Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Museu Nacional de Machado de Castro

Museu Nacional de Machado de Castro

Categoria: Arte
Visitas: 4
Museu Nacional de Machado de Castro

O Museu Machado de Castro é bastante conhecido não só pelo seu nome, como pela sua riqueza em peças de mobiliário e Artes decorativas.

As mais importantes coleções do museu são efetivamente de arqueologia, cerâmica, escultura, ouriveseraria, pintura, têxteis e a coleção do Extremo Oriente.

O museu, está situado na cidade de Coimbra, próximo da Universidade, nomeadamente na rua Dr. José Rodrigues, na alta da cidade.

Com efeito, a alta da cidade de Coimbra, ainda conserva a malha urbana medieval, que conserva ainda a malha urbana medieval, correspondente á zoa mais antiga e histórica da cidade.

O museu está instalado, em concreto, no Antigo Paço Episcopal, situado na área ocupado, pelo fórum da cidade romana de "Eminium", e que os bispos de Coimbra habitaram desde o século VI até 1911.

Atualmente ainda restam vestígios da época romana,como o criptopórtico, de grandes dimensões e dois andares. Este, é que suporta os edifícios do museu, e de épocas posteriores, conserva-se a porta medieval, o claustro românico de S. João de Almedina, a loggia renascentista, que fecha o pátio do lado do rio Mondego e a atual igreja barroca de S. João de Almedina. Nele, foram aplicados os portais se Santa ana e de santo agostinho, vindos do convento de santa Ana.

O portal de S. Tomás, do colégio universitário, foi instalado na Capela do Tesoureiro, do escultor João de Ruão. Em 1912, foi cedido para instalação do museu, ao qual foi dado o nome do escultor conimbrincense, Machado de Castro.

Desde essa época até agora, o Paço, tem sofrido grandes obras de adaptação durante o século XX.

As peças de arte para o museu foram escolhidas do espólio dos extintos conventos e mosteiros da região de Coimbra, nomeadamente de espécies de ourivesaria guardadas no Museu das Pratas e das coleções de cerâmica adquiridas pelo estado, a particulares.

A estes, vieram ainda juntar-se, os materiais provenientes de obras de restauro, realizadas na cidade e arredores, pela Direção dos Monumentos Nacionais, e ainda aquisiçõs legadas a doações.

Destas doações destacam-se, como mais relevantes as peças do Extremo oriente, que foram doadas pelo poeta Camilo Pessanha e pelo presidente da República, Manuel Teixeira Gomes.
Todas as peças de mobiliário e artes decorativas são muito ricas, desde as cerâmicas á pintura e têxteis.

A cidade de Coimbra destaca-se pela sua beleza grande arquitetónica a paisagística, o que faz atraír inúmeros turistas, especialmente à zona histórica da cidade e Universidade.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Museu Nacional de Machado de Castro

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 4

637 

Comentários - Museu Nacional de Machado de Castro

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios