Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > O animal de estimação e os seus benefícios

O animal de estimação e os seus benefícios

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Comentários: 4
O animal de estimação e os seus benefícios

Muita gente não sabe, mas para além da vida animal a que estamos habituados, o animal de estimação é uma ajuda benéfica á saúde idosa, a "chegada" de uma animal a seu lar, muda completamente a rotina, tornando-a mais afetuosa, visivelmente mais confortável, sentindo-se assim com a companhia desejada, merecendo o carinho por parte animal que não teria talvez por parte de um ser humano, ou ate mesmo pela própria solidão. O animal de estimação em certos casos poderá também criar um ambiente de calma em seu redor, como por exemplo, brincar com ele, ele transmitir-lhe-á conforto, proteção, juventude, deixando-o assim menos ansioso, nervoso, agressivo, agitado com os problemas diários, estimulando o relaxamento físico e até espiritual. Um animal de estimação pode também ser um benefício social, fazendo com que interaja com os outros, como por exemplo, se for a passear o seu cão na rua, muita gente vai querer vê-lo, olhar para ele, querer acarinhá-lo com festas sobre ele, e nesse momento você vai ter a oportunidade de poder dialogar com essas pessoas, é um meio para comunicação, para a interação social uns com os outros, e uma meio de conhecimento, em que se a solidão existir, vale a pena momentos destes para que se sinta bem e sorridente por momentos. Outro fator importante com o seu cão de estimação é o exercício físico, estando provado cientificamente que o ser humano que ande, corra, ou caminhe todos os dias com o seu parceiro animal exerce a atividade e melhora o seu desempenho físico do que com a própria companhia humana. A existência de um animal de estimação em seu redor, melhora também visivelmente a sua autoestima, o seu estado de espírito, tornando-o mais alegre, encarando o dia a dia mais completo, favorecendo-o em muitos aspetos diários tanto dentro como fora do seu lar, como por exemplo, teme menos os problemas, não o deixando tão receoso, deixa-o extremamente divertido, não o deixando preocupado com consequências, melhorando os seus atos. Um animal de estimação poderá também melhorar o seu estado tanto psicologicamente como fisicamente, sendo que os animais representam um forte apoio social.

André Belacorça

Título: O animal de estimação e os seus benefícios

Autor: André Belacorça (todos os textos)

Visitas: 0

618 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 23:37:18

    Isso é bem verdade! Principalmente, para quem mora só ou precisa de uma boa companhia, um animal de estimação faz muito bem a saúde. Já vi relatos que pessoas que tinham depressão, estresse, tiveram uma grande melhora depois de terem um animal em casa! Vale muito a pena!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatização

    26-10-2012 às 09:41:31

    Pois... sim... ok.... vou pensar no caso quando tiver tempo.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCalvário

    24-09-2012 às 09:10:19

    Gostei muito do seu texto.

    Parabéns e boa sorte!

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    25-09-2012 às 01:01:24

    muito obrigado :)

    ¬ Responder

Comentários - O animal de estimação e os seus benefícios

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios