Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > O que voce não sabe sobre as bebidas

O que voce não sabe sobre as bebidas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
O que voce não sabe sobre as bebidas

Existem muitos mitos, alguns quase a tocar as raias da crendice, acerca de variadíssimas bebidas. Por exemplo, é falsa a afirmação que sustenta que a cerveja engorda mais do que o vodka. A cerveja, além de uma menor concentração alcoólica, também possui bastante menos calorias, e, em simultâneo, contém algumas vitaminas e sais minerais.

Costuma dizer-se que o vinho tinto é mais saudável do que o branco, e isto é verdade. Ficando sempre em contacto com a casca das uvas (o que pode não acontecer no vinho branco), o vinho tinto traz mais benefícios à saúde, nomeadamente no que concerne à grande porção de flavonoides que ostenta, um antioxidante capaz de diminuir o risco de doenças cardiovasculares e a incidência de cancros, assim como de coadjuvar a absorção de minerais como o cálcio, o magnésio, o fósforo e o zinco. Contudo, e tal como a cerveja, não é preciso exagerar, sob pena de se desencadearem alergias, enxaquecas, problemas de fígado e, em ultimas análise, derrames cerebrais.

Outro mito diz respeito aos refrigerantes light, que muitas pessoas acreditam não terem calorias. Não é assim. Supostamente, eles teriam menos 30 por cento de algum constituinte (açúcar, gordura, calorias, …), comparativamente ao produto original. Todavia, se, para reduzir uma substância, se aumentar outra, o valor energético pode ser mantido ou até aumentado.

Agora, andam muito na moda as águas com “poderes mágicos” (emagrecimento, trato intestinal, etcétera) e sabores diversos, e, como se trata de água, toca a beber, que água é sempre água! Fantasia! Há que ler atentamente os rótulos, porque nem todas as “águas” são água e mesmo as águas não são todas iguais. Deve beber-se água cristalina à razão de dois litros por dia, dependendo de fatores como a temperatura, a atividade física, problemas de febre ou diarreia (que requerem uma reposição de líquidos), entre outros. E, ao contrário do que se possa pensar, a ausência de sede não significa que não seja preciso beber mais água. Particularmente nos indivíduos mais idosos, é natural que a sede não se faça sentir, mas as suas necessidades hídricas não se alteram por causa disso.

E, quem disse que o café é a principal fonte de cafeína? As bebidas energéticas podem equiparar a quantidade de cafeína do café. O chá e alguns refrigerantes também têm cafeína. O consumo deste estimulante terá de ser limitado para quem padeça de hipertensão e para mulheres grávidas. De facto, é suscetível de aumentar a frequência cardíaca e a tensão arterial, provocar irritabilidade ou alterações do sono. Dois cafés por dia são o suficiente, de preferência sem açúcar.

Sim, porque os organismos não sujeitos a grandes esforços ou circunstâncias peculiares não carecem de bebidas açucaradas. Aliás, há estudos que associam a ingestão deste tipo de bebidas a cáries dentárias e diabetes do tipo II.
Os sumos de fruta não são, nem de perto nem de longe, tão saudáveis como a fruta à peça. Apresentam mais calorias, perdem fibras e o açúcar é mais rapidamente absorvido.

As bebidas isotónicas NÃO PODEM substituir a água! A função hidratante desta e a sua participação na regulação térmica e na homeostasia dos fluidos corporais não tem par. Do mesmo modo, é sandice dizer-se que a agua às refeições engorda, uma vez que ela não possui valor calórico.

Finalmente, o calor que se experimenta ao tomar uma bebida alcoólica não é sinónimo de aquecimento corporal, mas, ao invés, essa deslocação do sangue do interior do organismo para a superfície irá provocar uma considerável perda de calor dos órgãos por irradiação. Em analogia, o álcool também não ajuda a digestão. O que faz é acelerar os movimentos que lançam de forma abrupta os alimentos no intestino ainda mal digeridos, trazendo perturbações digestivas a vários níveis.


Maria Bijóias

Título: O que voce não sabe sobre as bebidas

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

735 

Imagem por: Joe Shlabotnik

Comentários - O que voce não sabe sobre as bebidas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Imagem por: Joe Shlabotnik

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios