Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > A Alimentação Correcta Em Caso De Doença

A Alimentação Correcta Em Caso De Doença

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 2
A Alimentação Correcta Em Caso De Doença

Se sofre de baixo peso, de imunidade fraca, de gastrite e úlcera, de pressão alta e de colesterol, este texto é para si. Esteja atento e saiba o que comer.

Se sofre de baixo peso, torne o lugar da mesa atractivo para si. Faça-se acompanhar da família e amigos, que o incentivem. Quanto mais glutões melhor! Faça um contrato consigo mesmo e obrigue-se a comer de 2 em 2 horas. Tempere os alimentos de forma agradável. Esteja à vontade para comer a meio das refeições um snack que que agrade, como bolachas, pão com geleia ou manteiga, um pudim, entre outras coisas.

Em caso de imunidade fraca, necessita de ter algum cuidado com a alimentação. Prefira alimentados assados, grelhados e cozidos. Evite os crus. Coma frutas, verduras e legumes amarelos, vermelho ou verde-escuro. Estas devem ser muito bem lavadas, pois, à priori, não vão ser submetidos a altas temperatura, que eliminam muitas perigos.

Prefira o leite fermentado para ajudar no bom funcionamento do intestino. Os alimentos que estejam muitos expostos a contaminações, como em feiras e mercados ao ar livre devem ser evitados por si.




A gastrite e a úlcera exigem uma atenção à quantidade de alimentos que ingere numa refeição. Tem que preferir comer pequenas porções. Mastigue muito bem os seus alimentos. Não fique muito tempo sem comer (no máximo 3 horas). Se se aperceber que certo alimento não lhe cai bem, deve deixar de comê-lo. Claro, que não é preciso dizer que o fast food, álcool, o café, os doces e os salgados não devem fazer parte da sua dieta saudável. Compreendo que seja difícil, mas fuja do stress, pois é um fator que piora os sintomas, como em outras doenças.
Na pressão alta não coma todos aqueles snacks tão saborosos, como os pickles, as azeitonas, os amendoins e outros salgados, as carnes secas e salgadas (salsicha, presunto, linguiça são só um exemplo). Fuja do sal. Deixe-o na cozinha e não na mesa, ao seu alcance.

Se sofre de colesterol, as gorduras trans, o álcool e os açúcares não devem fazer parte da sua alimentação. Eleja a fruta, as verduras e os legumes, assim como arroz, pão e cereais integrais.


Daniela Vicente

Título: A Alimentação Correcta Em Caso De Doença

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 2

641 

Comentários - A Alimentação Correcta Em Caso De Doença

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios