Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Telemóveis > Quando os telemóveis afectam as relações sociais

Quando os telemóveis afectam as relações sociais

Categoria: Telemóveis
Visitas: 28
Comentários: 2
Quando os telemóveis afectam as relações sociais

O uso do telemóvel é cada vez mais imprescindível pois ele permite aproximar mais as pessoas. Pode ser importante em situações de emergência na estrada, em casa ou em qualquer local. Pode até salvar uma vida devido à rapidez de contacto que permite. Tudo isto é bom mas o seu uso desmedido e doentio pode também afectar pela negativa as relações sociais.

Já não conseguimos estar um pouco sem ouvir o seu toque em qualquer lugar, ou seja aonde quer que vamos, temos que ouvir os telefonemas das pessoas que se cruzam diariamente connosco. Ao longo do dia, seja no trabalho, no café, no banco ou na rua o seu toque é tão familiar como a água que bebemos. E mesmo num encontro de amigos ou outro lá está o toque a cortar o diálogo e a sugerir outras coisas. Neste caso torna-se indesejável por não permitir conversar sem interferência de terceiros.

Deste modo o telemóvel pode tornar-se um impedimento às relações sociais e até de rotura das mesmas. Além de inconveniente pode afectar pessoas mais sensíveis como por exemplo entre casais. Parece que alguém está sempre interrompendo conversas e outras coisas do quotidiano.

Não admira pois que as relações sociais estejam cada vez mais degradadas e isoladas. As pessoas fecham-se num mundo de uso excessivo de computador e telemóvel cortando também a comunicação.

Se por um lado aproxima por outro distancia. Este é o reverso dos meios de comunicação. Há uma maior abertura ao mundo mas um maior isolamento. Daí os problemas sociais aumentarem bem como certos perigos.

Estes são sobretudo para os mais novos e jovens que são um alvo fácil de oportunistas do mundo da comunicação. È com o telemóvel que se marcam encontros que por vezes podem ser um isco para toda a espécie de crimes. Os mais frágeis são susceptíveis de cair em armadilhas de todo o género. Apesar do alerta para este tipo de situações, continua a ignorar-se o efeito nefasto que pode causar em adolescentes ou crianças. De facto não há grande controlo do uso do telemóvel pois eles estão em todo o lado, em todas as idades, estratos sociais e serviços. Já ninguém o dispensa sendo causador de discussão, separação e negligência.

Há muita gente na sua dependência pois nem conseguem sair de casa sem ele, voltam ao carro se por acaso o esqueceram, faltam a compromissos por interferência de terceiros.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Quando os telemóveis afectam as relações sociais

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 28

808 

Imagem por: isafmedia

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    02-06-2014 às 16:38:34

    Isso é um grande problema hoje em dia. As pessoas não largam mais o celular para nada! Você vai na parada de ônibus, durante um almoço, nas lojas, as pessoas estão todo o tempo conectadas no celular. Até mesmo com o namorado, isso é ridículo. Vamos nos desprender disso e curtir mais as pessoas que amamos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    15-09-2012 às 13:55:28

    Aborda um tema muito atual, que é objeto de muitos estudos por parte de cientistas sociais, para além de ser uma preocupação óbvia de pais e educadores. Quando usados por pré-adolescentes e adolescentes sem qualquer contenção ou controlo (que crescerão para se tornar adultos sem noção da realidade das relações sociais) os telemóveis podem ser problemáticos. Quando não estamos frente a frente com as pessoas com quem estamos a falar, as ofensas tornam-se mais comuns.

    ¬ Responder

Comentários - Quando os telemóveis afectam as relações sociais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: isafmedia

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios