Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Telemóveis > Quando os telemóveis afectam as relações sociais

Quando os telemóveis afectam as relações sociais

Categoria: Telemóveis
Visitas: 28
Comentários: 2
Quando os telemóveis afectam as relações sociais

O uso do telemóvel é cada vez mais imprescindível pois ele permite aproximar mais as pessoas. Pode ser importante em situações de emergência na estrada, em casa ou em qualquer local. Pode até salvar uma vida devido à rapidez de contacto que permite. Tudo isto é bom mas o seu uso desmedido e doentio pode também afectar pela negativa as relações sociais.

Já não conseguimos estar um pouco sem ouvir o seu toque em qualquer lugar, ou seja aonde quer que vamos, temos que ouvir os telefonemas das pessoas que se cruzam diariamente connosco. Ao longo do dia, seja no trabalho, no café, no banco ou na rua o seu toque é tão familiar como a água que bebemos. E mesmo num encontro de amigos ou outro lá está o toque a cortar o diálogo e a sugerir outras coisas. Neste caso torna-se indesejável por não permitir conversar sem interferência de terceiros.

Deste modo o telemóvel pode tornar-se um impedimento às relações sociais e até de rotura das mesmas. Além de inconveniente pode afectar pessoas mais sensíveis como por exemplo entre casais. Parece que alguém está sempre interrompendo conversas e outras coisas do quotidiano.

Não admira pois que as relações sociais estejam cada vez mais degradadas e isoladas. As pessoas fecham-se num mundo de uso excessivo de computador e telemóvel cortando também a comunicação.

Se por um lado aproxima por outro distancia. Este é o reverso dos meios de comunicação. Há uma maior abertura ao mundo mas um maior isolamento. Daí os problemas sociais aumentarem bem como certos perigos.

Estes são sobretudo para os mais novos e jovens que são um alvo fácil de oportunistas do mundo da comunicação. È com o telemóvel que se marcam encontros que por vezes podem ser um isco para toda a espécie de crimes. Os mais frágeis são susceptíveis de cair em armadilhas de todo o género. Apesar do alerta para este tipo de situações, continua a ignorar-se o efeito nefasto que pode causar em adolescentes ou crianças. De facto não há grande controlo do uso do telemóvel pois eles estão em todo o lado, em todas as idades, estratos sociais e serviços. Já ninguém o dispensa sendo causador de discussão, separação e negligência.

Há muita gente na sua dependência pois nem conseguem sair de casa sem ele, voltam ao carro se por acaso o esqueceram, faltam a compromissos por interferência de terceiros.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Quando os telemóveis afectam as relações sociais

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 28

808 

Imagem por: isafmedia

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    02-06-2014 às 16:38:34

    Isso é um grande problema hoje em dia. As pessoas não largam mais o celular para nada! Você vai na parada de ônibus, durante um almoço, nas lojas, as pessoas estão todo o tempo conectadas no celular. Até mesmo com o namorado, isso é ridículo. Vamos nos desprender disso e curtir mais as pessoas que amamos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    15-09-2012 às 13:55:28

    Aborda um tema muito atual, que é objeto de muitos estudos por parte de cientistas sociais, para além de ser uma preocupação óbvia de pais e educadores. Quando usados por pré-adolescentes e adolescentes sem qualquer contenção ou controlo (que crescerão para se tornar adultos sem noção da realidade das relações sociais) os telemóveis podem ser problemáticos. Quando não estamos frente a frente com as pessoas com quem estamos a falar, as ofensas tornam-se mais comuns.

    ¬ Responder

Comentários - Quando os telemóveis afectam as relações sociais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Imagem por: isafmedia

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios