Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Como fazer a barba da melhor forma

Como fazer a barba da melhor forma

Categoria: Beleza
Comentários: 1
Como fazer a barba da melhor forma

Com este pequeno guia será mais fácil, para si que é homem, aprender algumas dicas sobre como livrar-se dos pêlos indesejáveis e ao mesmo tempo ficar com a pele macia, digamos que se irá tornar num autêntico íman de mulheres, se assim se pode dizer.

Antes de mais, apresento-lhe algumas das formas com que é possível desfazer-se da barba em três tempos: a gilete, a eleita número um dos homens tal como anuncia a publicidade; a máquina de barbear também muito popular; ou a antiga navalha de barbeiro, esta cada vez menos procurada. Porém, serão apenas abordadas as técnicas para o manuseio da primeira, pelos motivos já descritos acima.

A primeira dica que lhe posso dar antes de mais, é tentar barbear-se preferivelmente SEMPRE depois do banho, pois é quando os poros da pele ainda estão abertos e além da suavidade que oferece para remover os pêlos, a epiderme fica naturalmente mais macia depois disso.

Deve então prosseguir com o próximo passo do procedimento, que é o de aplicar a espuma directamente na face. Inicie nas maçãs do rosto fazendo movimentos circulares, contorne o nariz e os lábios até chegar ao pescoço. É importante certificar-se que não tem pouca nem demasiada espuma, uma cobertura uniforme é a chave de sucesso para o seu barbear.

Depois, agarre na sua gilete eleita previamente por si, e elimine os pêlos desde as linhas da barba nas maçãs de rosto até as mandíbulas em linhas rectas. Efectue esse movimento várias vezes até à remoção da espuma do lado da cara que escolheu primeiramente. Quando finalizar esse processo, dedique-se ao outro lado e realize os mesmos passos.

Prosseguindo para o pescoço, deverá inclinar a cabeça ligeiramente para trás, e com a gilete fazer movimentos de baixo para cima, ou seja, começando em baixo na linha da barba e finalizando no queixo.

Continue com o mesmo passo até à eliminação da espuma.
Agora, para o bigode, estique a pele fechando os lábios para dentro, e barbeie suavemente de cima para baixo, inclinando um pouco a gilete na diagonal. Se quiser barbear em sítios mais minuciosos, com a ajuda da mão que se encontra livre puxe a pele para baixo ou então conforme lhe der mais jeito, e barbeie-se normalmente.

Não se esqueça, enxagúe a lâmina depois de cada ‘raspanço’, para evitar o entulhamento de pêlos no utensílio em questão, caso contrário isso poderá dificultar a actuação, o que em casos mais graves pode eventualmente ser a causa das pequenas feridas. Nesse caso, se a lâmina provocar algumas fissuras o melhor a fazer é desinfectar rapidamente a ferida e aplicar um pedaço de papel higiénico na mesma.

Depois, retire o excesso de espuma com água quente e procure retocar algumas partes que pode ter falhado permanecendo alguns pêlos. Se sentir que lhe está a repelar, molhe a gilete.

Finalmente resta-lhe aplicar um bálsamo Aftershave da sua preferência e também um creme hidratante que lhe providenciarão uma pele de bebé, o que deixará rapidamente as mulheres todas caidinhas por si.


Joana Mendes

Título: Como fazer a barba da melhor forma

Autor: Joana Mendes (todos os textos)

Visitas: 0

806 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Kizua UriasKizua

    07-09-2014 às 15:55:22

    Toda vez que faço a barba demoro muito. Realmente, essas dicas serão muito úteis para mim! Valeu mesmo, fantástico!

    ¬ Responder

Comentários - Como fazer a barba da melhor forma

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios