Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Doença celiaca - gluten

Doença celiaca - gluten

Categoria: Alimentação
Doença celiaca - gluten

Esta doença é administrada a pessoas que não podem consumir glúten, ou seja, é uma doença auto imune, que pode aparecer em qualquer altura da nossa vida, mais precisamente nos primeiros meses de vida, desde que já tenha sido consumido alimentos que contenham este composto (como nas papas do bebé). Pode eventualmente aparecer devido a algum familiar direto conter esta doença, no entanto, pode também surgir devido a familiares que não sejam tão próximos, mas já não é tão vulgar.

Desde o momento, que a doença é descoberta a pessoa começa a praticar uma alimentação mais cuidada como uma dieta para a toda a vida, uma vez que não existe cura. A ingestão do composto leva o doente a ter vómitos, diarreia, e outras lesões internas no organismo, podendo em casos mais graves, onde haja a negação á doença, o cancro no intestino.

Na infância ou quando estes doentes são jovens, ingerem pequenas porções de alimentos com glúten o que leva logo a uma inflamação do intestino que vai regenerando com a expulsão do composto no organismo, não conseguindo compreender que não podem de forma alguma ingerir este tipo de alimentados.

O que é o glúten?

Este composto existe em muitos alimentos que ingerimos diariamente sem sequer dar conta, como por exemplo nas batatas fritas de pacote, um hambúrguer, pão de trigo, centeio, cevada e aveia entre outros. Basicamente o glúten é um conjunto de proteínas insolúveis que está presente em todos os alimentos que contenham farináceos, no entanto o arroz e o milho são totalmente inofensivos.

Já existem diversos produtos que alertam os consumidores do presente composto glúten, no entanto, os que propositadamente não contém, são de valores monetários elevados. Na maioria das vezes, os produtos são transformados devendo informar nos ingredientes ou nos cuidados a existência deste composto, como bem tartes de nata, ou bolos.

O tratamento para esta doença, consiste exclusivamente na dieta equilibrada e rigorosa, para um crescimento saudável totalmente normal.

Para uma certeza, como que esta doença está presente, é aconselhável realizar um biopsia intestinal, uma vez que os sintomas refletem-se maioritariamente no intestino.

Estima-se existir em Portugal cerca de 100 mil celíacos, e cada vez mais. Hoje em dia, já se realiza reuniões de pessoas celíacas onde estas estão presentes que podem trocar impressões, duvidas, curiosidades acerca desta doença, inclusive novas receitas para as suas refeições.


Sandra Mendes

Título: Doença celiaca - gluten

Autor: Sandra Mendes (todos os textos)

Visitas: 0

623 

Comentários - Doença celiaca - gluten

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Organizar Qualquer Tipo De Evento

Ler próximo texto...

Tema: Eventos
Como Organizar Qualquer Tipo De Evento\"Rua
Com todas as mudanças no mundo precisamos de pessoas capacitadas e qualificadas para se organizar um evento de porte. Não mais uma pessoa que faz tudo, que quebra-galho, mas um profissional estudioso no ramo para levar um evento de grande estima que atinja seu público de forma satisfatória e abrangente.

Para estar na frente exige-se muito trabalho, esforço e dedicação extrema para que se obtenha grande sucesso não somente para quem recebe como também para a própria instituição em que se realiza o evento. Isso tem causado uma procura por esses profissionais e até tem sido reconhecido como uma profissão que será valorizada muito nesses próximos anos.

Como Organizar?

Para estar na frente de um evento é necessário muita dedicação e amor. Muitas horas planejando e com uma grande antecedência. Pois, qualquer problema que ocorra no dia, será de responsabilidade de quem está organizando.

Então, todos os cuidados devem ser levados em consideração, devemos ter ações prevenidas e tudo deve ser listado, feito e dado uma atenção especial. Diante dos que se pretende fazer em um evento seja ele cultural, religioso, comercial, precisa de alguns parâmetros para serem seguidos cuja finalização tenha muito sucesso.

Eis quais são as etapas para você compreender melhor:
1. Objetivos: você deve primeiramente traçar um objetivo daquilo que se pretende realizar. Deve ser dividido em duas partes: a geral e a específica;

2. Públicos: quem são os públicos que serão atingidos? É um grupo de mulheres, um grupo de homens? Que faixa de idade? Essas e outras perguntas devem ser feitas;

3. Estratégias: essas estratégias consistem simplesmente em como você vai atingir o seu público, o que mais irá atraí-los para que possam ir ao seu evento?

4. Recursos: os recursos tanto materiais, humanos, físicos, todos esses recursos devem ser bem estruturados e anotados;

5. Implantação: Que métodos serão usados para o evento desde o início até o término do evento? Refere-se a todos os procedimentos;

6. Acompanhamento e controle: estipular alguém que irá acompanhar todo o processo e controlar, como por exemplo, as despesas;

7. Avaliação: feita após o término do evento, ela é produzida em formato de relatório e entregue a quem organizou o evento;

8. Orçamento Previsto: este deve ser feito bem detalhado. Uma das mais importantes partes de todo o evento. Pode buscar patrocínio, parcerias com empresas para assim evitar os gastos, mas tudo deve ser anotado e controlado.

Pesquisar mais textos:

Luene Zarco

Título:Como Organizar Qualquer Tipo De Evento

Autor:Luene Zarco(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios