Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Acupunctura Nos Animais

Acupunctura Nos Animais

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Acupunctura Nos Animais

“Mudam-se os tempos, Mudam-se as vontades…”, já dizia Luís de Camões e falava com uma enorme verdade!

A medicina não é, obviamente exceção, e se já nos conhecemos tão bem geneticamente, as medicinas alternativas, tem ocupado um lugar com substancial importância nas nossas vidas.
A medicina, terapia e medicamentos tradicionais são muitas vezes substituídos por medicinas e tratamentos alternativos.

Apesar do ceticismo de muitos relativamente às chamadas mesinhas, são cada vez mais os aficionados desta alternativa. Mesmo os mais descrentes, entregam-se a esta medicina para pequenas maleitas.

Com cerca de 2500 anos, a acupunctura é uma das medicinas alternativas mais procuradas. A acupunctura consiste na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo.

Esta prática de origem Chinesa é considerada um complemento de acordo com as terminologias da Organização Mundial de Saúde, e promove o equilíbrio energético, proporcinando o retorno da normalidade em todo organismo, não apenas energicamente, mas também de forma químico - biológica. Esta energia (eletricidade) do corpo que é manipulada através de estímulos em pontos específicos, comanda todo a fisiologia do organismo.

A acupunctura defende que o nosso corpo funciona não só com o fator químico - biológico, mas também com eletricidade, sendo esta a mais importante, ou seja a que controla todas as nossas funções. Como a acumputura controla a energia, consegue comandar as outras funções do organismo.

Curiosamente, a acupunctura não serve só para tratar pessoas, mas também animais.
Muitos animais têm, através da acupunctura deixado de ser sacrificados em consequência de doenças e dores crónicas.

Exemplo disso foi um estudo efetuado no Rio de Janeiro – Brasil, tendo por base um pequeno dálmata que com pouco mais de um ano, foi atropelado e corria o risco de morrer. Não conseguia andar e sofria de dores intensas.

Com a insistência dos donos, o cachorro fez 16 sessões de acupuntura, e não só escapou da morte, como voltou andar, e as dores desapareceram.

Assim como ele, muitos animais, sobretudo domésticos, têm, devido à acupunctura, deixado de ser sacrificados em consequência de doenças e dores crónicas.

O índice de melhoria nos casos de problemas neurológicos, dos ossos, músculos e articulações chega a 80% e resultado de cura vai de 60% a 70%. Para os mesmos problemas, a medicina convencional apresenta uma percentagem de melhoria que ronda os 50%, segundo alguns veterinários.

A acupunctura é indicada como tratamento para praticamente todos os problemas de saúde dos animais, e sua eficácia é também usada como anestésico.

Não é uma solução milagrosa e, em muitos casos, deve e tem de ser usada, em conjunto com a medicina convencional. Noutros casos como os de dor de coluna e paralisia, a medicina tradicional é a única opção porque os medicamentos existentes na medicina alternativa não funcionam ou têm eficácia insuficiente.

No final de contas, ao surtir efeitos positivos, porque não estarmos abertos a medicinas alternativas?


Carla Horta

Título: Acupunctura Nos Animais

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

619 

Imagem por: jpctalbot

Comentários - Acupunctura Nos Animais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Imagem por: jpctalbot

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios