Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Aldeia de Alte – a pureza máxima da alma algarvia

Aldeia de Alte – a pureza máxima da alma algarvia

Categoria: Viagens
Visitas: 4
Comentários: 3
Aldeia de Alte – a pureza máxima da alma algarvia

Alte é, na concepção de muitos, a aldeia mais pura do Algarve. Trata-se de uma típica aldeia do Barrocal Algarvio, encaixada na Serra do Caldeirão, praticamente um oásis raro de paz e alegria no rebuliço do tempo presente.

A encosta pouco inclinada da serra acolhe casas brancas com chaminés rendilhadas. As ruas estreitas aludem ao campo. Subindo as escadas, via-se ter à Igreja Matriz, consagrada a Nossa Senhora da Assunção. Construída no século xii, esta casa de oração patenteia uma decoração de excelência, com talha e azulejaria barrocas, abóbada quinhentista e portal e pais baptismais manuelinos. O largo da igreja incita à admiração da ambiência circundante e, não muito longe dali, o pitoresco mercado da aldeia faz também as delícias do visitante.

A zona da Grande Ribeira e das Fontes Grande e Pequena constitui, muito provavelmente, a mais distinta riqueza paisagística da povoação. A ribeira de Alte atravessa a aldeia, desde a Fonte Grande até à Queda do Vigário. Durante vários séculos, as águas da ribeira, fornecidas pelas fontes, proviam as necessidades da aldeia, eram utilizadas para regar as hortas ali perto e funcionavam como ponto de encontro das mulheres que iam lavar roupa e encher os cântaros.

A área que envolve a Fonte Grande é cercada por um imponente arvoredo e equivale, sem dúvida, a um extraordinário património ambiental. Este fantástico espaço de lazer convoca a passeios e piqueniques em família. Em acréscimo, o anfiteatro ao ar livre aí existente desafia os dotes teatrais, sendo ainda palco de recitais de poesia e de concertos.

A Fonte Pequena, junto à ribeira, rende homenagem ao poeta altense Cândido Guerreiro, podendo ler-se aqui alguns dos seus sonetos mais conhecidos. As águas da ribeira serviam, noutras épocas, de força motriz aos nove moinhos da aldeia, a maioria dos quais estão actualmente em ruínas. A queda de água Pego do Vigário, onde acaba a ribeira, localiza-se pouco abaixo do povoado e decorre do caudal desta e da morfologia dos vales e encostas daquele território, de acesso não muito fácil.

Os turistas afluem sobretudo nos eventos anuais, em que é dado especial realce às tradições da aldeia, como sejam «Alte – Aldeia Cultural» e a festa do 1.º de Maio, momentos altos da vida da localidade. Música, actividades culturais, desporto, gastronomia e artesanato (onde se destacam os brinquedos em madeira, a olaria e os trabalhos de esparto) compõem o programa das festividades. Venha apreciar, divertir-se e desfrutar!


Maria Bijóias

Título: Aldeia de Alte – a pureza máxima da alma algarvia

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 4

799 

Imagem por: BrianForbes37

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • altense

    21-10-2014 às 12:12:32

    Tudo é verdade, muito boa descrição da minha aldeia de Alte. Obrigado por a dar a conhecer.
    O que me pena, no meio disto tudo, é a fotografia, não reconheço, mesmo nada, os serros. Vivendo cà hà uma eternidade nunca tal cor de atmosfera vi por aqui.
    Um bom artigo mas foto,muito aquém.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 17:40:15

    A Rua Direita adoraria conhecer o local, parece ser perfeito!

    ¬ Responder
  • Coelho da SilvaCoelho da Silva

    30-05-2011 às 16:15:06

    Fui profissional de seguros durante varios anos em Loule e, por inerencia da minha actividade deslocava-me diversas vezes a Alte. Era com grande prazer que me deslocava aquela localidade pois alem do convivio sempre agradavel com a populaçao podia desfrutar das belezas naturais de Alte muito em especial na zona da Ribeira Grande onde eu muitas vezes fazia um interregno da minha actividade só para poder descançar o espirito.

    ¬ Responder

Comentários - Aldeia de Alte – a pureza máxima da alma algarvia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Ler próximo texto...

Tema: Saúde
Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento\"Rua
A pneumonia é uma infecção bacteriana ou viral dos pulmões. Os sintomas podem incluir febre, calafrios, falta de ar, tosse que produz fleuma e dor no peito. Geralmente, a pneumonia pode ser tratada com sucesso em casa com antibióticos, mas alguns casos podem exigir hospitalização e podem resultar em morte. Vacinas estão disponíveis contra alguns dos agentes infecciosos mais comuns que causam pneumonia.

Causas de pneumonia
A pneumonia é uma infecção das bolsas de ar nos pulmões, sendo causada por bactérias, vírus ou, raramente, fungos. A maioria dos casos de pneumonia são causados por bactérias, mais comumente Streptococcus (doença pneumocócica), mas a pneumonia viral é mais comum em crianças.
 
Qualquer pessoa pode desenvolver pneumonia, mas alguns grupos estão em maior risco. Estes incluem:
- Bebês e crianças pequenas, particularmente aqueles nascidos prematuramente
- Pessoas que tiveram uma infecção viral recente, como um resfriado ou gripe
- Fumantes
- Pessoas com condições pulmonares crônicas, como asma, bronquite ou bronquiectasias
- Pessoas com sistema imunológico enfraquecido
- Pessoas que bebem álcool em excesso
- Pacientes hospitalizados
- Pessoas que tiveram problemas de deglutição ou tosse após um acidente vascular cerebral ou outra lesão cerebral
- Pessoas com 65 anos ou mais.
A pneumonia pode desenvolver-se quando uma pessoa respira as pequenas gotículas que contêm pneumonia, mas também pode ocorrer quando bactérias ou vírus que estão normalmente presentes na boca, nariz e garganta, entram nos pulmões.

sinais e sintomas de pneumonia
A pneumonia viral tende a desenvolver-se lentamente ao longo de vários dias, enquanto que, geralmente, a pneumonia bacteriana desenvolve-se rapidamente, muitas vezes ao longo de um dia.
A maioria das pessoas que desenvolvem pneumonia, inicialmente, têm uma infecção viral, como um resfriado ou gripe, que produz sintomas como dor de cabeça, dores musculares e febre. Se uma pneumonia se desenvolver, geralmente, os sintomas incluem:
- Febre alta
- Calafrios
- Falta de ar
Aumento da frequência respiratória
- Uma tosse que piora e que pode produzir escarro descolorido ou sangrento (fleuma)
- Dores no peito causadas pela inflamação da membrana que reveste os pulmões.

Em bebês e crianças, os sintomas podem ser menos específicos e podem não mostrar sinais claros de uma infecção no peito. Comumente eles terão uma febre alta, podendo parecer muito indispostos e tornarem-se letárgicos, mas eles também podem produzir uma respiração barulhenta e apresentar dificuldade para se alimentarem.
 
Também é possível que a pele, lábios e unhas se possam tornar-se azulados. Este é um sinal de que os pulmões são incapazes de fornecer oxigênio suficiente para o corpo. Se isso ocorrer, é vital procurar assistência médica imediatamente.

Diagnóstico para pneumonia
Se houver suspeita de pneumonia, é importante procurar atendimento médico com prontidão para que um diagnóstico preciso e um tratamento adequado possam ser implementados.

O médico poderá obter um histórico médico e realizar um exame físico. Durante o exame, o médico ouvirá o tórax com um estetoscópio. Respiração grosseira, sons crepitantes, sibilos e sons respiratórios reduzidos numa determinada parte dos pulmões podem indicar pneumonia.
Geralmente, para confirmar o diagnóstico, realiza-se uma radiografia de tórax. O raio-X mostrará a área do pulmão afetada pela pneumonia. Também podem ser efectuadas análises ao sangue e uma amostra do escarro pode ser enviada para um laboratório para realização de testes.

Tratamento de pneumonia
A maioria dos casos de pneumonia podem ser tratados em casa. Entretanto, bebês, crianças e pessoas com pneumonia grave podem precisar de ser internados num hospital para tratamento.
Geralmente, a pneumonia é tratada com antibióticos, mesmo que exista suspeita de pneumonia viral, já que também pode haver um grau de infecção bacteriana. O tipo de antibiótico utilizado e a forma como será administrado serão determinados pela gravidade e causa da pneumonia.
Se a pneumonia puder ser tratada em casa, geralmente, o tratamento inclui:
- Antibióticos, administrados por via oral sob a forma de comprimidos ou líquidos
- Medicamentos para alívio da dor
- Paracetamol para reduzir a febre
- Descansar

Se for necessário tratamento hospitalar, gerlamente, o tratamento inclui:
- Antibióticos administrados por via intravenosa
- Terapia de oxigênio, para garantir que o corpo receba o oxigênio de que precisa
- Fluidos intravenosos, para corrigir a desidratação ou se a pessoa estiver muito indisposta para comer ou beber
- Fisioterapia, para ajudar a limpar o escarro dos pulmões.

Pesquisar mais textos:

José Antunes

Título:Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Autor:José Antunes(todos os textos)

Imagem por: BrianForbes37

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios