Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Soufflé de gambas

Soufflé de gambas

Categoria: Alimentação
Soufflé de gambas

As gambas são uma das muitas espécies de mariscos pescados nas costas portuguesas. De sabor muito particular, embora pouco nutritivas, são muito ricas em sais minerais, proteínas e vitaminas. Para além de serem muito saborosas prestam-se para inúmeras preparações culinárias, sendo essencial que sejam frescas. Se forem adquiridas congeladas, devem deixar-se descongelar à temperatura ambiente.

Os ingredientes necessários para preparar esta ementa são fáceis de encontrar em qualquer dispensa tais como o limão, tomate, margarina, pimenta branca, caril, ovos e sal. Tudo muito fácil de adquirir em supermercados.

Os ingredientes para uma receita de 6 pessoas são:

- 40 g de manteiga;
- 30 g de farinha;
- 2,5 De leite;
- 200g de queijo flamengo;
- 200g de gambas cozidas e sem casca;
- 1 Colher de chá de caril;
- sal qb;
- Pimenta branca e 4 ovos;

Para barrar a forma:
- margarina;
- 50g de queijo às fatias muito finas

Para o molho:
- 20g de margarina;
- 2 Colheres de sopa de farinha;
- 3 DL de leite;
- 1 Colher de sopa de concentrado de tomate e sal;
- 1 Pitada de açúcar;
- 2 Colheres de sumo de limão.

Modo de confeccionar:
Primeiramente corte o queijo aos quadradinhos, descasque as gambas e pique-as. Derreta a manteiga e polvilhe-a com a farinha. Mexa e, quando começar a aparecer á superfície uma espuma esbranquiçada, junte o leite mexendo sempre e deixa e engrossar o preparado. Adicione o queijo e as gambas. Tempere com sal, pimenta e caril. Retire do calor e junte as gemas. Bata as claras em castelo bem firme e adicione-as cuidadosamente ao preparado.

Unte uma forma de soufflé e cubra o fundo com as fatias de queijo. Deite o preparado por cima. Leve a coser em forno médio (180 graus), previamente aquecido, durante 25-30 minutos. Sirva imediatamente.

Prepare o molho branco: derreta a margarina, junte a farinha, deite o leite a ferver durante 2 minutos, mexendo sempre. Junte o concentrado de tomate e tempere com sal, açúcar e sumo de limão. Sirva o molho à parte.

Esta ementa fica bem com uma salada que contenha alface, tomate, pepino, rodelas de ananás, salsa ou outras guarnições à escolha. O importante é que tenha variedade de vegetais verdes e cenoura. Esta embeleza muito qualquer salada e é rica em betacaroteno. As vitaminas contidas nos vegetais e legumes são essenciais para prevenir variadíssimas doenças e inclusive o cancro. Para aumentar as defesas do organismo o consumo de vitaminas e antioxidantes é fundamental.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Soufflé de gambas

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

628 

Imagem por: Istelleinad

Comentários - Soufflé de gambas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Istelleinad

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios