Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Comendo Pouco

Comendo Pouco

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Comendo Pouco

Fazer dieta sempre foi algo complicado para mim.Sempre comi bem mais do que deveria,e isso resultava em muito mais quilos na balança e no meu corpo.Sempre me escondi dentro de roupas grandes,de preferência roupas pretas.
Acreditava piamente que preto emagrecia e que ia resolver todos os meus problemas.Porém,não resolveu.

Geralmente,quem está acima do peso,adora usar esses truques na hora de se vestir para parecer mais magro.Porém isso é um grande engano,porque não deveríamos tentar parecer mais magros e sim ser realmente mais magros.
E a única forma de fazer isso ser real,é emagrecendo.E para emagrecer não tem segredo.Tem que diminuir mesmo a comida e muitas vezes mudar muitos alimentos da dieta alimentar,seja retirando alguns ou até mesmo acrescentando alguns que sejam mais ricos em fibras e vitaminas.

Além do que se deve comer de 3 em 3 horas,beber muita água.A maioria das pessoas consome pouca água e isso ajuda na retenção de liquido,o que já deixa a pessoa bem mais gorda do que ela é realmente.

Praticar esportes também ajuda a emagrecer e controlar o peso.Sendo que a maioria das pessoas que estão acima do peso,não costumam praticar atividades físicas,terminando por levar uma vida sedentária e de certa forma parada.
Sou prova disso,atualmente minha vida esportiva está bem parada.Quase não pratico esportes e o quando o faço me canso facilmente,devido a falta de prática e também o peso acima do normal.

Caminhar todo dia ou até mesmo correr,ajuda a emagrecer e controlar o peso.Sendo que é uma coisa que pode ser feita em qualquer lugar praticamente.Claro que se for numa esteira ou num parque,é melhor.De qualquer forma o custo que se tem é praticamente zero.Ou seja,não dói no bolso e ainda faz muito bem para a saúde.

Danças,futebol,basquete,tênis,natação e outros esportes...Tudo é válido na batalha contra o excesso de peso.O que importa é sentir-se bem consigo mesmo.E preservar a saúde e também é claro nunca mais ter problemas para encontrar roupas adequadas e de bom caimento.Acho que quase todo mundo gostaria de usar um ou dois números do manequim a menos.

Por isso a importância da dieta e dos exercícios físicos para que possamos realizar nossas vontades de futuros magros.


Gabriela Torres

Título: Comendo Pouco

Autor: Gabriela Torres (todos os textos)

Visitas: 0

605 

Comentários - Comendo Pouco

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios