Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Como usar corretamente o demaquilante

Como usar corretamente o demaquilante

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 3
Como usar corretamente o demaquilante

Não é correto dormir de maquiagem, pois é um ato que pode prejudicar a saúde da pele. Quando em contato por muito tempo com a pele, a maquiagem pode provocar irritações, obstruir os poros e, causar espinhas e cravos. É importante remover toda a maquiagem antes de dormir e para isso, somente sabonete e água não é o suficiente. Para essa tarefa é recomendável usar um demaquilante que limpa a pele profundamente e não deixa resíduos. Então, veja como usar corretamente o demaquilante.

O demaquilante serve para retirar a maquiagem e remover as impurezas, como a poluição e a oleosidade. Além disso, esse produto também facilita a absorção de outros cremes pela pele, como por exemplo, ácidos utilizados em tratamentos de clareamento, cremes para espinha e manchas, hidratantes comuns, etc, fazendo com que ela fique ainda mais bonita e saudável.

Como comprar demaquilante:

No momento de comprar o seu demaquilante busque por um produto que seja adequado para o seu tipo de pele. As pessoas que tem uma pele seca devem procurar por um demaquilante do tipo mousse ou de textura cremosa. Já as que sofrem com o excesso de oleosidade na pele devem recorrer ao leite de limpeza ou a um gel para retirar a maquiagem. Quem tem pele mista pode usar lenços umedecidos para realizar a limpeza da pele, após o uso da maquiagem. E por último, se você tem pele normal, invista em um demaquilante bifásico, que combina água e óleo.

Como usar corretamente o demaquilante:

Além dos demaquilante para todo o rosto, existem os específicos para a área dos olhos. Estes também são recomendados, pois esta região é mais sensível e requer um cuidado especial.

É necessário saber aplicar corretamente o demaquilante tanto no rosto quanto na área das pálpebras: Utilize um algodão macio e embeba-o com o demaquilante, passe suavemente sobre a pele, sem esfregar.

Assim, utilizando esse produto da forma certa, sua pele ficará livre dos resíduos de maquiagem, tais como os de sombra, blush, base, pó e de outros produtos que você costuma usar no dia a dia. Ou seja, sua pele ficará limpa, saudável e bonita.


Rua Direita

Título: Como usar corretamente o demaquilante

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

625 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    24-06-2014 às 16:47:08

    Não pode faltar no meu estojo de maquiagem: o bendito demaquilante. Ele é muito eficaz para limpar o rosto, depois de uma boa maquiagem. Essa dica de não dormir com maquiagem é verdade,pois ficamos com o rosto bem hidratado e limpinho. É como um refresco para a pele.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    13-09-2012 às 12:46:32

    Boas dicas, apenas faltou referir os desmaquilhantes de rosto em toalhitas (que devem ser acompanhadas por um desmaquilhante de olhos), mais práticas e muito utilizadas. Na minha opinião, o aspecto mais importante a ter em conta quando compramos um desmaquilhante é a sua eficácia ao retirar a maquilhagem. Se um desmaquilhante, seja ele em toalhita ou aplicado com algodão, não remove bem a maquilhagem com poucas passagens, está a secar e prejudicar a pele.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    12-09-2012 às 12:57:40

    eu não sou capaz de deitar-me com maquilhagem, e desmaquilho-me todos os dias mesmo que demore imenso tempo para tirar os ínfimos resíduos de sombra, lápis ou rímel. para tirar a maquilhagem, eu uso o leite de limpeza, o tónico e o hidratante. para tirar o lápis debaixo do olho uso um cotonete. eu não tiro a maquilhagem só à noite, mas mal chego a casa. gosto imenso dos seus temas. Parabéns.

    ¬ Responder

Comentários - Como usar corretamente o demaquilante

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios