Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > O consumo de carne

O consumo de carne

Categoria: Alimentação
Comentários: 4
O consumo de carne

A carne tem nutrientes essenciais à boa saúde e energia do corpo que não existe noutros alimentos. Por exemplo o aminoácido L-carnitina, utilizado pelo organismo para transportar os nutrientes que são como verdadeiras fontes de energia presentes nas células. A sua deficiência pode originar fraqueza muscular, distúrbios de atenção, concentração, memória e peso excessivo. Por outro lado a carne tem vitamina B12 que é um nutriente vital para a saúde. Os alimentos de origem vegetal não possuem esta vitamina o que pode trazer carências e alguns problemas.

A gordura da carne tem ainda vitamina A enquanto a vegetal tem betacaroteno e não retinol (Vit) A. Esta é essencial para a absorção dos minerais que se obtêm das verduras.

Esta é uma vitamina muito importante e protege o organismo de infecções, é necessária para produzir harmónios sexuais e de stress, é essencial para os ossos, pele e olhos.

Não se deve consumir em excesso carnes magras, leite em pó e desnatado, por outro lado a carne desde que seja fresca pode consumir-se com regularidade.

A carne é ainda uma grande fonte de vitamina D, essencial para a imunidade, funcionamento dos harmónios do cérebro. A sua gordura é essencial.

Na realidade quem se priva de carnes, não produz vitamina A, D e B12 e aminoácidos.

O sol é também uma fonte de vitamina D, ou seja quando tomado faz o corpo produzir vitamina D.

Relativamente á questão que muita gente coloca da quantidade certa a ingerir de carne, não há propriamente o chamado consumo certo, pois varia de acordo o exercício físico diário, bem como outros. Assim, as crianças devem ingerir diariamente uma porção de carne fresca e os adultos regularmente. Deve sim evitar-se as carnes não frescas como o presunto, mortadela e peito de peru industrializado. Estes é que contêm nitritos que fazem mal ao cancro.

As carências da carne fresca podem não provocar uma doença mas reflecte-se em dores de cabeça, enxaqueca, humores deprimidos, ansiedade e distúrbios visuais.

Deste modo a carne vermelha é importante na alimentação em especial a de bois criados ao ar livre. A de frango é de evitar porque são criados com ração nos aviários o que modifica os nutrientes. Já os criados com grãos, nas quintas são saudáveis tal como os peixes, só são bons os pescados.

O consumo da carne é importante desde que seja fresca e a quantidade depende de pessoa para pessoa. O que importa é a sua qualidade pois os peixes das águas poluídas também fazem mal à saúde.


Teresa Maria Batista Gil

Título: O consumo de carne

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

781 

Imagem por: globevisions

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 15:59:32

    Acho que o exagero, o excesso de carne não é nada bom. É melhor manter o equilíbrio de carne vermelha, peixe, carne branca pois assim, mantém em harmonia todos os nutrientes que precisamos e evite a fritura, gordura que ela dá também.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãomaranhense

    18-03-2011 às 22:14:18

    Boa matéria ! mas a carne mal preparada pode conter alguns riscos né ?

    ¬ Responder
  • sandro pereirapereira

    12-03-2011 às 00:43:04

    se a carne é tao bom assim porque ela ficou no terceiro lugar na piramide atual?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoBrunus

    22-10-2010 às 19:39:07

    Se fosse assim se carne fizesse tao bem o estados unidos seria o pais mais saudavel do mundo... sou vejetariano a 5 anos e conheço pessoas q sao a vida toda, e sao mais fortes e saldaveis q pessoas comuns...
    Isso tudo pra mim nao passa de um mito...

    ¬ Responder

Comentários - O consumo de carne

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: globevisions

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios