Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Capela São Miguel - Coimbra

Capela São Miguel - Coimbra

Categoria: Arte
Capela São Miguel - Coimbra

Ao traduzir em formas uma visão particular do monarca, o objecto artístico transporta consigo elementos indispensáveis para o conhecimento do modelo de arte que criou. No caso da Capela de S. Miguel, assim como todos os edifícios manuelinos, a arte reflecte as preocupações, medos e anseios do rei D. Manuel I em relação à sua legitimação como monarca.
A Capela de São Miguel é o resultado de séculos de história, de intervenções e restauros dos mais variados arquitectos e movimentos. Desde o século XI que há registos de uma futura Capela destinada a São Miguel e estes registos vão estando patentes pelo menos até ao reinado de D. João V.

O portal da Capela de São Miguel encontra-se entre duas janelas, dando a sensação de um verticalismo, que se prolonga por estas. Duas bases altas erguem dois contrafortes torcidos, contendo coroas sumptuosas na parte superior e acabamentos piramidais. No interior dos contrafortes está um duplo vão paralelo e um mainel delicado no centro do portal.

Os vãos são emoldurados por três colunelos lisos e dois intercolúnios com motivos vegetalistas estilizados. Os colunelos de dentro prolongam-se até acima em arcos policêntricos, deixando suspenso dois cogulhos e para cima acentuam-se outros motivos vegetalistas. Do colunelo exterior surge um arco trilobulado que se vai encontrando com outros, mas de centros opostos, delineando os três emblemas manuelinos e envolvendo uma rica ornamentação arbórea. Este arco arbóreo forma uma cruz no alto do tímpano englobando o escudete das Cinco Chagas de Cristo.

No tímpano estão as armas reais: o escudo real ao centro, a cruz da Ordem Militar de Cristo do lado esquerdo de quem observa e a esfera armilar no lado direito. Por cima destes elementos simbólicos encontramos três escudetes com símbolos da Paixão de Cristo, como a coroa de espinhos no escudete do lado esquerdo, os cravos no lado direito e em cima as Cinco Chagas de Cristo.

Como foi dito anteriormente, o pórtico encontra-se rodeado por duas elegantes janelas vazadas no muro do pórtico, que formam um arco policêntrico, com suspensos cogulhos nas pontas, fechando em cruz.

Concluindo, o Manuelino é um conjunto de provas e argumentações artísticas que mostram o que este estilo tem de belo por todo o país.


Daniela Vicente

Título: Capela São Miguel - Coimbra

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

635 

Comentários - Capela São Miguel - Coimbra

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios