Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Plantas que Curam

Plantas que Curam

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Comentários: 4
Plantas que Curam

A fitoterapia conhece nos nossos dias um verdadeiro renascer tanto no domínio das doenças internas como na dermatologia, na cosmética e balneoterapia.

Os seus conhecimentos iniciaram-se no Egipto e foram posteriormente divulgados a todo o mundo devido às virtudes mágicas das plantas, saídas da Mãe-Natureza.
Efectivamente podemos distinguir o seu emprego, em plantas ao "natural" ou seja, sob a forma de pós,chás, infusão ou como aromas no banho.




Para os fisioterapeutas há uma planta indicada para quase todos os problemas. São essencialmente eficazes no tratamento de problemas digestivos, gripe, tosse, cefaleias, diabetes, cancro e problemas dermatológicos.

Recomenda-se preferencialmente as plantas secas, por terem maior concentração das suas propriedades terapêuticas.
Deste modo, para o reumatismo são úteis as ti sanas de menta, urtiga e rosmaninho:

-para distúrbios nervosos- camomila,tília e menta.

-para insónias é recomendável fazer um banho quente antes de dormir, juntando camomila:

-para depressão- banhos de pés com sal, chá de absinto e duche a 30 graus, várias vezes ao dia.

-para diabetes- beber um litro e meio de água por dia, ou chá de urtiga, infusão de folhas de amoreira às refeições:

-para desintoxicar o organismo, fazer massagens com água marinha ou sal, seguidas de duche, beber chá de urtiga, menta e rosmaninho:

-para cancro- óleo vermelho, em especial para o do útero, hemorroidal interno e externo, pau de Arco, erva de S.Roberto, cicuta- suco fresco- muito anti-cancerígeno, feno grego, para dores do cancro, limá ria, urtiga e Calcedónia:

-para perturbações gástricas e intestinais- erva cidreira e hortelã- pimenta:
-para aumento de apetite- agrião:

-para doenças das vias respiratórias, tosse e inflamações- manjerico:

-para problemas de bexiga- salsa e gatunha(sendo indicada também para reumático e problemas urinários:

-para dores de cabeça, estimulante de digestão e secrecção da vesícula- arruda:

-para afeccções da pele, dermatites e eczemas- amor-perfeito bravo:

-para bexiga- ulmária:

para problemas de pele-cavalinha dos campos, em especial para erupções cutâneas e úlceras:

-para diarreia, obstipação, diabetes e aparelho urinário- funcho:

para tosse e expectoração- alteia:

para inflamações- urze:

-para beleza e juventude da pele- agrião, aipo, alface, algas, cenoura, couve, limão, salsa, pepino, tomate e tília.

Normalmente são usadas em chás, podendo ainda ser fervidas como decocação ou na água do banho, consoante o problema.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Plantas que Curam

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

792 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 15:55:46

    A lista das plantas que curam estão ótimas e vai ajudar-me muito. Às vezes, buscamos remédios químicos que nada melhoram nossa saúde e temos a disposição plantas naturais e que realmente curam qualquer enfermidade.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTeresa Maria Batista Gil

    29-07-2012 às 14:40:31

    As plantas são muito virtuosas relativamente aos seus componentes, que além de ricos e vitaminados, tratam muitas doenças.Devem ser fervidas em água quente e bebidas como chás ou infusões.Os chás de camomila, cidreira ou hortelã, são excelentes para ajudar á digestão e acalmar, após um dia de trabalho. No caso de problemas digestivos deve tomar-se três vezes ao dia.Desde sempre que as plantas foram integradas na alimentação, como condimento, complemeto de saladas ou sopas. estas ficam mais saborosas e ricas se forem adicionadas com hortelâ, salsa ou coentros.É admirável que todas as civilizações tenham usado as plantas para fins aimentares e cura de doenças, em virtude das suas propriedades terapêuticas. Apesar dos avanços da quimioterapia, elas continuam a ser utilizadas.Os egípcios usavam muito as plantas, com fins medicinais, especialmente o zimbro, a româ, a semente do linho, o sene, o lírio e o rícino. Reconheciam ainda as propriedades analgésicas da dormideira.As plantas medicinais estão sugeitas a uma lei de recolha, que é exigida em todo o reino vegetal,devendo ser recolhidas, quando devidamente desenvolvidas, a fim de os seus fins medicinais serem aproveitados.É necessário saber reconhecer as plantas, a fim de não colher plantas vizinhas ou nocivas ao organismo. deve colher-se planta por planta, caule por caule e folha por folha, para não danificarem.As folhas, raízes e flores, devem ser colhidos na altura própria, da maturação. E, mais vale um pouco mais cedo do que tarde, para serem mais fáceis de conservar, após a colheita.No que diz respeito aos caules, só devem ser colhidos depois de as flores estarem murchas e começarem a caír. As raízes e cascas devem ser colhidas só no outono.As plantas medicinais empregam-se sob a forma de infusos, xaropes, tinturas, macerados, cozimentos e alcoolaturas. Além disso empregam-se em banhos de imersão parcial ou total. Cada um tem um fim curativo distinto.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDiana

    15-05-2012 às 14:35:34

    Muito obrigado pelas dicas, vou tentar exprimentar alguns..

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    14-05-2012 às 11:21:50

    Muito obrigado

    ¬ Responder

Comentários - Plantas que Curam

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios