmidos, em piscinas, balneários, healthclubs, ginásios, saunas e qualquer espaço público, uma vez que as infecções fúngicas são contagiosas. Por outro lado, não partilhar toalhas, luvas, roupas e calçado de outras pessoas e, no caso de frequentar manicures e pedicures, exigir sempre material esterilizado, recusando o reaproveitamento de limas, espátulas ou palitos de madeira. O melhor é mesmo levar o material de casa.

Finalmente, os elásticos das meias não devem estar muito apertados, para não interferirem com a circulação e os pés não incharem. Massajando-os com um creme, ao deitar, e calçando umas meias de algodão, de manhã ter-se-ão uns pés magnificamente macios.



Maria Bijóias

Título: Proteja os seus pés no Verão

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

652 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    10-09-2014 às 18:03:02

    Adorei essas dicas e vou aplicá-las, com certeza!! Valeu mesmo pelo texto em como proteger os pés no verão.

    ¬ Responder

Comentários - Proteja os seus pés no Verão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Ler próximo texto...

Tema: Segurança
Raio Mata Três Pessoas No Brasil\"Rua
No dia 07 de novembro de 2014, três pessoas acabaram morrendo em decorrência de raios após as vítimas serem socorridas, mesmo depois de bastante tempo tentando reanimá-las.

Os três homens deram entrada no hospital com parada cardiorrespiratória e com muitas queimaduras. Esse incidente aconteceu na zona leste de São Paulo, as vitimas trabalhavam com ferro velho.

O Brasil é o país onde os raios estão mais presentes no mundo. São mais de 50 milhões de raios por ano. Esses raios atingem mais pessoas na zona rural, porém nas áreas urbanas ocorrem também só que com menos frequência.

Há pessoas que falam que raios não ocorrem duas vezes no mesmo lugar, mas isso é improvável, eles ocorrem sim! Tanto que nos últimos séculos, as tempestades aumentaram 90% por causa do aquecimento do planeta devido ao asfalto, que é uma das formas de poluição.

Alguns cuidados, nesses momentos, são importantes como: não ficar em área aberta, não usar o telefone e se vir uma tempestade, então permaneça no carro.

Os raios ocorrem no Brasil porque é um país tropical e de muito calor, por isso está em primeiro lugar em queda de raios. Nesse mesmo ano de 2014, um rapaz morreu usando o computador. Ele recebeu a eletricidade no momento em que o raio caiu na antena.

O estado de São Paulo lidera em quedas de raios. Um raio dura em média 1 segundo, e a queda de raios acontece por uma descarga elétrica que produz nuvens de chuva. Os relâmpagos ocorrem entre as nuvens e os raios pelo solo.

Algumas regiões tem tendência de cair mais raios, a descarga é visível a olho nu e é um fenômeno que produz um clarão. As mortes mais frequente são nas áreas urbanas, por isso não é seguro se proteger em baixo de árvores.

Pesquisar mais textos:

Gislene Santos Sousa

Título:Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Autor:Gislene Santos Sousa(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios